.



HIPOCRISIA NOW

Teremos sido sempre hipócritas ou teremos agora refinado? Teremos sido sempre hipócritas, assim como somos, ou será que a evolução nos trouxe, para além do saber, esta nova forma de estar em sociedade? Teremos sido sempre hipócritas, tal como agora nos apresentamos ou será que, só agora, mais maduros na cultura, nos apercebemos que, afinal, o cinismo é a arma dos fracos e dos poderosos?

Creio que sempre fomos hipócritas. Basta folhear a História ou os romances do passado. Mas talvez agora a hipocrisia tenha ganho uma dimensão nova no palco da política. Os políticos e os poderosos refinaram a arte de fazer passar mensagens em que não acreditam. E fazem-no com convicção, com honra, batendo no peito ou apertando o punho.

Não falam, certos políticos, das liberdades e justiça social em países governados por ditadores onde as pessoas são executadas, torturadas e aprisionadas só porque se opõem ao regime?
Bush não fala em nome de Deus quando manda e semeia a guerra com todos os seus horrores e toda a sua miséria?

Fazem-se cimeiras e encenam-se cooperações que só visam interesses comerciais e, logo, interesses de quem quer ganhar mais e mais à custa de uma desigualdade que semeou a miséria e a morte. Sim porque os que agora procuram e exibem soluções são os mesmos que criaram as catástrofes humanas que nos exibem, em imagens chocantes, para apelarem à nossa caridade e nos fazerem sentir felizes com a injustiça do nosso mundo só porque não é tão miseravelmente injusta como aquelas.

Não brinquemos com coisas sérias meus senhores. Concordo quando o Kadhafi afirma que foram os países colonizadores que contribuíram, de forma decisiva, para as injustiças sociais no continente africano. Mas é também evidente que essas injustiças continuaram e, nalguns casos, até se acentuaram para além da colonização.

Estamos a falar de países onde morrem 27.000 crianças/dia com menos de 5 anos e onde, em 2006, foram detectadas 2 milhões de crianças com VIH/SIDA das quais só 15% receberam tratamento anti-viral. Mas estamos a falar de países ricos na grande maioria, colonizados de forma indirecta por países poderosos e ditos desenvolvidos, que albergam em si, também eles, muita miséria escondida (Não podemos, por exemplo, subestimar o facto dos Estados Unidos da América terem já uma população de 36,5 milhões de pobres, o que equivale a 1 em cada 8 americanos e onde os regimes privados de segurança social têm atirado para o desamparo absoluto milhões de cidadãos.).

São países africanos que albergam fortunas incomensuráveis dos grandes ditadores e neo-colonizadores que dirigem a morte do alto dos seus impérios. E nós, os europeus, temos muito orgulho em fazer cimeiras que nos conduzam a África, e às injustiças, sentando-nos à mesa, e negociando, com quem tem as mãos sujas do sangue e dos cadáveres. E fazemos isso com todo o nosso orgulho como se aqueles dirigentes fossem nossos iguais em valores e em direitos humanos. Mas não ficamos por aí. Nós europeus falamos do alto da nossa generosidade em perdoar dívidas a países que as têm porque nós as alimentamos através da nossa hipocrisia e dos nossos indisfarçáveis interesses. Há os que lucraram de forma directa e material e há os que procuram dividendos diplomáticos das suas intervenções num mundo difícil. Mas poucos, muito poucos, estarão disponíveis para jogar a verdade e apresentá-la tal como ela é.
A verdade faria cair muitos mitos e obrigaria a fazer muitas reclassificações. A verdade mexeria com muitos impérios.
Vivamos pois a hipocrisia e o faz de conta, verdadeiros valores do mundo actual desenvolvido.

NOTA: Quem tiver interesse em conhecer a autora do texto, ou seja, a Silêncio Culpado, poderá clicar em: Noticias da Manhã

63 comentários:

Louise disse...

