.



PARA TI, MADELEINE

Não me importa o mediatismo à volta do teu desaparecimento nem se o mesmo é legítimo. O que me importa, Madeleine, é que desapareceste, é que não sei onde estás nem o que sofreste. Porque sofreste. É isso que me dói, Madeleine. O resto é secundário. Que digam que os media são abutres ou que a PJ não está a fazer o seu trabalho... Tudo isso é secundário, Madeleine, só tu não és secundária e não estás cá. Como pode ser o mundo tão injusto que não perceba que mais importante que tudo o que se diga, ou faça, é o facto de tu não estares cá? É o facto de não se saber como vivias, se aquele ar bonito e cuidado escondia o crime de não seres amada. Sim, Madeleine, porque não amar uma criança é um crime. Deixá-la sozinha, usando formas de a adormecer que lhe prejudiquem a saúde, é um crime sejam quais forem as consequências apuradas pela justiça dos homens. E a justiça dos homens, Madeleine, é muito injusta. Tão injusta que permite aos ricos e poderosos terem uma privativa, à sua medida, fabricada pelas campanhas e por bons advogados. Mas as crianças que sofrem, Madeleine, essas são todas iguais. Não têm estrato social. E o teu destino foi trágico, Madeleine e, por isso, nada nem ninguém me faz pena. Crime maior ou menor é sempre crime. Jornais fazem o trabalho deles e a polícia também. Com todos os defeitos que se lhes reconheça pior seria que não existissem. Talvez andássemos toda a vida a correr mundo em tua procura e a venerar como heróis os que de uma forma ou doutra te mataram. Não, não estou a fazer juízos de valor, Madeleine. Um crime pode ser maior ou menor mas é sempre um crime.
Independentemente de quem te deu o golpe final, o teu assassínio já tinha começado há muito tempo. Gosto de crianças. Talvez fosse capaz de dar a minha vida pela tua. Mas não me peçam que seja complacente para quem te levou.

16 comentários:

Boris disse...

Fizeste-me chorar. É este o grito que precisamos.

M.M.MENDONÇA disse...

Que Deus nos acuda! Teremos uma novo caso tipo O.J.Simpson?

NINHO DE CUCO disse...

É de mais. É muita areia para a minha camioneta. Como é possível que pais médicos, com cultura, com posses deixem os filhos sozinhos e lhes dêm sedativos para que não acordem enquanto se divertem?

sol poente disse...

Não, não posso crer que todo o mediatismo em volta do caso seja para denegrir a investigação e empurrar para um eterno deserto.Sim, mas é isso. Lamentavelmente é isso. E é pena que haja quem não queira ver.

Crítico disse...

Belo texto. Triste, mas real.

C Valente disse...

O mal foi da criança, e o novela continua, quanto a mim sem acusar ninguem os suspeitos nº1 são os pais, desde o rprincipio,e dede logo deviam ser condenados por negligencia, abandonae as crianças e irem jantar e todas as contradições que se ouve
Saudações amigas e resto um bom fim de semana,

MIM disse...

É um silêncio com som, desde o inicio...

Tiago R Cardoso disse...

Excelente, sem precisar de comentários.

Crítica&denúncia disse...

Lindo o teu depoimento, tocante. Estive lendo as notícias nos jornais hoje e me deixaram muito triste. A frieza de pais negligentes...sei lá ! Que Deus ilumine o caminho desta investigação. Bom fim de semana meu amigo.Alda

alfabeta disse...

É triste , muito triste mesmo, só espero que não tenha acontecido nada de mal áquela criança.

suruka disse...

Plenamente de acordo.
Nada mais a acrescentar.

Um abraço

pandora disse...

Sobre este caso,mais que não queiramos que assim fosse, os factos não nos deixam outro caminho.
A sociedade está doente, o mundo encaminha-se para um buraco negro.
Um abraço do Ãrco-Íris

APC disse...

"Independentemente de quem te deu o golpe final"...
Esperemos que não. Esperemos que não!

fotógrafa disse...

Silêncio Culpado...assino por baixo em tudo o que aqui dizes...
As crianças são todas dignas de AMOR..por isso qualquer que tenha sido o triste destino que Maddie teve...só uma coisa temos a certeza, ela não era amada como deveria, senão nunca teria sido deixada sózinha com os outros dois irmãos, num quarto dum apartamento de férias, e os pais saindo sem se importar como é que os filhos ficariam o resto da noite...
só isto, mais nada...
Um abraço

7 Pecados Mortais disse...

É como tu disses, "ela é que não está cá", mas se repares e infelizmente é por ela não estar cá que o caso se torna mediático. Quanto ao resto já me prenunciei anteriormente nos blogues amigos e pensando friamente (embora não o quisesse), acho que os pais estão envolvidos na morte (não vejo outro cenário) da Madeleine. Vou deixar aqui o que escrevi anteriormente e espero estar errado e se assim for que Deus me perdoe: Incrível de facto o "estado das coisas", como lhe prefiro chamar. Como diz o "Carreira" e se ela se chama-se "Madalena"? Não queria se calhar dizer o que me vai na alma, pois posso ser injusto ou cruel e não me cabe a mim julgar ninguém. Mas gostava que me explicassem o porquê de existir uma organização e fundos de valores impensáveis para um caso destes que não é o primeiro e não será o último. Não acham estranho? As vezes dá a sensação que tudo está orquestrado para chamar atenção ao Mundo de este flagelo Mundial (desaparecimento de crianças). Deus me perdoe se estou a pecar, mas este caso está a ser badalado de tal forma que me faz lembrar as lutas do "greenpeace". Algo é estranho nisto tudo. Suspeito que há interesses e interessados com isto tudo. Já não sei se os Pais estão envolvidos, já não sei se é alguma organização, que através deste acto, quer atingir algum fim (os meios justificam os fins). O que sei é que há uma criança desaparecida, que se estiver viva, nunca mais será uma criança. Com tanto mediatismo, acho estranho a criança não aparecer do nada, pois tornou-se numa imagem mundial. Acho estranho (e espero que não aconteça), que a Madeleine apareça morta. O que sei é que há pessoas que já tentaram ganhar dinheiro com este caso, sei que há pessoas que se tornaram famosas e sei que há pessoas que estão a ganhar muito dinheiro com isto tudo. Porque afinal a verdadeira razão, para mim, envolve o "DINHEIRO". Tudo tem um custo na vida, mas até onde chega o limite do ser humano? Espero não ter ofendido o vosso pensamento, mas algo não bate certo aqui. Nos casos do "Rui Pedro" e outros o que se fez?? Nada...e de repente um casal inglês tornou-se na noticia de maior impacto em todo o Planeta, envolvendo o desaparecimento de uma criança. Não acham estranho? Abraços de 7 pecados mortais

Claudia Sousa Dias disse...

Subscrevo.

CSD