.



VITOR BAÍA



Vítor Baía está longe de ser uma figura consensual. Porém outra coisa não seria de esperar de quem arrecadou tantos troféus e foi considerado o melhor guarda-redes do mundo.

Mas que me leva a falar de Vítor Baía, eu que nem sou amante de futebol e sempre me mantive longe da polémica do porquê de Scolari optar pelo Ricardo e não por esta estrela de brilho incontestável?

É que eu acho que devemos a Vítor Baía um reconhecimento pela grande pessoa que ele é e que está muito para além das luzes da ribalta.

Que Vítor Baía criou uma fundação e que desenvolve uma amplo leque de acções solidárias poderá ser bastante meritório mas, só por si, não mereceria a minha tão grande admiração se, à semelhança de muitas figuras públicas nomeadamente as que retiraram altos dividendos dos seus êxitos desportivos, se limitasse a criar uma Fundação ou entrar em eventos de solidariedade para manter uma auréola humanista por vezes mais vaidade que humanidade pese embora a sua necessidade social.

O que torna Vítor Baia diferente é a sua capacidade de interagir com as populações alvo a que se dedica através das suas relações de proximidade e do seu envolvimento emocional a que se entrega de forma discreta, empregando muito do seu tempo e da sua vida. As crianças e os adolescentes em risco são a principal preocupação de Vítor e o objectivo da sua Fundação sobre a qual afirma:


Ser solidário, em especial com as crianças e adolescentes que precisam de apoio, conforto e carinho, foi sempre uma procura pessoal, tentando corresponder às suas expectativas e ajudar a satisfazer as suas mais diversas necessidades, que ao meu conhecimento iam chegando.

Sem qualquer outro tipo de pretensão, pareceu-me oportuno tentar capitalizar a minha imagem de desportista em favor de uma instituição que de uma forma mais eficaz e contínua possa contribuir para responder às necessidades dos mais novos.

A Fundação Vítor Baía 99, terá como objectivo apoiar as crianças e os adolescentes carenciados das mais diversas formas.

Além dos contributos de ordem material, sempre tão importantes, não pretendemos descurar os que apresentem um carácter diverso. A Fundação Vítor Baía 99 deseja também ser um espaço de diálogo que nos ajude a encontrar e melhorar as vias que minorem as carências daqueles que são, neste caso, as nossas preocupações: As crianças e os adolescentes.

É nesta linha que, aquele que foi o melhor guarda-redes do mundo, visita hospitais onde crianças sofrem, leva-lhes uma bola, conversa com elas e, por vezes, paga um aparelho ou tratamento essenciais e para os quais faltavam recursos.

Sobre a sua actividade solidária que deu origem à sua Fundação, Vítor Baía afirma:


Provavelmente é a minha melhor defesa, o meu melhor jogo, o meu melhor título. É uma ideia de pai com alguns anos que fui amadurecendo.



Fica pois este breve apontamento juntamente com a súmula dos seus feitos no mundo do futebol.
  • Vítor Baía detém o record de imbatibilidade em Portugal (1191 minutos entre Setembro de 1991 e Janeiro de 1992), 5º em campeonatos de primeira divisão europeus e 11º melhor registo de sempre da Federação Internacional de História e Estatística do Futebol.
  • Foi o 1º jogador português a atingir as 75 internacionalizações (16 de Agosto de 2000).
  • Conquistou 10 campeonatos nacionais de séniores.
  • É atribuída a designação de futebolista com mais títulos, na história do futebol mundial, alcançados na sua longa carreira: 32. Pelé e Rijkaard são os que se seguem, com 25 títulos.
  • É um de apenas 10 jogadores que conquistaram os três principais títulos Europeus de clubes: Liga dos Campeões, Taça UEFA e Taça das Taças.
  • Na cápsula do tempo enterrada pela UEFA aquando do seu jubileu de ouro em 2004, foi colocado um par de luvas de Vítor Baía.

44 comentários:

heretico disse...

fico feliz por saber...
gesto(s) de humanidade, que acrescentam a sua aura desportiva.

beijos

Mário Relvas disse...

O Vitor Baía é um homem que se tem mostrado sensível a actos de solidariedade e apoio aos cidadãos Diferentes. Luís Figo também criou uma fundação e tem prestado diversos apoios sociais. Espero que outros sigam este exemplo e parece-se que estarão por aí mais exemplos, entre os quais o Pauleta nos Açores. São precisos mais Homens destes.
Obrigado!

Saudações e um sorriso

Angela Guedes disse...

Oi Lídia!!!
É fato que pouco podemos fazer para modificar a condição em que o mundo se encontra, mas podemos ser solidários com o pequeno mundo que nos cerca.
Um Beijo, amiga.
Angela

Olhos de Mel disse...