Grande rentrée com um texto soberbo. Claro como a água para quem o ler.
Vivemos realmente num mundo cínico e hipócrita onde impera a falta de vergonha. Já me agonia os discursos dos políticos e as perguntas dos entrevistadores de televisão perante uma realidade que apodrece debaixo dos nossos olhos.

Joseph disse...

O texto é espectacular e bate em todos os quadrantes políticos e não só. É uma denuncia em toda a sua extensão que demonstra a falsidade das instituições, dos governos e da comunicação social.
Gostei de te conhecer mas isso para mim não é relevante.

7 Pecados Mortais disse...

Ainda bem que surgiste...O texto diz tudo o que sinto. Nada mais posso acrescentar, se não, apenas questionar: "Onde vamos parar?" Estou triste por pertencer a Mundo Hipócrita. Apetece-me deitar e acordar amanhã, sem saber que este Mundo existe.

avelaneiraflorida disse...

Silêncio CULPADO,

Hipocrisia, Cobardia, Corrupção...ficaria aqui o resto do dia a debitar adjectivos sobre a actuação do ser humano ao longo da História...
Por isso, peço aos Meus "besouros" que aprendam a ser críticos e a levantar a voz perante o mundo que os rodeia!!!!
Que NUNCA DEIXEM DE PERGUNTAR...PORQUÊ???
" Brigados" por este, mais este, post!!!!
E ADOREI CONHECER-TE VISUALMENTE!!!!
Embora não precisasse, pois qunato escreves deixa transparecer aquilo que és!!!! Mesmo que não te vejamos!!!
CONTINUA!!!!

BJKAS, AMIGA!!!

Rafeiro Perfumado disse...

Olá, Silêncio Culpado. Ao homem interessa tiranizar o homem, mesmo quando nas horas vagas protesta contra a tirania. Difícil vai ser sair deste ciclo...

PS: Gostei muito de te conhecer!

Tiago R Cardoso disse...

Estamos de facto numa sociedade que está a perder valores, principalmente a humanidade, como disseste a hipocrisia manda, ela está por todo o lado.
Em todo lado o sorriso, o cumprimento, o abraço "fácil" governa, manda nas pessoas, muitos sempre com o objectivo de tirar proveito das situações, seja um lugar politico, seja uma posição melhor.
Toda esta sociedade esmaga ou tenta esmagar quem ainda procura os valores reais, quem ainda tenta andar na vertical, quem ainda não perdeu a coluna vertebral.
Infelizmente e de uma forma mais perigosa ainda, já se perdeu o medo da ameaça directa, onde certos indivíduos não tem medo de dara a cara e avançar com ameaças especificas, isso aconteceu no Notas, felizmente eu e acredito quem escreve como nós de "peito aberto" e sem hipocrisias, continuaremos o nosso caminho, na denuncia e procura de uma sociedade melhor.
Muito bem Lidia.

quintarantino disse...

Isto sim, é o que chamaria um regresso em grande. Com "panache", até.
Em relação à questão levantada no texto, o refinamento das máscaras leva a que, naturalmente, a hipocrisia das instituições e das pessoas se situe em patamares assim elevados.
A ditadura do "politicamente correcto" também dá a sua ajuda.
Como já disse em comentário efectuado no nosso projecto comum e a propósito de texto sobre a questão da cimeira entre a UE e África, o colonialismo ajuda a explicar algumas coisas mas não pode é ser usado como única desculpa para tudo o que acontece. E, de facto, pactuar com violações sistemáticas dos direitos humanos em nome do petróleo (arvorando até José Eduardo dos Santos à categoria de democrata), perdoar dívidas quando se sabe que as mesmas resultam de desvios de dinheiros que repousam ternamente nos cofres de bancos europeus e admitir que a ajuda humanitária nunca chegue ao seu destino é uma enorme hipocrisia cometida em nome do politicamente correcto e da incapacidade de assumir posturas mais firmes.

JOY disse...

