.



ANO 2009, O ANO DA VERDADE?



Há uma velha máxima que diz que podemos enganar muitos durante muito tempo mas não todos durante toda a vida. As receitas milagrosas do marketing e da comunicação para vender teorias económicas que levam ao descalabro ou para vender a imagem dos poderosos que com elas beneficiam, terão que procurar novos ingredientes uma vez descobertas as suas intenções pouco éticas e de grande injustiça moral e social.

Hoje, um pouco por todo o mundo industrializado, os cidadãos não têm dúvidas sobre as injustiças sociais devastadoras originadas por uma corrupção que não é combatida embora esteja, cada vez menos, no segredo dos deuses. Os políticos que dizem e se contradizem e cuja ambição se fixa no objectivo de tomarem o poder, de mandarem e serem poderosos seja a nível material seja a nível de ideias, vão ficando cada vez mais desacreditados em sociedades cuja informação corre à velocidade da palavra.

Os logros em que caíram os que acreditaram em modelos que lhes sugam o sangue em consumos desenfreados, frenéticos e alienados, que alimentam quem decide e mexe os cordelinhos, estão cada vez mais evidentes e são cada vez mais apontados.

Em Portugal os movimentos sociais crescem e reproduzem-se e, a nível de ideias, surgem novos paradigmas que questionam realidades tidas como verdades até um passado recente.

Todos sabemos que uns são pobres e desempregados mas que os mais ricos não param de enriquecer à custa da especulação, da corrupção e de tráficos da mais variada ordem.

As máscaras vão caindo à medida que os ventos açoitam os rostos.

A solidariedade estratégica e institucional do actual Presidente da República a José Sócrates caminha para o colapso caídos os disfarces em que se escudava.

Cavaco Silva provavelmente não tenciona recandidatar-se e, assim sendo, já não precisa renegar a sua família de origem mais conservadora e de grandes laços de raízes funcionais e afectivas.

Também o processo Casa Pia caminha para uma clarificação. Não significa que se tenha feito, ou se vá fazer justiça e que todos os culpados venham a ser julgados. Porém já não restam dúvidas sobre a não existência de cabalas, difamações perpetradas na calada da noite com fins obscuros de destruir pessoas bem colocadas.

Apesar de muitas dúvidas que ainda subsistem, e do lento caminho para quem percorre a verdade, acredito firmemente que o ano de 2009 seja um ano de luz e de mudança.

Há crises que dão origem a ressurgimentos. É com essa fé que me despeço e desejo a todos um BOM ANO 2009!


38 comentários:

Miguel Barroso disse...

Esperemos!

Bom Ano.

Abraços d´ASSIMETRIA DO PERFEITO

Olhos de mel disse...

Será, minha querida? Não podemos confiar em políticos, pois já provaram que não teem palavra. Mas vamos ficar na torcida que seja mesmo.
FELIZ ANO NOVO!
Que ele seja de luz em seus caminhos,
que a paz seja cada vez mais possível
e o amor e justiça renasçam nos corações
da humanidade!
Obrigada pela nossa caminhada, por me
permitir fazer parte de seus amigos.
Beijos

Compadre Alentejano disse...

Lídia, desejo-te um Próspero Ano Novo para ti e família.
Um abraço
Compadre Alentejano

Pata Negra disse...

Será apenas mais um ano das nossas vidas. Como eles se enganam sempre, vai de certeza ser uma bom ano, um ano de mudança, um ano de pôr por terra os bunkers que eles há muito andam a construir. Estamos habituados a dificuldades, não as tememos! Estamos habituados a mudanças. Que desta vez não fique tudo na mesma! Se tiver de doer que doa!
Um abraço ansioso por uma revolução qualquer

Fatyly disse...

"Há crises que dão origem a ressurgimentos." bem verdade e a história está recheada de exemplos e desta irá ressurgir aprendizados há muito deixados mas que jamais morreram. A originalidade, empreendimento e vontade de vencer faz parte do povo português que em 2009 renascerá destes escombros que nos atularam.

"É com essa fé que me despeço e desejo a todos um BOM ANO 2009!" fé e ACREDITAR e com um SORRISO desejo em dobro os teus votos sinceros. Bom ano.

Beijocas

Agulheta disse...

Pois é amiga!Já nem sei a quem confiar,tantas são as aldrabices,pois é no meu blog que tenho noutro servidor assim foi,colocaram o meu poema como fosse seu? as pessoas não se enchergam?.Bom ano de 2009 com tudo de bom.
Beijinho Lisa


Agradeço visita,e tudo em dobro desejo.

heretico disse...

aprecio os teus textos. lucidos e pedagógicos. sempre.

abraços

votos de Bom Ano

(na medida do possível)

Zé Povinho disse...

Sem saudades de 2008, um ano bastante mau para muitos de nós, despeço-me, aguardando que 2009 possa vir a ser um ano de mudança, e que possamos correr com os maus elementos que nos vão desgraçando a vida.
Abraço ainda com esperança do Zé

martelo disse...

Este não é um mero espaço
E com tom algo magoado
Não é opaco nem baço
Este Silêncio Culpado...

um grande abraço e saúde

Eduardo Aleixo disse...

Obrigado pela sua visita. Retribuo. Gostei do que li. E quero desejar um bom ano de 2009 com Amor e Paz. Abraço. Eduardo

lua prateada disse...

E é com fé que tudo se vence...
Passei desejando um lindo 2009...
E assim é...mais um ano,pois...
Na melodia do vento, xuva, sol e tempo...
Nós vamos passando como uma brisa de
saudade passada e futura...

Beijinho com carinho e o desejo de tudo de bom!...

