.



O AUTISTA PINTOR



Somos amigas de longa data, a Ray e eu. A Ray não é uma pessoa comum quer pela sua sensibilidade extrema, quer pela sua arte, quer pela força que imprime ao mundo de Filipe, um dos seus três filhos mas que ela ama duma forma especial por ele ser diferente. Filipe é autista mas para mim que o conheço através de muitos traços e informações, ele é uma autêntica lenda viva.

Filipe tem 22 anos e não fala. Nasceu como qualquer criança normal até que subitamente se distanciou e fechou num mundo onde nem Ray, sua mãe, consegue caminhar com conhecimento de causa.

Filipe é alfabetizado. Aprendeu a ler sozinho aos 3 anos de idade. Porém ninguém sabe o porquê do seu interesse pelos jornais que devora nem explicar os quadros que pinta com primor e que revelam uma interioridade multifacetada e misteriosa.

Quem é Filipe? Essa é pergunta que Raimunda quer ver respondida através da descodificação das suas pinturas por algum cientista que lhe interesse aprofundar a arte de Filipe. Ray não quer desfazer-se dos quadros que já foram objecto de exposição, porque eles representam uma ponte para o seu Filipe. Uma ponte que poderá dizer-lhe quem é realmente o seu filho, que sonhos e visões povoam asua mente.

Mas Ray também não desiste duma outra batalha surpreendente. Ela quer que o filho seja seja reconhecido como alguém que pode ganhar a vida através daquilo que sabe fazer: pintar e criar numa arte única e original que poderá ser aplicada nos mais diferentes contextos: decorações de interiores, moda e tantas outras. Filipe é capaz de criar por encomenda. Ray dispunha-se a acompanhá-lo a uma empresa que o aceitasse. Porém apesar dos muitos curricula enviados ninguém respondeu afirmativamente. Ninguém ousou arriscar na diferença.

Será que entre os meus visitantes há alguém que esteja disposto a isso? Eu confesso que já me senti tentada a arriscar um projecto mas as minhas ocupações actuais são em muito incompatíveis.

Todavia aqui fica o desafio e o convite para visitarem o blogue de FILIPE, e conhecerem as suas pinturas.


43 comentários:

Marta disse...

Querida Lídia,
sempre a levar-nos pela mão e pelo coração por caminhos tão especiais.
Que nos ficam. Cá dentro.

um beijo

sideny disse...

Lidia

Andei ontem a ver o blog do Filipe.

Gostei bastante dos quadros dele.

Espero que consiga realizar o sonho que a sua mâe tanto quer.


boa sorte para o Filipe.

beijinho Lidia

Fatima disse...

Lídia,
gostei muito do seu texto.
Trabalhei com crianças autistas muitos anos, fiz cursos e aprendi os vários tipos de autismo que exitem.
Vou lá visitar o blog do Filipe.
É sempre um prazer vir aqui.
Abrs.

Sonia Schmorantz disse...

Decore sua alma ,
da forma mais linda que souber,
com uma poesia que lhe toque o coração,
para que na sua mudez, seja feliz,
pois alma que é, será sempre sua,
sem que ninguém no mundo a tire de você.
(Eda Carneiro da Rocha)

Desejo a você um maravilhoso final de semana,
Com muita paz e carinho.

Sônia

R. Rudoisxis disse...

Conheço o Blog do Filipe e na galeria delicio-me a ver as suas pinturas as quais parecem ter uma mensagem a decifrar mas que mesmo para uma mente brilhante são enigmas de uma mente superior cujo canal de comunicação está cortado o que torna uma missão impossivel para nós os decifrarmos.
Só mesmo estudiosos e grandes conhecedores do fenómeno autista e que conheçam de perto a autor poderão dar uma opinião a qual mesmo assim poderá não ser correcta.
A mim resta-me o gosto de apreciar as misturas de cores,a harmonia da pintura e aqui e além ficar com a sensação que sob um véu de mistério algo me é transmitido.
Força Filipe, os teus quadros são lindos.

elvira carvalho disse...