Minha querida amiga ,

Fico contente com o teu regresso, á imagem do que os amigos anteriores já disseram,fazes falta com a lucidez dos teus posts e comentários e do respeito que demonstras pela maneira de pensar de cada um, ainda bem que voltaste. Em relação ao teu post é verdade que a falsidade e a hipócrisia ganham campo sendo hoje para muita gente uma forma de inteligência de se conseguir vencer na vida e quem não tiver esta " qualidade " não passa de um anjinho que por aqui anda . Provavelmente talvez estas pessoas tenham razão ,basta olharmos para a classe politica ,mas se olharmos para o lado vemos muita gente com esta filosofia entranhada, em que vale tudo menos tirar olhos .Como diz o nosso amigo Pecador ás vezes gostava de acordar num mundo bem diferente deste .

Beijinhos
JOY

Paula disse...

A hipocrisia realmente impera na nossa sociedade. Mas se formos atentos e activos, é uma forma de acabar com ela.
Temos que começar por alertat, informar, provocar e estimular as pessoas a pensarem de forma autónoma e eticamente aceitável.
Se reflectirmos um pouco talvez cheguemos à conclusão que é premente mudar desde já atitudes e pensamentos...

Parabéns pelo blog.
Irei ficar atenta!
Abraço

Isabel-F. disse...

O teu texto está fantástico e partilho da tua posição ...

beijinhos



p.s.: gostei muito de te conhecer

FERNANDA & SONETOS disse...

Olá Amiga, passei, li e reli o teu texto.
Divinal.
Deixo-te um abraço de muito carinho e amizade.
Fernandinha

Sofia disse...

Uma rentrée "a matar"! Estou totalmente de acordo, mas nunca o teria escrito tão bem. Adorei conhecer-te e desejo as melhoras para os teus familiares. Tudo de bom!

São disse...

MUITO PRAZER EM CONHECER-TE!!
Se me quiseres conhecer, é só clicares em ourocru, cujo contacto está no São.
Aconselho-te a levares tempo...
O texto é impecável!
Já agora, onde é que tenho de clicar , linda?
As melhoras dos que não estão bem!
Abraço bem forte!!

ALEX disse...

Um texto de grande envergadura escrito pela pessoa que eu pensava que tu eras. O que quero dizer é que nos conhecemos e que a tua maneira de escrever me cativava exactamente por me fazer lembrar a Lídia. A intuição das pessoas é extraordinária. Vou contactar-te um destes dias.
Um beijo

tagarelas-miamendes disse...

Bravo!
Bem vinda.
Que dizer?
Esta la tudo. Uma verdade, que muitos de nos reconhecemos, mas que infelizmente ainda nao descobrimos como combater. Frustrante!

martelo disse...

Incisivo como é costume e capaz de pôr em evidência a "mentira" que essa gente nos vai contando a seu modo e bem a jeito das conveniências... com incursões desta índole é muito mais viável desmascará-los, esse é o tratamento que eles merecem!
um abraço

C.Coelho disse...

Um texto empolgante apesar de extenso. Consegues sempre envolver os leitores. A hipocrisia mina-nos e domina-nos.Não podemos baixar os braços, calar as vozes e entregarmos a nossa dignidade.
Gostei de te conhecer.

Boris disse...

Quando leio pessoas capazes de dizerem isto tenho vontade de vir para a rua e gritar: VIVAAAAAAAAA!.....

C Valente disse...

". Mas talvez agora a hipocrisia tenha ganho uma dimensão nova no palco da política"
aqui assino por baixo
Saudações amigas e Feliz Natal

Sheila disse...

Com uma habilidade e uma sensibilidade únicas falas da hipocrisia de uma forma transversal e clara, desmistificando todos os quadrantes da vida política.

M.M.MENDONÇA disse...

Texto de uma frontalidade e de uma habilidade retórica extraordinária. É um texto longo mas que se lê bem e nos envolve.
Estamos num lodaçal e chafurdamos nesse lodaçal como se estivessemos no paraíso. Onde está a dignidade lusa?

contradicoes disse...

