.



ATÉ QUE A VOZ NOS DOA



CLIQUE AQUI:
FLÁVIA VIVENDO EM COMA




FLAVIA, VIVENDO EM COMA
UMA HISTÓRIA DE NEGLIGÊNCIA E IMPUNIDADE.

Texto de Odele Souza – mãe de Flavia.
E:mail: odele.souza@gmail.com




06.01.1998 – FLAVIA SOUZA BELO, minha filha então com 10 anos, sofre grave acidente quando teve seus cabelos sugados pelo ralo da piscina do condomínio onde morava comigo e meu filho de 14 anos, no bairro de Moema, São Paulo. – Brasil. Flavia teve parada cardio-respiratória e desde então está em coma vigil, estado que segundo os médicos, é irreversível.


Passado um ano do acidente, e sem conseguir receber o seguro de responsabilidade civil existente no prédio onde morávamos, processei o CONDOMÍNIO JARDIM DA JURITI, a Jacuzzi do Brasil, fabricante do ralo e a AGF Seguro, seguradora do condomínio. O condomínio foi por mim processado porque trocou o equipamento de secção da água da piscina sem orientação técnica, colocando no lugar do anterior, um equipamento de sucção SUPERDIMENSIONADO em 78%.

A JACUZZI , fabricante do ralo, porque não orientou em seus manuais, sobre os riscos da instalação de um equipamento em desproporção com o tamanho da piscina, e a AGF BRASIL SEGUROS, porque não pagou quando solicitada, o seguro existente no condomínio, vindo a fazê-lo apenas um ano e onze meses depois, sem juros e correção monetária.


Ao longo dos NOVE ANOS que tramita na justiça paulista, o processo de Flavia teve dois julgamentos. Em ambos, foram concedidas indenizações em torno de 50 mil reais, valor que considerei muito baixo tendo em vista a gravidade do acidente ocorrido com Flavia e as seqüelas que lhe foram deixadas. Recorri das duas sentenças, mas mesmo tendo sido anexados aos autos, laudos periciais realizados por peritos designados pela justiça, onde foi constatado o SUPERDIMENSIONAMENTO do equipamento de sucção da piscina cujo ralo sugou os cabelos de Flavia, e mesmo continuando ela a viver em coma vigil já por 10 ANOS, até hoje, os responsáveis pelo acidente NÃO FORAM CONDENADOS a pagar a indenização pleiteada. Minha expectativa é de que no primeiro trimestre deste ano de 2008, nosso recurso final seja admitido e o processo de Flavia encaminhado para Brasília, onde deverá ser julgado em última instância.

Para protestar contra a lentidão da Justiça brasileira em condenar os culpados pelo acidente que deixou minha filha em coma, em Janeiro de 2007, criei o blog FLAVIA, VIVENDO EM COMA flávia vivendo em coma

No blog de Flavia venho também alertando as pessoas para o perigo existente nos ralos de piscinas, documentando acidentes idênticos que continuam acontecendo no Brasil e no mundo. Estes acidentes acontecem porque os ralos que fazem parte do sistema de sucção de qualquer piscina, foram ou mal vendidos,ou mal instalados e não são fiscalizados. E não raro os acidentes acontecem por estes três motivos juntos, como no caso do acidente ocorrido com Flavia.

Também em Portugal, aconteceram acidentes gravíssimos causados por ralos de piscinas.

92 comentários:

SILÊNCIO CULPADO disse...

Aos visitantes

O Silêncio Culpado volta ao tema da Flávia para divulgar, até à exaustão, a situação complicada duma criança que é vítima da incúria que está subjacente à instalação e fiscalização de equipamentos que põem em causa a segurança dos seus utilizadores.

Odele Souza, mãe de Flávia, pretende uma reparação financeira que simultaneamente funcione como castigo e permita garantir os cuidados a Flávia por um tempo indeterminado.

Flávia precisa de todos, ajude-nos nesta causa visitando o blog Flávia Vivendo em Coma e dando visibilidade, nos vossos espaços, a esta situação.

Após o caso de Flávia, que ainda se vai manter mais alguns dias, iremos dar início a um outro debate sobre um tema ainda pouco conhecido pela maioria das pessoas: O AUTISMO.

Contamos com a vossa presença.

Um muito obrigada a todos

Odele Souza disse...

Lídia,
Mais uma vez estou aqui para te agradecer por este apoio tão fundamental em minha por justiça por minha filha. Quem sabe possamos além de lutar por justiça para Flavia estarmos plantando na mente das pessoas que é preciso protestar e denunciar abusos - e a injustiça é um deles - para que maias e mais pessoas passem a exercer a sua cidadania.

