.



IGUALDADE DE OPORTUNIDADES - - POST 1 - APRESENTAÇÃO DO TEMA

Todo o ser humano deverá ter as mesmas oportunidades.

Este é um princípio base da nossa dignidade e do nosso desenvolvimento. Só através da igualdade de oportunidades os melhores, e os mais capazes, poderão ser escolhidos e se caminhará para a justiça social e bem-estar humanos.




O Silêncio Culpado vai entregar-se, de alma e coração, a este tema que passará pelas seguintes etapas:

  1. Enquadramento teórico, com recurso a pesquisa de autores e de trabalhos já realizados, e com reconhecimento científico, quer de âmbito geral quer de âmbito específico.
  2. Entrevistas e histórias de vida, por grupos específicos (população escolar, pessoas portadoras de deficiência, idosos, outras raças ou etnias, reclusos, toxicodependentes, homossexuais, etc.) contactados directamente para o efeito.
  3. Após a apresentação dos testemunhos, de representantes de cada grupo, haverá um balanço feito, por especialistas convidados, entre os quais autores de alguns blogues amigos que se ofereceram.

  4. Este trabalho não procura ter validade científica. Pretende apenas questionar mediante a apresentação de casos reais.

    Porque uma coisa são as intenções no papel e outra a realidade.
"A verdade é que a desigualdade de condições e as diferenciações negativas em todas estas matérias representam não apenas um grave erro moral, mas também um grave erro social, económico e cultural que nenhum país democrático se deve e se pode permitir.
É certo que a Humanidade está hoje dotada de importantes Cartas de Princípios Universais e de Direitos Humanos. E isso constitui um enorme avanço civilizacional. Mas também é verdade que, na prática, as discriminações e as violências contra os que se encontram em posições de maior fragilidade continuam a verificar-se em níveis absolutamente incompreensíveis e inadmissíveis.
É por isso que é urgente corrigir estas graves disfunções sociais. Sem dúvida. Mas elas só poderão ser devidamente corrigidas, através de uma firme vontade política e através de concretas políticas públicas activas, uma vez que as sociedades, como sabemos, não dispõem de mecanismos automáticos de correcção destes desvios ao princípio democrático da igualdade de oportunidades. Não! Não é a mão invisível do mercado que poderá corrigir automaticamente, sem nos darmos conta, estas desigualdades de oportunidades.
É por isso que se torna necessário promover iniciativas legislativas específicas, planos nacionais de promoção da igualdade de oportunidades, quadros financeiros de apoio transversal às iniciativas sectoriais de promoção deste princípio, programas de educação e de sensibilização para os nossos valores sociais fundamentais."

Extracto do discurso de José Sócrates no encerramento da Conferência do Ano Europeu-2007 para a igualdade de oportunidades.

40 comentários:

jorge vicente disse...

Espero que este discurso do nosso Primeiro-Ministro seja mesmo levado a sério. Porque, muitas vezes, os políticos esquecem-se...

um abraço de bom ano
Jorge Vicente

SILÊNCIO CULPADO disse...

Jorge Vicente
A transcrição de parte do discurso do no Primeiro-ministro não quer significar que acredite que ele, ou os que o subscrevem, irão cumprir. Significa apenas que concordo com teor do discurso.

NINHO DE CUCO disse...

O discurso do PM, José Sócrates, não deixa de ser curioso. Por aqui se vê que há uma enorme distância entre aquilo que se propala e o que realmente se concretiza.
É bom lembrar o que dizem para lhes cobrar o facto de não terem feito.

Zé do Cão disse...

No fundo é um ideal para nós.
Para o Primeiro, Segundo, Terceiro e por aí fora, dizem e dizer não custa.
Porque se não disserem lá se vai os votos e consequentemente "Os Tachos".
Todavia há uma coisa em que posso acreditar e dita pelo primeiro.
A malta das escolas podem acabar os cursos mesmo sem irem ás aulas. Assim passa a ser igual para todos.
Admiro a sua coragem em luta por um ideal.
Mas os filiados, tem mais oportunidades do que os demais.Não Têm?
Dnª "Silencio Culpado" - Bj. do Zé

ALEX disse...

Lídia Silêncio
Uma mensagem real num projecto com grande substância.

Boris disse...

SiL~encio, minha Silêncio
faça o favor d´arrancar
com esse grande projecto
em que está a magicar.

Porque isto está a ficar preto e temos que protestar.

Bom Ano 2008!

Tiago R Cardoso disse...

Neste caso eu até posso concordar com a teoria do texto, não acredito é na sua aplicação em termos práticos...

Boris disse...