Venho pois agradecer
os votos dum bom Natal
muito mais posso dizer
e isso não me fica mal

Neste espaço de convívio
todos temos manifestado
num ou noutro artigo
o nosso profundo desagrado

Pela forma de governar
pelo poder que elegemos
dá vontade de os mandar
a sítio que não vemos

Os meus sinceros votos de rápidas melhoras dos familiares que se encontram doentes. Votos dum Natal Feliz
Um abraço do Raul

António de Almeida disse...

-A hipocrisia é um mal necessário para assegurar a boa vivência de muita gente, graças á cada vez mais poderosa ditadura do politicamente correcto. Mais grave ainda, os seus guardiões, ou talibãs, serem duma hipocrisia atroz. Vi há dias um documentário sobre jovens ricos na Arábia Saudita, onde um deles, filho de ministro sem dar a cara, afirmou calmamente que quando queria passar um bom bocado, dava um saltinho ao Cairo, onde não faltava nada. Ou uma jovem, que por baixo das suas vestes, usava Armani, e quando saia da Arábia Saudita, prescindia das vestes tradicionais, em privado com amigos, a mesma jovem até considerava normal beber alcool, e achava normal ser chicoteada se o fizesse em público, pois estaria a dar um mau exemplo ás mulheres do seu país! Poderia dar muitos mais exemplos, hipocrisia existe e existirá, enquanto existirem 2 seres humanos!!!

GIL disse...

É um texto crítico em toda a linha que abrange todos os agentes económicos e políticos e, também, toda a sociedade civil.É um texto que nos leva a meditar na necessidade de fazermos um introspecção sobre as nossas reais motivações no país e mundo em que pretendemos viver.
A hipocrisia now é a consciência de todos nós.

NÓMADA disse...

Uma das formas de hipocrisia está patente nos meus valores portugueses. Aprecia-se tudo o que vem de fora e minimizam-se os nossos valores que, para o serem, terão que ser reconhecidos lá fora.

Zé Povinho disse...

A hipocrisia abunda, e muitos escudam-se nela para nunca se revelarem nunca enquanto homens e mulheres livres. O império do vil metal e dos interesses que a ele dão acesso move-se no pantanal da hipocrisia.
Gostei muito do texto e segui o link, conforme sugerido. Valente.
Abraço do Zé

Laurentina disse...

Pois é, para bem receber quem não merece...fizemos passar fome aos policias que estiveram a guardar e a conduzir suas excelência...
No lauto jantar oferecido pelo Cavaco, apenas estavam garantidas 130 refeições para a policia quando eles eram 500, e devido à rebeldia e passeatas que os Sobas quiseram fazer cá pelo burgo, nem mesmo essas 130 se gastaram porque os homens ficaram sem comer...foram depois comer qualquer coisa ali ao bar da esquina pago pelo seu bolso, antes de se deitarem na camarata como porcos, onde havia apenas 1 sanitario para 100 homens...

Algumas comitivas não cumpriram os itinerarios guiados pela policia porque queriam ir às compras e desviavam-se a seu belo prazer...

Mas quem vai ouvir o Sr José Pinto correu tudo às mil maravilhas...o que é certo é que estas coisas vêem no jornal em letras pequenas...

GRRRRRRRRRRRRRRRRR
Isto põem-me a ferver!!

Bom fim de semana
beijão grande

SILÊNCIO CULPADO disse...

Laurentina
Não deixes de ferver. A tua pressão contribui para a denúncia, a revolta e a exigência dum Portugal mais justo.

Joshua disse...

Lídia, sem palavras! Por milhões de vezes, terá de se romper assim, tal como o fazes, com o muro surdo da hipocrisia e gritar essas palavras bem alto!

Keops disse...

Gostei! A minha voz está entre tantos que constatam este estado de coisas.
Que soluções?
Eu creio numa revolução de mentalidades e posturas. Não será para o meu tempo isso tenho a certeza. Essa crença obriga-me a trabalhar com essa finalidade, minando, desestabilizando,insinuando.
Um dia será...

Peter disse...