Um abraço.

Isabel-F. disse...

Odele e Lídia,


Quantos mais formos a falar sobre o assunto "Flávia" melhor será ... quem sabe as nossas vozes não chegarão a algum lado?


beijinhos a ambas

O Profeta disse...

Passou o dia sobre as cidades
Esquecido por esta estação
Uma flor deposita no vento uma semente
Este ribeiro leva consigo a ilusão

Secretamente a terra a recolhe
Guarda-a da voragem do vento
Espera que água a fecunde
Explode a vida a cada momento



Bom domingo


Mágico beijo

amigona avó e a neta princesa disse...

Sim minha amiga querida: até que a voz nos doa! Estamos com Flávia e todos aqueles que precisam de JUSTIÇA! Que mais poderíamos fazer? Que tal escrever para o embaixador brasileiro ou ministro (qual deles?) Se fossemos muitos talvez conseguiríamos romper a BARREIRA? Gostaria de fazer um pouco mais...
Beijo amiga e uma boa semana...

Templo do Giraldo disse...

Continuamos solidarios com esta causa.

Boa semana.

Um abraço do templo.

M.M.MENDONÇA disse...

Por Flávia nunca nos calaremos e acredito que alguém nos irá ouvir.

Abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Isabel-f

Sim, minha amiga, quanto mais falarmos mais probabilidades temos que a nossa voz seja ouvida.

Para já somos uma força para Odele e Flávia o que é muito importante também.

Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

Profeta
Tu és mágico. Contigo renasce a beleza da vida.

Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

AMIGONA
Podemos romper a barreira. Para já quanto mais visibilidade houver na blogosfera maior força haverá para Odele. Esta força já está a ser reconehcida para além oceano.

Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

Templo do Giraldo
Obrigada por se manter de pé firme por esta causa.

Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

M.M.MENDOONÇA
Obrigada, eu amigo, por estares sempre aqui quando as vozes se erguem para que nos solidarizemos com esta causa.

Beijinhos

Å®t Øf £övë disse...

Infelizmente estamos carregados de causas pelas quais há que lutar. Esta é uma dessas causas legitimas, e que merecem ser cada vez mais divulgadas para que não caiam no esquecimento.
Bjs.

ABEL MARQUES disse...

Há que falar, todos dias, mantendo vivo o espírito que conduz à exigência de justiça.

Os acidentes em piscinas não são exclusivos de Flávia e há que prevenir a sua repetição divulgando este caso e toda a informação recolhida em volta dele.

Um abraço

G.BRITO disse...

Aqui estou como sempre, qual fiel amigo procurando seguir o teu ensinamento.
E meditando no caso de Flávia com tanto sofrimento, que aconteceu no Brasil e que acontece aqui. Que vale a justiça quando nada se pode?
Eu apoio mas que resulta daí?
Um abraço

Joseph disse...

Silêncio
Aqui me tens novamente a solidarizar-me com a Flávia e a Odele tomando conhecimento, através do novo texto, dos contornos deste infeliz caso.


Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

ART OF LOVE

Realmente estamos carregados de causas mas se não desistirmos delas provavelmente elas diminuirão.

É preciso romper o silêncio culpado.

Obrigada e um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Abel Marques

É isso mesmo meu amigo. Falando e mantendo vivos os casos não conseguirão abafá-los ou dar-lhes o desfecho que muito bem lhes convém.

Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

G.BRITO
Não podemos deixar cair os braços. Pura e simplesmente não podemos.

Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Joseph

Obrigada pela solidariedade meu amigo.

Um abraço

Zé Povinho disse...

A Odele faz parte das minhas visitas desde que tomei conhecimento do caso.
Hoje passei apenas para desejar uma boa semana, e informar que o Zé vai estar afastado por uns dias, mas volta.
Abraço do Zé

C.Coelho disse...

A Odele passou a fazer parte do meu roteiro. Infelizmente o meu tempo é pouco mas estarei sempre solidária.

jinhos

René disse...

Mais uma vez reitero a minha solidariedade com Odele e com todas as vítimas de casos idênticos em que o desrespeito pelas normas de segurança implicou acidentes.

Um abraço

Boris disse...

Neste mundo de injustiça
cada vez mais descontente
é preciso que a preguiça
não dexe travar a gente.

É preciso que a Odele
ganhe um novo julgamento
em que se faça justiça
pelo dano e sofrimento.

É preciso que a Flávia
tenha os cuidados devidos
durante uma vida inteira
de muitos escolhos sentidos.

Deste lado do Oceano
deste país nosso irmão
estamos todos reunidos
em torno desta questão.