Silêncio, minha Silêncio
venho agora reparar
o anterior comentário
que deixei por comentar.

Só agora reparei
que é Sócretino o autor
de mensagem tão social.
Ganda falta de pudor!...

Vinda do Sócretino!....

Isabel-F. disse...

pois eu desejo-te o maior sucesso nessa luta ...

e se precisares de algo, conta comigo ...

qtº ao discuros do nosso "premero" ... ele só fala ... não passa daí ...


beijinhos e um muito feliz ano novo para ti

René disse...

Silêncio
Grande é o empreendimento. Oxalá o leves a bom porto porque precisamos que as águas agitem nesta travessia desértica e desumana.
Achei imensa piada ao discurso do Sócrates. O homem tem cá uma lata!.... Políticas sociais deste governo é o que se vê.

C.Coelho disse...

Silêncio
Feliz 2008!
O teu projecto é muito interessante mas deixa-me dizer-te que o nosso Pinto de Sousa estava no seu melhor quando disse tudo isso!
O Estado Social está tão bom quanto se vê!

Sol da meia noite disse...

"Só através da igualdade de oportunidades os melhores, e os mais capazes, poderão ser escolhidos e se caminhará para a justiça social e bem-estar humanos."

Nada disto acontece no mundo em que vivemos, no nosso quotidiano. Acontece sim um verdadeiro atropelo... De tal forma que esta frase parece algo utópico, inatingível mesmo...
Dá que pensar, e muito, este teu post.

Um beijinho

Louise disse...

Silêncio
Como diz o Sol da Meia Noite, parece utópico nestes países cheios de vícios no que respeita a cunhas, corrupções e influências que se fale em igualdade de oportunidades. Contudo se todos nos mantivermos calados e aceitarmos as patranhas que nos impingem estamos a colaborar com estas formas indignas de vivência humana.
Por isso para a frente é que é caminho!

Sheila disse...

"Não é a mão invisível do mercado que poderá corrigir automaticamente, sem nos darmos conta, estas desigualdades de oportunidades.
É por isso que se torna necessário promover iniciativas legislativas específicas, planos nacionais de promoção da igualdade de oportunidades, quadros financeiros de apoio transversal às iniciativas sectoriais de promoção deste princípio, programas de educação e de sensibilização para os nossos valores sociais fundamentais."
Gosto disto e dito pelo Sócrates
Eheheeheeheeheheeheheehehhe
Foi a anedota do ano.
Desculpa lá Silêncio mas eheheheeheheheeheehehheheheh

O homem é o coveiro de tudo o que cheira a Estado Social.

herético disse...

prefiro a expressão "igualdade social" à proclamada "igualdade de oportunidades".

as "oportunidades" são cada vez menos numa sociedade construída sobre "desigualdades"...

abraços

JOY disse...

Olá minha querida amiga,

Grande projecto este que resolveste abraçar , em relação ao discursso do nosso primeiro sinceramente ,acho que teóricamente devia ser assim ,na prática todos sabemos que as coisas são bem diferentes onde quem devia dar o exemplo contribui e de que maneira para que os portugueses olhem para este tipo de discurssos com total indeferença .Estamos mais uma vez parante o olha para o que digo não olhes para o que faço.Ficaria contente se o Sr.Primeiro Ministro me desse provas de que estou errado, mas não acredito que venha a acontecer,por isso este teu projecto minha amiga tem toda a razão de existir.

JOY

Laurentina disse...

Caramba ... ou projecto ou nada , isso vai dar pano para mangas!!!
Quanto so discurso do PM demagogia, malabarismo linguistico, querer parecer, etc, são a especialidade de sua excelência.
Força amiga vai em frente
Beijão grande

Sofia disse...

Silêncio, eu, como qualquer pessoa de bom-senso, concordo com o discurso que Sócrates fez... mas, por momentos, pensei que o tivesses colocado aqui de forma irónica; para nos rirmos um bocado; para notarmos bem o quanto se pode diferir do que se diz para o se que faz! Receio parecer amarga, mas este país anda a fazer-me sentir assim e não consigo fugir desse sentimento! Se não fosse o sentido de humor, que tão bem caracteriza os portugueses, não sei como sobreviríamos a este estado da "coisa pública"!

Resta-me dizer que te apoio e louvo a tua iniciativa. Bem-Haja!

M.M.MENDONÇA disse...

Estou expectante relativamente à forma como irás desenvolver o trabalho.
Fartei-me de rir com os teus comentadores que encalham nas palavras de José Sócrates.
Prova mais que provada que o nosso PM não é muito apreciado por estas bandas.
Nem por mim.
Eheheeheheheehehehehehheeee

avelaneiraflorida disse...