É aquilo a que, a partir de Bismarck, se passou a designar por “real politic”.
São assuntos “tabu”, o que conta são os interesses económicos, com que enriquecem escandalosamente os governantes, seus familiares e os generais que dominam o poder militar.
A colonização passou há muito e terão que ser agora os governantes dos países africanos a cuidar dos seus povos, o que não acontece.

As cimeiras não decidem nada. Tudo é negociado no segredo dos gabinetes presidenciais. Neste momento os europeus são como as hienas, tentam negociar o que resta, os despojos. Os leões já há muito que devoraram a “carne” mais apetitosa e esses leões são os EUA, a emergente China, a Índia e a renovada Rússia, que tudo faz para readquirir o seu estatuto de super-potência mundial.

Li algures que os Presidentes dos EUA não têm ultimamente primado pela inteligência. E quando falam e actuam, fazem-no “em nome de Deus”.
Aliás a divindade é a justificação para os crimes mais hediondos e tem-no sido ao longo da História, quer se trate de Cristianismo, quer se trate de Islamismo.

Peter disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
PiresF disse...

Cara amiga Lídia,

Um excelente artigo que me recordou um excelente extracto de Rui Barbosa e que aqui lhe deixo. Lá, como cá, é igual.

De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto.
(Senado Federal, RJ. Obras Completas, Rui Barbosa. v. 41, t. 3, 1914, p. 86)

Abraço.

Marreta disse...

Evidentemente uma análise muito correcta e desmistificada da realidade económica, e digo económica porque no presente este aspecto sobrepõe-se a todos os outros, incluindo a política que está subjugada e quase sempre serve os interesses economicistas das potências mundiais.
Não me parece que realmente exista um verdadeiro interesse em mudar a realidade actual, procurando-se camuflar os verdadeiros interesses e intentos com cimeiras e fogo de vista.
Gostei de a conhecer!
Saudações do Marreta.

Pascoalita disse...

Óptimo texto. Gostei imenso de ler e estou inteiramente de acordo, mas a meu ver estamos a deixar a fase da hipocrisia ... já nem se dão ao trabalho ... os detentores do poder subjugam e aniquilam descaradamente os mais fracos ou indefesos sem dó nem piedade e já é tudo feito à luz do dia, sem a menor preocupação com as aparências.

Qual cimeira qual carapuça! Um bando de parasitas e tendência para abutres sequiosos por mais poder e completamente lixados para os direitos humanos ou bem estar dos povos!
Gostei de te conhecer
Bom fim de semana

1 beijo

P.S. tão lindas as palavras que deixaste no meu cantinho. Brigada e não leves a mal o meu azedume ehehehh

Pascoalita disse...

Óptimo texto. Gostei imenso de ler e estou inteiramente de acordo, mas a meu ver estamos a deixar a fase da hipocrisia ... já nem se dão ao trabalho ... os detentores do poder subjugam e aniquilam descaradamente os mais fracos ou indefesos sem dó nem piedade e já é tudo feito à luz do dia, sem a menor preocupação com as aparências.

Qual cimeira qual carapuça! Um bando de parasitas e tendência para abutres sequiosos por mais poder e completamente lixados para os direitos humanos ou bem estar dos povos!
Gostei de te conhecer
Bom fim de semana

1 beijo

P.S. tão lindas as palavras que deixaste no meu cantinho. Brigada e não leves a mal o meu azedume ehehehh

Pata Negra disse...

Este não é um texto para se ler só uma vez. Já o li três vezes em diferentes ocasiões. Só agora o comento sem ter nada para comentar a não ser: completo. Poderia ter sido eu a escrever este texto, só não o fui porque não sou o Silêncio Culpado, não tenho a identidade, nem a organização de ideias, nem o engenho, nem o talento para me exprimir tão claramente. Fico contente e tranquilo quando outros me constroem o trabalho que pensava ter de fazer!
Obrigado Silêncio, quando precisares de ajuda na vindima ou na azeitona terás também a minhas mãos em troca.
Um abraço a quem trabalha

DS disse...