Querida amiga! Desculpe minha ausência, mas a vida nem sempre nos permite fazer o que gostaríamos.
O post está perfeito! E confio em suas palavras, porque não conheço muito a realidade do futebol daí.
Bom fim de semana! Beijos

Brancamar disse...

Olá Lídia,

Saio emocionada e cheia de orgulho, não como portista, embora também e mesmo não sendo uma fã activa do futebol, mas principalmente como portuense, por se reconhecer aqui o valor de um homem que nem todos entenderam. Esta Fundação existe há alguns anos,conforme diz o seu próprio nome, nasceu já muito depois da Fundação de Luís Figo, mas como muito bem dizes, tem sido discreta mas eficaz. Quem alguma vez pensou que Vítor Baía era "vaidoso" enganou-se, pois pese embora os seus inúmeros títulos nunca saiu do clube que quase o viu nascer profissionalmente, apesar de ter tido com toda a certeza ofertas milionárias. E esse sentido de lealdade diz tudo do seu carácter.
Vim visitar-te e tive uma boa surpresa.
Um beijinho.
Branca

Alexa disse...

oí lídia
sempre gostei do vitor baía como futebolista , fico contente que ele tem um lado humano sensível e que o dedica precisamente a quem precisa mais dele:as crianças.
Mas não nos vamos esquecer do Pauleta que tem feito um bom trabalho nos Açores, terra onde nasceu. E da fundação Luís Figo. Penso que atrás destes viram outros o amor é contagioso.
bjx

Zé do Cão disse...

Estes são os homens que se deviam sempre escrever HOMENS.
Na época da ganância, estas atitudes merecem o apoio de quem os deve dar e a vénia de todos nós.

Bj

R. Rudoisxis disse...

A grande virtude de Victor Baia está em de uma forma discreta minorar o sofrimento dos menos favorecidos. Quase sem se conhecer,a sua obra está dando frutose daí o seu valor.
Vitima do confronto de poderes no futebol em que Scolari à semelhança do que já tinha feito na selecção do Brasil com Romário impôs o estatuto de quem manda, conseguiu sair ileso e aumentar a sua popularidade, ficando sempre a e eterna pergunta de que com ele poderiamos ter ganho o europeu.
Continua a defender a baliza dos socialmente desfavorecidos, não deixando o sofrimento entrar e no jogo da vida isso é o mais importante. Que a paixão do futebol se tranforme em amor aos nossos semelhantes é algo desejável e que o seu percurso de vida tenha seguidores que tão necessários são numa sociedade que se deseja mais justa.
Não o vamos comparar a outras estrelas do futebol e não só que também têm as suas fundações de solidariedade social, pois fazendo-o estaremos no papel de sclolari e das suas escolhas. Todos são bons e todas as obras sociais meritórias, mas hoje e aqui o selecionado é Victor Baia e os louros da vitória vão todos para ele. Um abraço

Rafeiro Perfumado disse...

Concordo com tudo, excepto com os records de imbatibilidade. Foi numa época em que quando sofria golos, os árbitros anulavam.

Beijoca!

Marreta disse...

Sem querer retirar o mérito à iniciativa e a outras idênticas, é também elementar referir que muitas fundações surgem como forma de poupar muito dinheirinho com os impostos...

Saudações do Marreta.

elvira carvalho disse...

Sempre achei o Vitor Baía um senhor. E Luis Figo também. E é com essa descrição que criaram as suas fundações, e as teem levado para a frente em prol dos mais necessitados. Precisamos de mais homens assim. Há quem diga que muitas vezes se criam fundações apenas para fugirem a impostos. Eu não percebo nada disso e não sei se isso passa realmente pela cabeça de quem o faz. De qualquer modo antes aplicar o dinheiro que o estado devia "comer" nos impostos com aqueles que realmente precisam, do que dá-lo ao estado para financiar bancos com gerentes corruptos.
Um abraço e bom fim de semana

Teresa Durães disse...

bom... de futebol não percebo...

Vieira Calado disse...

Parabéns ao Baía!

Eu não sabia.

Mas é sempre bom saber que ainda há pessoas assim.


Beijinhos

maria disse...

Gostei de ficar a saber,

feitos menos publicados são certamente ainda mais dignos de louvor

abraço

Agulheta disse...

Sem dúvida alguma para além dos méritos que ele foi capaz como futebolista, é um grande ser humano,pena é que outros que temos não pensem da mesma forma,e só se importem com este tipo de coisas,claro está que não serão todos?.
Beijinho bfs
Lisa

Alice Matos disse...

Gostei de ficar a saber...
Neste mundo de desprezo pela condição humana de muitos, se quem de direito vira as costas a quem precisa, honrem-se os actos de quem tem sentimentos...