Querida Lídia/Silêncio Culpado

Uma coisa é certa: Amiga, cumpres o que dizes!!!!
Esta página introdutória reflecte bem o teu empenho e objectividade do que pretendes.
Força!!!!!
bjkas. Amiga!!!

GIL disse...

Silêncio
Gostei bastante deste post, acho o projecto muito, muito interessante e concordo em absoluto com o que disse o nosso Primeiro-ministro José Sócrates no encerramento da conferência do Ano Europeu para a igualdade de oportunidades.
Não vejo onde é que está a graça que alguns comentadores encontraram.
Revela que muita gente que passa por aqui gosta de dar a sua ferroadazita ao governo. Contentam-se com isso.

Joseph disse...

Silêncio
Eu não me rio do que disse o nosso PM porque acho que o que ele diz é absolutamente correcto. E é bom que s esaiba o que ele diz para se questionar o governo e as nossas instituições sobre o que têm feito para implementar o que o PM disse.
Relativamente à igualdade de oportunidades eu penso que o conceito é o correcto e que é esse que deve ser defendido.

NÓMADA disse...

A igualdade de oportunidades tem mais que se lhe diga. No fundo é uma igualdade social mas uma igualdade social que premeia os melhores e os mais capazes.
As oportunidades são muitas e o seu conceito é imenso. Tudo é oportunidade desde sobreviver a ter uma vida condigna, a aprender, a seguir uma vocação, a amar.
Tudo são oportunidades.

sol poente disse...

A igualdade de oportunidades é princípio básico da justiça social e do equilíbrio entre os povos.

amigona avó e a neta princesa disse...

Caramba Mulher! Tu cumpres mesmo! Não és como o primeiro que no seu cinismo disse: "Mas também é verdade que, na prática, as discriminações e as violências contra os que se encontram em posições de maior fragilidade continuam a verificar-se em níveis absolutamente incompreensíveis e inadmissíveis."

Ainda bem que ele sabe isso...fico mais descansada...
Desculpa amiga, hoje estou um pouco azeda!
Este tema dá pano p"ra mangas!!! Mas parabéns pela tua coragem...beijo de amizade...

GR disse...

Temas muito interessantes e da discussão nasce a luz!
Porém, quem mais desigualdade tem feito se não o Sócrates!
Criou desigualdade social, o fosso entre ricos e pobres nunca foi tão grande, tendo destruído a classe média!
Nunca a desigualdade social nas pessoas com deficiência foi tão notória! Chegando ao ponto de dizer que eram pessoas privilegiadas, tendo para isso retirado os direitos que usufruíam e tendo aumentado aumentando em cerca de 200 € a dedução à colecta. Hoje uma prótese auditiva para uma criança de 4 anos custa 2000€! “Quem quer saúde paga!”
Saúde, nesta matéria é o escândalo total! Crianças mais pobres, vão nascer a Espanha, ficando registadas como estrangeiras, dezenas nascem em ambulâncias, pessoas morrem frente aos Hospitais que já não têm Urgência, aumento nas taxas das consultas de Urgência, tudo para dar oportunidade à Privada e poupando 396 milhões na Saúde!
As desigualdades da Mulher em Portugal são cada vez mais escandalosas, recebem menos ordenados, há mais desemprego feminino, subsídio de desemprego, estão mais desprotegidas com o novo Contrato Laboral.
Isto para já não falar no aumento da comida para os animais, onde muita gente já se insurgiu. Imposto é o máximo! Considera o animal doméstico, um luxo!!!
Sócrates é o caos da Democracia! O desrespeito total para com os Direitos Humanos!
Igualdade de oportunidades para quem?

GR

SILÊNCIO CULPADO disse...

GR
Igualdade de oportunidades para todos nós. Temos que lutar por isso. Concordo com tudo o que dizes e quanto mais questionarmos melhor.
Um abraço

António de Almeida disse...

-Igualdade de oportunidades, ora aí está mais uma utopia, porque as oportunidades nunca poderão ser exactamente iguais, nem vou pela exclusão social, basta imaginarmos, que este era um país de sonho, a educação não tinha problemas, os programas eram a roçar a excelência, mesmo assim as oportunidades não seriam exactamente iguais, pelo diferente desempenho dos docentes. Já devemos ficar satisfeitos, se o sistema permitir que os menos favorecidos á partida, seja pela interioridade, pobreza ou outros factores, possam encontrar no estado, mecanismos de inclusão. Seja na saúde, ensino, justiça, emprego ou qualquer outra área. Apesar de acreditar que o estado deve ter um peso substancialmente reduzido, esta é uma das áreas onde tem que existir, introduzindo factores de correcção.