Infelizmente as pessoas mentem não só aos outros, com a arte da hipocrisia, como também a elas próprias. Olhar para o mundo com olhos de quem vê ainda não está ao alcance de todos, muitos vêem apenas o seu lugar ao sol e evitam as sombras, daí a hipocrisia por vezes disfarçada de diplomacia.
É preciso ser forte para ver a verdade e nem todos a querem encarar.
Um beijinho muito grande e continua a brindar-nos com a tua presença, sabedoria e humanidade.

SILÊNCIO CULPADO disse...

DS
Muitos vêm apenas o seu lugar ao sol.....

O problema é esse, exactamente.

Espectadora Atenta disse...

Parabéns pelo Blogue!
Beijinho,

sol poente disse...

É por causa da hipocrisia que faz Natal só nesta altura que eu existo para congregar causas solidárias.

O Guardião disse...

Um excelente texto sobre a hipocrisia que preside a quem detém o poder. É bom saber que o silêncio deixou de se sentir culpado, porque eu também nunca dei por isso. A voz já se ouvia e bem. Também fui ao Notícias da Manhã.
Um regresso em força.
Cumps

NINHO DE CUCO disse...

Lendo os comentários verifico que há quem considere ser a hipocrisia um mal necessário. Que sociedades estamos a construir com estes valores? Assusta-me pensar.

Joseph disse...

Estou a gostar de ler os comentários que vêm provar que se pode dizer as verdades desde que se saiba dizê-las.
E quando se sabe dizer as verdades os comentários surgem com o nível que se pretende.

bettips disse...

Um abraço solidário.
Tudo o que está é alinhado duma forma clara e concisa, perfeita!
Umberto Eco diz, mais ou menos isto, no caso de Itália e Berlusconi: "se eles (o poder) ocuparam os media, tomaram conta da imprensa, então é preciso usar os outros meios, a internet, os cartazes, os ajuntamentos de protesto expontâneo e pacífico".
E dá o exemplo: na av. em frente ao nr. 10 da Downing St. há normalmente gente sentada, com cartazes, manifestando-se pelas causas que defendem. E revezam-se, placidamente. Impossível ignorá-los... Por acaso, lembro-me de já há mais de 10 anos ter visto uma cena idêntica e ficar intrigada. Mas resulta, uma vez, muitas vezes. Temos de ter esperança!
E no dia em que perguntem na rua "O que sabe desta cimeira?" que todos se encontrem preparados para perguntar "E o Senhor? O que diz? Devia estar informado e dar já aqui essa informação, em directo, aos portugueses que não o sabem!". A informação informa, bolas, não amamenta nem alimenta a desinformação, nem mostra como dado adquirido, a estupidez e/ou a ignorância que aparece por aí.
Abrçs

Palavras ao vento disse...

A hipocrisa está latente em todos quadrantes politico.económico e Sociais!

Paranebs pelo belíssimo texto!

Bom fim de semana
Beijos.

Mocho-Real disse...

Uma verdade acima de tudo!
O texto toca nas feridas da sociedade que temos.

Quem não tem por hábito a hipocrisia não consegur ter grande sucesso material nem um grande número de "amigos" hoje em dia.

Parabéns pelo texto, Lídia, que era, curiosamente, o nome da minha mãe.

Um abraço e obg. pela visita ao "Sino".
Jorge G.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá Minha querida Lídia, Gostaria de te conhecer e assim aconteceu.
Obrigada, gosto de ver os olhos das pessoas de quem eu gosto.

Vou deixar-te umas pequeninas palavras, para a linda Mulher que acabei de conhecer.

Tinhas mar nos teus olhos de safira
e um sorriso de sombra enluarada!
Tua voz era música de lira...
Teus braços uma gruta encantada!...

É defícil travar o tempo a ira
quando há ventos agrestes e geada...
Mas se há um coração qu'inda delira
toda a força do tempo é dominada!

Cheguei à comclusão... E com vaidade
que as vivências da nossa mocidade
conseguiram de ti fazer "rainha".