SOL

. disse...

Como é véspera de ano novo, desejo-vos um ano de 2009 com saúde, verdade, amizade, muita esperança; e que o "lobo faminto e tolo viva em nós". A vida é efémera...

Mário

Carminda Pinho disse...

Lídia, veremos o que nos trará o novo ano. É preciso não desesperar, e fazer votos para que seja melhor que este se possível.

Feliz Ano Novo!
Beijos

tagarelas-miamendes disse...

Ola Lidia,
Que bom encontrar uma mensagem optimista para 2009.
Minha querida, nem imagina como gostaria que estivesse certa e que 2009 seja o ano da mudanca!
Desejo-lhe um 2009 cheio de boas surpresas!

António de Almeida disse...

-Um feliz 2009 Lídia.

São disse...

Minha querida Lídia, 2009 será - de certeza! - melhor só porque a tua presença nos conforta!

Pela honra que me dás em ser minha amiga, te desejo do fundo do coração, que tudo quanto sonhas se realize!

Um abraço apertdao e enorme, com a minha infinita gratidão, Amiga!

C Valente disse...

O meu obrigado
As minhas mais cordiais saudações, esperando nos encontrar no final do próximo ano 2009
Tudo de bom

contradicoes disse...

Este que está a acabar
deixa-me a triste recordação
duma doença que pode durar
senão conseguir a dissipação

Continuação de Boas Festas
Um abraço

Olá!! disse...

Bom ano para todos
Um beijo especial para ti Lídia

Carreira disse...

Bom 2009!!!
Abraço,
José Carreira

Oliver Pickwick disse...

Desde tenpos ancestrais que os chineses afirmam que crise também são oportunidades. Que assim seja!
Agradeço-lhe pela companhia durante o ano e desejo-lhe um feliz ano novo.
Um beijo!

amigona avó e a neta princesa disse...

Minha querida amiga não podia deixar de te abraçar e desejar um BOM ano de 2009! Tudo de bom para ti! Beijos...

O Guardião disse...

Um Bom Ano de 2009. com tudo o que estiver nos desejos de cada um.
Cumps

Odele Souza disse...

Que 2009 "seja um ano de luz e de mudança", de solidariedade, de paz, de justiça...

Venho desejar-te um 2009, assim.

Um forte abraço.

Kaotica disse...

Excelente fé a tua! Retribuo os votos e acrescento o desejo de que o nosso povo ganhe uma maior e mais profunda consciência política.

Cumprimentos

Tony Madureira disse...

Olá,

Que bem observado, como sempre!

Bom ano!


Bjs

Cata-Vento disse...

É necessário alimentar o sonho de que tudo vai mudar.Estão dentro de cada um de nós a força e a vontade para operar essa mudança.
Bom Ano Novo!

Beijinhos

Bem-hajas!

aDesenhar disse...

Bom ano 2009
:-)

bjs

Maria disse...

Um bom ano para ti, Lídia.

Abraço-te

Marreta disse...

Apesar de não partilhar de tanto optimismo, desejo que o 2009 seja, pelo menos a título pessoal, já que política e económicamente nada de positivo auguro, um ano à medida dos desejos certamente preconizados para realizações pessoais, saúde, equílibrio, solidariedade e amizade. Se assim fôr mau já não será.

Saudações do Marreta.

Luís Freitas disse...

"As máscaras vão caindo à medida que os ventos açoitam os rostos".Assim me parece também. Obrigada por este texto tão claro e verdadeiro. Partilho da mesma visão. Realmente as crises renovam, aquilo que parece eterno e difícil de mudar, afinal, também morre. E nesta morte à uma grande oportunidade. Que a saibamos aproveitar! Bom ano.

Meg disse...

Lídia,
Acompanho-te nas tuas preocupações, mas ainda me resta um pouco de esperança... que 2009 nos surpreenda pela positiva.
Para ti, que este seja um ano de concretização dos teus desejos, muita saúde, paz e harmonia.

Um abraço

elvira carvalho disse...

Depois de uns dias de ausência, (desta vez foi o pc que foi para o hospital) estou de regresso.
Agradeço-lhe e retribuo os votos de bom 2009.
Um abraço e bom fim de semana

Eu penso que este será um ano de mudança. Para melhor? Não sei. 2009 na numeralogia é ano 11 e o número 11 é sempre de grandes mudanças.
Um abraço

ManDrag disse...

Salve! Lídia

Passo a passo se faz o caminho e, por muito lentos que sejam os passos da sociedade no seu todo, o caminho é inexoravelmente em frente. Em Frente!

Abraço.

Salutas!

Jorge P.G disse...

Lídia:

Comungo dos teus ideais e da tua análise.
Já não é crível que qualquer pessoa minimaente informada se tenha apercebido do que são estes politiqueiros e do que pretendem.
O pior é que Portugal continua um país onde a iliteracia é enorme... e ésse é o melhor alimento dos vermes.

Um abraço e parabéns pelo artigo, mais uma vez muito bem escrito, na minha simples opinião, é claro.

Que 2009 seja o começo da mudança! Esses sãoos votos, realmente, que devemos deixar, em vez da estafada e velhíssima palavra "crise", que já nada vai dizendo de novo.

Alice Matos disse...

"As máscaras vão caindo à medida que os ventos açoitam os rostos..."

Pois é...
Por aqui ficamos a ver o que vem... preferencialmente a participar nos papeis que nos cabem...

Beijinhos para ti... um excelente 2009 é o que te desejo...

ruy disse...

Um bom ano. Desculpas pelo atraso.
abraço,
ruy

LFM disse...

Esperemos que sim, Bom ano