Beijo grande...

Maria Emília disse...

Obrigada por nos dar a conhecer tão belos gestos de solidariedade.
Cada pequeno gesto faz o mundo girar e mudar.
Um beijinho,
Maria Emilia

Mar Arável disse...

Que pena não ser do meu

Benfica

Maria Faia disse...

Excelente amiga,
" O que torna Vítor Baia diferente é a sua capacidade de interagir com as populações alvo a que se dedica através das suas relações de proximidade e do seu envolvimento emocional a que se entrega de forma discreta, empregando muito do seu tempo e da sua vida".
E, é precisamente por esta sua capacidade que os incapazes desdenham.
Isto leva-nos ao tema da minha última postagem.

Beijo amigo, com votos de um excelente fim de semana,

Maria Faia

Templo do Giraldo disse...

http://templodogiraldo.blogspot.com/


PASSEM POR AQUI.


SAUDAÇÕES.

O Árabe disse...

Não o conheço. Mas acredito que seja um grande esportista, pois decerto é um grande homem! Justa homenagem. Bom fim de semana!

VANUZA PANTALEÃO disse...

Lídia, cara Amiga!

Fico aqui a desejar que, pelo menos, vinte por cento desses jogadores multimilionários que vivem a esbanjar fortunas com modelos famosas - e vazias - se deixem impregnar pelo exemplo POSITIVO de VÍTOR BAÍA.

O mundo precisa de muitos exemplos desses, se precisa!

Mais um post que só merece nosso total apoio e solidariedade.

Amiga, um final de semana dos melhores!!!Bjs

Fatyly disse...

Tal como tu não sou adepta de futebol e as poucas entrevistas que vi com o Vitor Baía só pensava...este gajo é um pedante mas um tremendo borracho:):):)

Tal como o Raul diz na e com a sua Fundação é bastante "discreto" em termos dos holofotes, e já tinha lido o muito que tem feito em prol dos mais desfavorecidos, neste caso as crianças e jovens. O ano passado vi na tv uma das idas dele a um hospital para entregar um aparelho qualquer.

Gestos que a humanidade precisa que todos juntos poderá marcar a diferença no muito que há a fazer em Portugal. Comecemos por cá...para podermos ir até lá fora (foi sempre o meu lema).

Beijocas e um bom serão

peciscas disse...

Não é só por ser um convicto adepto portista que admiro o VB, como desportista e como pessoa.
De facto, ele pode ser considerado como uma referência, não só pela sua carreira profissional como pelo pendor para as causas sociais que desde há muito demonstra.
E sempre tem agido de forma o mais discreta possível.
E há outra faceta que também há que realçar. Já depois de terminar a carreira como guarda-redes, voltou aos bancos da escola, estando, neste momento, a tirar um curso superior (gestão desportiva). E, nas aulas (sei-o através de um amigo do meu filho que é colega de estudos do VB) não se arma em herói nem procura tirar dividentos da sua fama. Convive com os colegas e com os professores, com toda a simplicidade e esforça-se por aprender.

peciscas disse...

Só queria fazer uma pequena correcção à Brancamar.
O Vítor , efectivamente, jogou no Barcelona durante umas duas épocas, creio eu. Saíu porque lhe proporcionaram uma excelente contrato e também porque o FCP o libertou.
Mas o seu clube de coração de sempre, foi o Dragão.

Pata Negra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pata Negra disse...

Ligo tão pouco a futebóis que, embora reconhecendo o nome de soslaio, primeiramente pensei que estavas a titular um que já morreu - julgo que esse era Batista!
Fica-me o reconhecimento por me revelares e me fazeres reter o nome do Homem. Este jogo sim, este eu aprecio!
Um abraço à Lídia que é também "Baía"

Meg disse...

Lídia,

Vitor Baía, além de ter sido o melhor guarda-redes do mundo, é, um ser humano de excepção, neste mundo de vaidades, de fortunas obscenas, de fundações que se destinam quase só para beneficiarem de medidas fiscais.
Vitor Baía não tem tiques de vedeta, e isso faz dele um exemplo.

Só por isso, é bem merecida a homenagem que aqui lhe fazes.

Bem hajas, Lídia.

Bom fim de semana,

Um abraço

Jorge P.G disse...

Descohecia que o Vítor Baía tinha uma Fundação.
Dedicando-se a essa boas causas que referes, o Homem torna-se maior do que o atleta profissional, na minha opinião.

Um abraço.

Marta disse...

Eu subscrevo inteiramente estas palavras! Tenho dele, a melhor impressão! Pelo gesto. Pela postura. Pela solidariedade!