E vamos todos gritar
seja onde for em que o grito
parta o muro de indiferença
e se torne um novo rito

que se fará ouvir sempre
até que a acorde a justiça
até que doa a garganta
enquanto a sorte que enguiça

não mudar a sua roda
contra tão grande injustiça.

Olá!! disse...

Estou solidária com esta causa assim como todas as outras que considero injustas.
Farei um link remetendo para o blog da Odele Souza, no intuito de alertar as pessoas que ainda não têm conhecimento deste caso que já se prolonga há tempo demais.
Beijo grande

Sofia disse...

Às vezes, tenho vergonha de ser portuguesa... :(

Daniela disse...

Parabéns pela atitude, quanto mais exibirmos nossa indignação - como forma de protesto, maiores as chances de alguém que seja sensível e que tenha poderes para ajudar o faça.
Força, hoje e sempre Odele.

Abraços,
Daniela.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Zé Povinho
Sei bem a pessoa solidária que és e o amigo extraordinário que temos aqui no mundo virtual.
Espero, amigo, que aproveites bem este interregno e que voltes com muita força.
A tua voz faz-nos falta

Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

C.COELHO
Sei bem que estás sempre onde estão causas a defender.

Um abração

SILÊNCIO CULPADO disse...

BORIS
És impagável com os teus versos.E com isto digo tudo.

Abraço-te com força

SILÊNCIO CULPADO disse...

OLÁ
Minha querida a gente não se cala enquanto tivermos voz e haja quem seja injustiçado.

Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

René, meu amigo
Obrigada pela força.

Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

Sofia
O caso da Odele não é português mas brasileiro. Mas, infelizmente, em Portugal também tivemos acidentes de crianças em piscinas que não foram tratados de forma justa.

Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

DANIELA
É verdade, amiga, a união faz a força e se todos fizermos pouco que seja, juntos faremos muito.

Beijinhos

Louise disse...

Silêncio
Sempre presente e sempre solidária e eu sempre pronta a seguir os teus passos.

Há que dar força à Odele e à Flávia.

aDesenhar disse...

até que a voz nos doa
e os dedos também,
assim haja teclado que aguente!
:-)

Mary disse...

Até que a voz nos doa, Odele, estamos contigo na tua jornada persistente.

parvinha disse...

Realmente fico sem palavras para tal injustiça...

Trata-se de uma fatalidade, lamento imenso.

Imagino a dor da mãe da Flávia, enfim...espero que consigam fazer algo!

Desejo muita força e coragem á mãe da Flávia, á vitima e a quem luta por esta causa.

Vou passando por cá.

Muitos beijinhos

C Valente disse...

tristezas tristeza,
Saudações amigas com uma boa noite

Sheila disse...

As injustiças calham a todos e, por isso não podemos pactuar com elas.Há que apoiar a causa de Odele e de Flávia dando visibilidade, toda a visibilidade que pudermos a este assunto.

SILÊNCIO CULPADO disse...

LOUISE
Obrigada pela solidariedade e espero que continues a apoiar esta causa.

Um beijinho

SILÊNCIO CULPADO disse...

adesenhar

Junto as minhas mãos às tuas e a todas as outras para que teclem sempre.

A minha voz estará sempre audível para causas como esta.

Obrigada

SILÊNCIO CULPADO disse...

Mary
Obrigada por agora e por sempre. Por estares sempre aqui.Por seres a pessoa solidária que és.
Um beijinho

SILÊNCIO CULPADO disse...

PARVINHA
Podes fazer algo que é dar visibilidade a este caso.

Se todos dermos visibilidade contribuiremos para que o caso possa ser reapreciado em tempo útil (vide:flávia vivendo em coma).

Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

C.Valente
Junta-te a nós amigo, neste protesto que não pára de crescer.

Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

SHEILA
Obrigada pelo teu apoio. Continuamos a contar contigo.
Bjs

Olá!! disse...

Acabei de fazer um post, conforme prometido... espero que dê frutos
Beijosssssssss

caditonuno disse...

nem sei o que diga. mas a verdade é que já aconteceram casos idênticos aqui em PT e como qualquer caso deste género procura-se sempre fugir às responsabilidades e os processos demoram sempre imenso tempo (anos e anos e anos) a serem tratados. é o cúmulo!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Olá
Vou já ver.
jinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

CADITONUNO
Sê bem vindo ao Silêncio Culpado.
É verdade, amigo, que há vários casos algo semelhantes a este nomeadamente em Portugal. Porém se batermos todos o pé, e estes culpados forem exemplarmente punidos, talvez as normas de segurança sejam respeitadas e não se pense só no lucro.
Um abraço

Lumife disse...