Os teus olhos, agora, são canção
dos tempos bem distantes que lá vão
diluídos em vida que és mocinha.

Tua amiga do coração,
Fernandinha

C Valente disse...

Obrigado pelao poema, fiquei sensibilizado
Saudações amigas com um abraço

david santos disse...

Passei para desejar-lhe um bom final de 2007 e um bom ano de 2008.

Fátima disse...

Amiga,

Que bom ter-te de volta!
Qrande texto!!! Marca profundamente esta actualidade em que vivemos, esta hipocrisia que nos aparece em cada esquina.

Obrigada, por seres como és!
Gostei de te conhecer.

:-) Beijinhos

Sophiamar disse...

Sem tempo para te ler, deixo-te beijinhos e a promessa de que voltarei.

M.M.MENDONÇA disse...

Com esta identidade ou qualquer outra és extraordinária naquilo que dizes e na forma como expões. O resto é secundário porque o que conta é esta capacidade de comunicação viva e permanente.

herético disse...

excelente texto. é interesante a colaboração na imprensa "dita" de província. de vez em quando também me abalanço na "gazeta da beira"...rss

Kalinka disse...

Vou começando, aos poucos a deixar umas imagens alusivas ao Natal.
Estamos em contagem decrescente. Mas, vou sabendo de coisas, e gostaria de as divulgar, quem sabe, vos possa interessar alguma delas?
Daí que o título seja:
SABIA QUE...

Texto muito pertinente, pena é que quem devia na realidade ler, não o faz...tudo o que está escrito por ti, é o que sinto!!!

FESTAS FELIZES.

René disse...

Este blogue revela uma grande amplidão de temas, uma excelente cultura geral e uma comunicação de proximidade com os públicos. Aqui sentimos a presença viva dum diálogo aberto, transversal, em que não se comenta só por comentar nem se cingem os comentários a um grupo restrito de amigos. Ou então utiliza-se a figura do anónimo ou do proprietário sempre presente.
A hipocrisia também é isso que descrevi atrás.
Belissímo texto e excelente análise.

amigona avó e a neta princesa disse...

Venho retribuir a tua amizade...agora não dá para mais...beijo...

Silvia Madureira disse...

Sem dúvida que ultimamente a frase "faz de conta" está muito presente nas minhas conversas...porquê? Talvez esteja inserida numa área "educação" na qual esta frase se constata a cada dia...e cada vez mais pessoas sofrem as consequências de um faz de conta quando se apercebem que foram enganados. Dói muito a mentira...dói muito saber que se foi enganado...o mundo é muito injusto.
beijo

Compadre Alentejano disse...

A hipocrisia das instituições sempre foi uma grande instituição...repleta de cinismo e falta de vergonha...
Parabéns pelo post.
Gostei de te conhecer, oxalá um dia a malta da blogosfera faça um encontro.
Um abraço
Compadre Alentejano

GIL disse...

É doloroso este cinismo que existe e sempre existiu ams que está no expoente máximo na nossa política e nos nossso dirigentes.
Gostei de te ler. O texto é soberbo.

Oliver Pickwick disse...

Um texto denso, Silêncio Culpado, ou Lídia. Alter egos!
Você interpreta muito bem, a vontade subliminar daqueles que manipulam os comandos do destino de milhões de pessoas. Por outro lado, também não poupa a inércia de todos nós, espectadores indiferentes, os comandados, os quais, de fato, os únicos capazes de reverter este estado.
Um beijo, e tenha um ótimo fim de semana!

O Árabe disse...

Hoje, é só para dizer que foi um enorme prazer conhecer-te visualmente, depois de já conhecer a tua sensata forma de pensar! :)

preconceitos disse...

Agradeço a tua visita ao meu singelo canto.
Tanto mais que aqui, pelo teu, não tens mãos a medir.
Ao ler este texto, e respondendo à questão inicial, suponho que teremos nascido sempre nus e mais ou menos humanos.
O resultado final advirá do cadinho onde formamos o caracter.
Fica na luz.