Laurentina disse...

OI AMIGA ,
PODES CONTAR COM A MINHA COLABORAÇÃO...DEPOIS DA TEORIA!!
EHEHEHEH

OBRIGADA PELO AGRADECIMENTO AO "CEGUEIRA" PELA NOMEAÇÃO, TENHO TIDO TANTO QUE FAZER E TÃO POUCO TEMPO PARA AQUI VIR QUE ME PASSOU DE TODO.
AMANHA JA VOU PARA MIRATEJO... ENTÃO A COISA "ACALMA" E O TEMPO JA ESTICA...EHEHEHEHEH

BEIJÃO GRANDE

martelo disse...

Onde o sr Socras se perdeu foi exactamente na pura aplicação das intenções, direi, das boas intenções; a práctica mostra sempre o trabalho realizado e quando não existe uma certa consonância com a teoria a obra sai desnaturada...duvido da grandeza dos políticos, é mais fácil encontrá-la em seres comuns de forma desinteressada.

FM disse...

Que as palavras nunca se transformem em silêncio...
Bom Ano!

7 Pecados Mortais disse...

Um discurso moral muito bem apreciado e consciencializado, mas que na prática não tem efeitos, pois o PM disse o que não pensou...leu o que lhe deram e nem sabe a realidade do que o rodeia. A leitura de final de ano feita por ele não corresponde em igualdade, um mínimo que seja, em relação ao discurso proferido na cimeira. Dois pesos, duas medidas...um solitário vaidoso...


Grande projecto o que abraças-te. Vais provar aos demais e aos políticos, se por aqui passarem, a realidade de um País, que só eles dizem que não existe...

Zé Povinho disse...

Das promessas dos políticos pouco espero, mas a abordagem deste tema e a sua análise por cidadãos comuns já me diz alguma coisa, pois é uma forma muito válida de intervir e reflectir civicamente.
Força
Abraço do Zé

Olhos de mel disse...

Oie minha amiga! A desigualdade que assola o mundo, realmente é vergonhosa. Porém quem está por cima, infelizmente não se dá conta disso e procura mante-la.
Beijos

O Árabe disse...

Bela proposta, cara amiga! E conta comigo, se em algo te puder ser útil!

zé (do beco) disse...

Não! Não é a mão invisível do mercado que poderá corrigir automaticamente, sem nos darmos conta, estas desigualdades de oportunidades

Eu não ouvi nem li este discurso mas acredito que Sócrates tenha dito isto. Acredito nisso e em muito mais. Aliás, eu acredito que tanto Sócrates, como a maioria dos políticos que já passaram pelo poder, dizem coisas tão bonitas que são capazes de fazer chorar as pedras da calçada. Ainda que há muito andem a dizer mentiras ao povo, ainda há quem acredite neles.
Mas quando eu digo que acredito que ele tenha dito isso, não estou a dizer que acredito nele. Estou a dizer que é com estas papas e estes bolos, que eles vão enganando os tolos.
Como é que um palhaço que há muito se rendeu "à mão invisível do mercado", que vai comer à mão dos novos mercantilistas (por que é o dinheiro destes que faz ganhar eleições), tem a lata de fazer um discurso destes?
Até parece que ele e mais a sua pandilha têm feito alguma coisa para contrariar esta situação.
Tal e qual a preocupação do Cavaco com os altos rendimentos dos administradores. A ver se ele abdica dos luxos e das mordomias… os exemplos devem vir de cima e um homem com não sei quantas reformas estar na cadeira do poder, a comer bolo-rei à custa do Zé-povinho e ainda ter a lata de falar em desigualdades sociais… só visto, contado até dá vómitos.
Bom 2008, de preferência com menos hipocrisia do que o anterior.

Adriana disse...

O sucesso lhe cai bem.Não deixe de lutar.Quem tem ideal,mesmo que pareça difícil para os outros,consegue vencer no final.

O Viriato disse...

Força e inspiração e disponha, para si toda a aquiescência.

Saudação com vénia

lua prateada disse...

E assim é que é falar amiga.
Pena que muitas de nós se calem porque todas unidas VENCERIAMOS...
Obrigada pela visita no meu cantinho e que este ano seja melhor que o que passou e pior que o que está por vir.
Beijinho prateado
SOL

Å®t Øf £övë disse...

O Sócrates e as suas "novas oportunidades", não passa de uma campanha de marketing bem montada, para cada vez mais ter a sua imagem como político melhorada. É uma verdadeira farsa, que só nos engana a todos.
Bjs.