Também tenho em destaque o link para o blog da Flávia.

Muitas causas de solidariedade e luta surgem diàriamente. A todas devemos dar a nossa atenção e possível colaboração aproveitando este motor de publicidade que é a internet e os blogs.

Grato pelas palavras deixadas no "Beja".

Beijos

SILÊNCIO CULPADO disse...

LUMIFE
Todas as causas deverão ser assumidas por todos nós como se fossem nossas.
Gosto de te encontrar porque a tua consciência cívica é um toque de força em qualquer luta.

Um abraço

Kalinka disse...

Amiga, se quiseres dá um saltinho ao blog da «pikena», ela está em desespero, eu também...
Coitada, tem ali um caso bicudo e eu de ver que ela não está nada bem, também fico mais em baixo...
Ela precisa de umas palavrinhas de incentivo, de ânimo, mas...não faças referência que eu disse alguma coisa.
Beijinhos.

SILÊNCIO CULPADO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
SILÊNCIO CULPADO disse...

Kalinka
Lá vou eu. Tu mandas.
Bjs

Michael disse...

No oceano que separa dois países eu navego procurando justiça para Flávia. Escrevo o seu nome no meu mastro e sigo sempre em frente até ao infinito.

Força Odele, não desistas.

Zé do Cão disse...

O sofrimento de uma mãe, não tem fim.
Poderá alguma vez ter um sorriso, uma sombra de satisfação por alguma coisa?
Heroínas, que só sabem dar amor.
Que Deus se lembre desta pequena e a faça volver à vida que merece.

Mário Relvas disse...

saudações e um sorriso

Carla disse...

um caso que nos faz pensar e é sempre bom que situações destas não fiquem no esquecimento

SILÊNCIO CULPADO disse...

Zé do Cão
O sofrimento duma mãe merece-nos todo o respeito e compaixão. Porém, o caso em apreço, extravasa a dor do simples acidente.
Acontece muitas vezes, tanto no Brasil como cá, que as empresas descuram aspectos de segurança de equipamentos mais preocupadas em comercializar do que em prevenir o perigo. Essas actuações têm que ser punidas severamente para que haja maior cuidado em casos futuros.
Depois há questão monetária que, numa situação como esta, é muito relevante porque a Flávia precisa de acompanhamentos e cuidados especiais. E vai continuar a precisar.
Mesmo que acorde do coma vigil, há todo um trabalho de reintegração a ser feito. É preciso não esquecer que decorreram já cerca de 10 anos sobre o acidente.

Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Michael
Obrigada pela solidariedade.
Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Mário Relvas
É bom ver-te.
Um abraço e um sorriso.

Abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Carla
Estas situações não ficarão no esquecimento.

Até que a voz nos doa.

Beijinhos

Brancamar disse...

Olá Lídia,
Tenho lá a Flávia no meu cantinho com acesso ao dela, ficará sempre lá enquanto eu tiver forças para andar por aqui, mas é bom que se vá dando um destaque maior como o fizeste. Hoje já a vi em alguns sítios que só a conheceram agora através de ti.
Bem hajas.
Beijinhos

Sophiamar disse...

Oxalá consigas , através da exaustão, vencer barreiras,convencer a justiça a deixar o lugar cómodo, mas de uma crueldade atroz,em que há muito se instalou e fazer o que já deveria ter feito por este e outros casos que deve haver.Será que a justiça é cega, surda e muda?
Obrigada , Lídia, por esta forma incansável que tens de ajudar quem de ti precisa.

Beijinhosssss

AJB - martelo disse...

dois temas sempre controversos, a justiça do Direito e a justiça Social... sempre em confronto onde se digladiam as forças do poder económico e, naturalmente, a injustiça é em regra a norma...

fotógrafa disse...

É uma pena que pelo menos aqui em Portugal, não haja uma ASAE...também para fiscalizar estes locais onde os nossos filhos podem ficar irremediavelmente perdidos para sempre...
Solidária com a dor das familias tão pouco bafejadas pela sorte...mas também pelo descuido de quem devia zelar pela saude e bem estar de quem frequenta determinados locais de risco(e uma piscina é)...estou a passar também para agradecer a visita ao meu lugarejo....
abraço

Olá!! disse...

Deixei um miminho para o Silêncio Culpado no meu canto...
Beijinhos (não tenhas pressa, eu sei que está complicado...)

Capriccio disse...

Não sei que dizer, è horrível,fico arrepiada com o sofrimento da Odele Souza, porque também sou mãe.
Os milagres acontecem, quem sabe, não acontece algo de bom a Flávia. Muita força.
Beijinhos com muito amor, para Flávia, Odele e o Silencio culpado.