E sim, em matéria de futebol, sou um ser, hibrido :) :) :) repudiado, até, pela ala masculina!
Tenho um coração azul...esverdeado!
Contingências, de um coração muito pouco competitivo:)!!!!

beijos, muitos, Lídia (descobri só hoje, o seu nome, tão bonito!)

Entre "aspas" disse...

Apesar de ser muito desligada do mundo do futebol, não descuro o post, e deve sempre ter em linha conta os grandes nomes do desporto que temos no nosso POrtugal pequenino e não olhar tanto além fronteiras.
Bjs Zita

Maria João disse...

Lídia

Realmente, há quem goste e há quem não goste de Vitor Baía, enquanto figura e vedeta do futebol português. Há quem aprove ou reprove algumas das suas posturas enquanto profissional.
Mas falas-nos de um Vitor Baía que muitos de nós desconheciamos... da transformação do homem, da revelação da pessoa...
O aplauso, agora, é consensual!
Talvez esteja a caminho, a construção de uma sociedade mais humanizada e justa, talvez ainda haja esperança, Lídia!
No meio das ervas daninhas, crescem sempre malmequeres e papoilas..

Um beijinho

contradicoes disse...

Grato por através desta revelação ter tido conhecimento da existência desta fundação na qual Vitor Baía tanto se empenha em prol do bem comum
Aqui deixo a expressão do meu apreço por este sentimento de solidariedade que desconhecia deste que foi um dos melhores guarda-redes dos últimos tempos. Um abraço

Compadre Alentejano disse...

Vitor Baía foi vítima das querelas entre Scolari e Pinto da Costa.
Estou convencido que, se não fosse essas tricas, Vitor Baía tinha sido o guarda-redes da selecção e nunca o frangueiro do Ricardo.
mas, enfim, é a vida!
Um abraço
Compadre Alentejano

Menina do Rio disse...

Um belo texto! Ainda bem que temos pessoas assim. Aqui também temos algumas obras de pessoas do mundo dos esportes que investem em assistencia. E poderiam ser muitos!

Um beijo pra ti, querida

Oliver Pickwick disse...

É uma boa informação. Pelo visto, nem tudo que se relaciona ao futebol remete ao controle obscuro de multinacionais de produtos esportivos.
Talvez, por esta razão o Vítor Baía foi preterido pelo Scolari. Na verdade, "a força" está com a Nike e outras corporações do gênero.
Na Copa da França, o jogador brasileiro Ronaldo foi forçado a entrar em campo pouco depois de ser acometido por convulsões. Parecia um zumbi no jogo.
Um beijo!

LopesCa disse...

Eu comentava mas não percebo mesmo nada do assunto :)

Deusa Odoyá disse...

Olá amiga.
Passei para lhe desejar uma semana abençoada por Deus.
Muita paz, amor e luz.
Beijinhos doces, minha amiga.
Regina Coeli.

lua prateada disse...

Ser-se solidário já é alguma coisa, sabemos que não chega mas...
Passei no entardecer do fim de semana, desejando que a aurora da semana que se aproxima seja bela para ti.
Beijo embrulhado de papel prateado-

SOL

Paulo - Intemporal disse...

Lídia

venho deixar-lhe um beijo grato pelo cuidado pelo estado de saúde da minha mãe.

venho do hospital e o seu estado é estável, graças a Deus.

um beijo abraçado e o desejo de uma boa semana.

[obrigado por tudo]

sempre,
______p.

Paula Raposo disse...

Um exemplo a seguir. Beijos.

Å®t Øf £övë disse...

Lídia,
Sempre fui um profundo admirador do Vitor Baía, porque sempre o considerei um verdadeiro campeão, e um exemplo, quer dentro, quer fora das quatro linhas.
Bjo.

gaohui disse...

If ordering from an online ed hardy Clothing store, she should either have tried ed hardy sale the garment on in a store somewhere ed hardy or she had better be buying ed hardy UK from a vendor with a great return ed hardy cheap policy. Buying from an ed hardy Clothes online vendor has its risks and ed hardy store they should be understood. The edhardy.com upside is that online stores christian audigier sale tend to have a large selection ed hardy dresses of clothing to choose from. The ed hardy Polos bad news is they can be more ed hardy sandals expensive, or the cost of shipping and handling ed hardy Jackets can offset any cost savings she might have enjoyed

leader disse...

In most cases, thomas sabo charms buildings insurance covers the sourcing cost of rebuilding or thomas sabo restoring your properties structure in a case where it is destroyed by an event paid for thomas sabo bracelets by your home insurance plan, whilst contents insurance protects the price of replacing specified things. cheap thomas sabo watches Families are often demanded to order home insurance as a general condition of obtaining their mortgage, thpmas sabo although, they may be under no obligation to buy it using their mortgage service provider.