.



CASA PIA: ABUSOS CONTINUAM

A Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou esta quinta-feira a abertura de um inquérito-crime após uma participação da ex-provedora da Casa Pia Catalina Pestana sobre novas situações de abusos sexuais na instituição, refere a Lusa.
«O Procurador-Geral da República (PGR) recebeu a queixa da doutora Catalina Pestana e ordenou a abertura de um inquérito», garantiu fonte do gabinete de Pinto Monteiro.
A ex-provedora da Casa Pia de Lisboa Catalina Pestana afirma hoje, em entrevista ao semanário Sol, não ter «dúvidas nenhumas de que ainda existem abusadores internos» na instituição e que terá participado as suas suspeitas ao PGR.
Na entrevista que faz a manchete do jornal, assinada pelas jornalistas Ana Paula Azevedo e Felícia Cabrita, a ex-provedora adianta, também, que tem «fortes suspeitas de que redes externas continuam a usar miúdos da Casa Pia para abusos sexuais».
Catalina Pestana, nomeada provedora nos finais de 2003, após ter rebentado o escândalo de pedofilia com alunos da instituição em está em julgamento no Tribunal do Monsanto, em Lisboa, com sete arguidos, afirma que um dia antes de abandonar o cargo, a 10 de Maio deste ano, enviou uma carta ao Procurador-Geral da República a «contar detalhadamente» as suas suspeitas.
«Sei que ele mandou abrir um inquérito porque já fui ouvida», garante, acrescentando: «Não sei o que aconteceu entretanto, mas espero que, com a mesma frontalidade com que o senhor procurador diz que o Código do processo Penal tem de ser alterado, também não deixe ficar esse inquérito no fundo da gaveta».
Na entrevista, em que fala da sua infância, crescimento e percurso de vida, Catalina Pestana relata também a sua passagem na Casa Pia, o convite para provedora e as conversas que teve com os alunos e antigos alunos alegadamente abusados sexualmente, a maioria dos quais são testemunhas no processo que está em julgamento desde Novembro de 2004.
Os arguidos em julgamento no processo Casa Pia são o ex-motorista casapiano Carlos Silvino da Silva («Bibi»), o antigo provedor adjunto da instituição Manuel Abrantes, o apresentador de televisão Carlos Cruz, o médico João Ferreira Diniz, o embaixador Jorge Ritto, o advogado Hugo Marçal e Gertrudes Nunes, a proprietária de uma vivenda em Elvas onde alegadamente terão ocorrido abusos sexuais de menores.

10 comentários:

Tiago R Cardoso disse...

É extremamente preocupante que nada tenha mudado, pior ainda é saber que não se aprendeu nada.
mais uma vez neste país o que interessa é o mediatismo dos arguidos, das declarações pomposas, de julgamentos vergonhosos com três anos, não se vendo o fim do bicho, esquecendo-se que nisto tudo o mais importante são as vitimas, que se devia com os erros do passado evitar que tais situações voltassem a acontecer.
Assim é difícil que se continuo a acreditar nas autoridades responsáveis e na justiça. Quando eu julgava que não podia-mos descer mais, este país prova que consegue.

Se quiser passe lá no fixador, para apanhar uma recordação, é que eu retribui-lhe a lembrança que me deu, porque a colega blogosférica merece.

Pascoalita disse...

Não se sente uma firme vontade em acabar com este flagelo das nossas crianças.
Pelo contrário, fazem-se leis que desagravam as penas dos crimes incluindo os de pedofilia.

Tenho a certeza de que se dessem "carta branca" às autoridades, a criminalidade em portugal levaria uma razia!
Os obstáculos são criados pelos governantes, que têm legislado sempre a favor dos criminosos!

Hoje comemora-se a "República das bananas"

turbolenta disse...

E quando já quase ninguém se lembrava que o processo Casa Pia existe (porque entretanto outros assuntos apareceram para desviar a atenção, como o caso Maddie, por exemplo), eis que vem a DRª CATALINA PESTANA a deitar mais uma acha na fogueira, fazendo-nos lembrar que o caso não deve ser esquecido mas sim resolvido.
Aliás já cheira mal de tão velho estar.
Os arguidos são pessoas conhecidas e influentes,por isso, perfeitamente
imunes a qualquer pena ou condenação.
Aliás, as leis que nestes últimos dias foram homologadas só os estão a favorecer.
Para já até podem sair do país e tudo. (Mas eles sabem que não é preciso fugirem pois aqui ninguém lhes faz mal).
Três anos é um tempo infinito. Não se justifica que assim seja.
E só o é porque se passa neste país, onde os culpados sabem não serem punidos, pois não há leis capazes e a justiça é branda e demorada.
E quando forem condenados, como já estiveram tanto tempo em preventiva e esse tempo lhes é contado, ficam sem nenhum tempo de prisão(Prisão verdadeira: atrás das grades).
Mas se fosse alguém sem influência e que não fosse figura pública, o assunto já estava resolvido há muito tempo.aSSIM....EMPATAM e mais nada.
A culpa vai morrer solteira!
E os agora arguidos, ainda hão-de pedir chorudas indemnizações ao Estado por serem declarados inocentes e terem sido tão lesados.
Coitadinhos dos anjinhos...(só lhes falta mesmo terem asas...)
bom fim de semana

Joshua disse...

Este assunto tem estado soterrado, convenientemente apagado da ordem do dia. Uma coisa te sugiro: visitares os blogues que mais e melhor têm informado sobre esta matéria e que de certeza conheces: Do Portugal Profundo e José Maria Martins.

Há informações preocupantes e gravosas de que a esmagadora maioria dos cidadãos está privada e isto porque, como sabes os media, têm um controlo apertado e só emitem o que lhes é determinado e consentido que emitam.

Bjs.

joshua

António de Almeida disse...

-Ainda não se conseguiram apurar os factos do anterior inquérito vai-se abrir outro? Percebo que não se possa enterrar a cabeça na areia após as declarações de Catalina Pestana, mas este será mais um daqueles inquéritos que resultará em nada. Ainda iremos acabar por chegar à brilhante conclusão que em Portugal o único pedófilo chama-se Carlos Silvino. A não ser que o processo se arraste tanto, que algum dos acusados venha a falecer, aí poderemos ver alguém condenado, desde que póstumo. Depois admiram-se quando os cidadãos demonstram não acreditar na justiça, que deveria ser o grande pilar do regime.

Antonieta de Sant´Ana disse...

Sinto-me extremamente agradecida pelo reconhecimento do meu Blog com o premio visitante!
Nunca imaginaria que isso pudesse acontecer, contudo só poderia por gente que pensa o mundo com a cabeça de uma ave - voar e olhar o universo transformado em poesia, paz e muita harmonia.

Muitíssimo obrigada ao Silência Culpado e a Alda pela indicação.

Antonieta de Sant´Ana

Meg disse...

Mais um inquérito.
E a estupefacção continua perante as denúncias feitas pela Dra. Catalina Pestana.

Mas ainda é possível?

Ah... mundo cão!!!!

Um abraço

martelo disse...

qual a razão porque esta srª não se mexeu mais cedo, isto é, bem mais cedo do que o términus das funções? são estas coisitas que espantam...

Um Momento disse...

E tudo continua igual... apenas a cor da capa mudou:S

Beijo
(*)

C Valente disse...

bom domingo
saudações amigas