Capriccio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
SILÊNCIO CULPADO disse...

BRANCAMAR
É importante que se dê força a Odele para o caso Flávia porque o tribunal de última instância, em Brasilia, pode ainda levar anos a decidir.
Inadmissível e revoltante.
Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

SOPHIAMAR
Nós temos que conseguir. Até à exaustão. Até não termos voz. Mas temos que conseguir.
Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

ajb-martelo
Temos que martelar até não podermos mais.
Quando Odele diz que, finalmente, o tribunal da relação de Brasilia aceita a reapreciação do processo mas que a decisão pode levar anos... Levar anos, Martelo! Onde está a justiça?
Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

Fotógrafa
Pois, ora bem: para essas coisas deveria servir a ASAE em Portugal. Mas para isso não serve.

Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

OLÁ
Minha querida, tu és tão querida e eu para ti tenho sempre tempo. Já lá vou ao teu antinho.
Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

CAPRICCIO
É uma dor de 10 anos e que continuará sempre a ser uma dor ainda que Flávia acorde e eu acredito nessa possibilidade.
Mas há que dar condições a Odele para sustentar uma situação tão difícil e tão longa. E há que castigar quem descura a segurança nos equipamentos que comercializa.
beijinhos

Olá!! disse...

Minha querida, com o botao esquerdo do rato clicas na foto e depois fazes como habitualmente. Obrigada pelas palavras fantásticas, és uma ternura de pessoa.
Um beijo muito grande

Olhos de mel disse...

Oie minha amiga! É lamentável que essas coisas aconteçam. Lamentável também a impunidade e o descaso da justiça com tudo.
Belo post!
Boa semana!
Beijos

SILÊNCIO CULPADO disse...

OLÁ
Por mais que tente não consigo.
Bjs

SILÊNCIO CULPADO disse...

OLHOS DE MEL
Ergamos as nossas vozes para que a justiça acorde no Brasil e em todo o mundo.
Beijinhos

musqueteira disse...

até que a voz nos doa- subscrevo!... força na voz: silêncio culpado.um abraço.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Musqueteira
Novos desafios nos esperam. Obrigada.

Carol disse...

Revoltante! Não há mais palavras.

Mar Arável disse...

Até que a voz nos doa

Mário Relvas disse...

A divulgação destes casos é muito positiva de modo a prevenir casos similares.

Parabéns às duas -Silêncio e Odele

Força Flavia

fotógrafa disse...

No dia mundial da poesia...aqui fica,

de PABLO NERUDA - 20 POEMAS DE AMOR E UMA CANÇÃO DESESPERADA

Gosto quando te calas porque estás como ausente
e me escutas de longe; minha voz não te toca.
É como se tivessem esses teus olhos voado,
como se houvesse um beijo lacrado a tua boca.
Como as coisas estão repletas de minha alma,
repleta de minha alma, das coisas te irradias.
Borboleta de sonho, és igual à minha alma,
e te assemelhas à palavra melancolia.
Gosto quando te calas e estás como distante.
Como se te queixasses, borboleta em arrulho.
E me escutas de longe. Minha voz não te alcança.
Deixa-me que me cale com teu silêncio puro.
Deixa-me que te fale também com. teu silêncio
claro qual uma lâmpada, simples como um anel.
Tu és igual a noite, calada e constelada.
Teu silêncio é de estrela, tão remoto e singelo.
Gosto quando te calas porque estás como ausente.
Distante e triste como se tivesses morrido.
Uma palavra então e um s6 sorriso bastam.
E estou alegre, alegre por não ter sido isso

Bom fds
abraço

avelaneiraflorida disse...

Querida Lídia,
e quando a voz doer...murmuremos sem surdina...e quando o murmúrio parecer mais fraco ...unamos todas as mãos!!!

Brigados por este post!!!!
Bjkas!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Carol
Que bom ver-te aqui partilhando da nossa indignação.
Beijinhos, amiga

SILÊNCIO CULPADO disse...

Mar Arável
Até que a voz nos doa.
Um beijinho

SILÊNCIO CULPADO disse...

Mário Relvas

A comunicação é tudo para a compreensão do mundo em que vivemos.

Um abraço e um sorriso

SILÊNCIO CULPADO disse...

FOTÓGRAFA
Lindo poema. Ninguém para falar de amor como Neruda.
Obrigada amiga

SILÊNCIO CULPADO disse...

Avelaneiraflorida

É isso mesmo e, com isso, seremos mais fortes e nunca estaremos sozinhos.

Beijinhos