Já conheço o blog do Filipe há bastante tempo. Desde há meses que não ia lá e foi bom rever as suas telas tão originais, tão explosivas de cor.
Quem dera que o sonho da Ray se concretize. Que Deus os ajude a que os humanos acreditem, que as coisas que são diferentes são tão boas ou melhor que as que se convencionaram de normais.
Um abraço e bom fim de semana

Maria Faia disse...

Já visitei o Filipe Amiga,
Na verdade a sua obra é extraordinária e nerece ser reconhecida e apreciada.
Tenho pena de não poder ajudar mais mas, quem sabe, através da tua generosa iniciativa não aparece alguém com essa capacidade.
Parabéns amiga.
Desejo-te um feliz fim de semana.

Beijo amigo,
Maria Faia

manuel marques disse...

Nobres os seus lindos sentimentos.

Beijo .

Mina disse...

Lídia
Conheço de perto sem estar lá , assim tão perto.
A realidade do Felipe e a luta incessante da mãe Ray na busca de uma oportunidade para este seu filho artista neste chamado planeta terra, onde nem todos têm as mesmas oportunidades.
Mas tal como todas as mães de filhos especiais a amiga Ray não baixa os braços, e faço muita força para que o sonho passe á realidade...
Bjocas para si extensívies á Ray e ao Felipe

São disse...

Minha querida, eu também gosto muito dessa mulher extraordinária que é a Ray!

E que o seu sonho se concretize!

Muito bom domingo para ti.

jardinsdeLaura disse...

Gostei do que li e fui logo espreitar o Blogue que Ray dedica a seu filho!
História que me tocou de forma especial! Só espero que as entidades brasileiras responsáveis pelo apoio a estes casos não se demita de ajudar o Filipe!
Ele precisa e merece!

Anónimo disse...

中醫減重
中醫減重
中醫減重
中醫減重
中醫減重
花蓮民宿
花蓮民宿
花蓮民宿
花蓮民宿
花蓮民宿
花蓮民宿

Visite www.arteautismo.com disse...

Lídia, só hoje pude ver o texto tocante , lindo e verdadeiro que fizeste para Filipe.
É lindo !
O trabalho com as flores tem me tomado muito tempo. O que que mais me toca quando voce escreve, é o Filling que voce possui ao dizer cada palavra. Porque elas dizem com clareza tudo o que sinto. Sua inteligência na escrita me deixa comovida. Com precisão emocional e lógica colocas na escrita aquilo que eu realmente penso e tudo o que Filipe precisa.
As vezes nem eu consigo expressar assim, assim com esta clareza, tudo o que sinto , mas voce vai direto ao ponto.
Por isso Lídia, eu não quero que me esqueças , porque nas tuas palavras , encontro consolo, encontro abrigo e compreensão.
Queria saber escrever bonito para saber agradecer tudo o que fazes por mim.Só assim o agradecimento ia ser total do jeito que mereces!
Vou guardar este texto, como guardo todos os outros,eles são base de reivindicações claras e objetivas para o futuro, são aprendizados de luta.
Lídia,
Filipe continua a pintar e esperar que um dia reconheçam sua arte e esforço. Continuo a lutar por ele. Sempre. Esperando entende-lo melhor a cada pintura. Obrigada Lídia querida por tudo e pelo lindo e muito escrito texto.Me destes ele de presente neste domingo, e eu fiquei muito feliz .
Obrigada pelos lindos comentários dos teus amigos , que me fortaleceram. Um beijo e obrigada para , Marta, Sidney, Fátima,Sonia Schmorantz,Raul,Elvira Carvalho, Maria Faia,Manoel Marques, Mina,São, Jardins de Laura,Anônimo.
Lídia , um beijo um abraço desta que muito te quer bem!
Ray

elvira carvalho disse...

Passei. Deixo um abraço e votos de uma óptima semana.

Efigênia Coutinho disse...

Lídia
Pela nobreza de sua alma, o seu gesto vai encontrar uma saída perfeita para FELIPE, tenho certeza do que lhe digo, meus cumprimentos pela grandeza de sua pessoa,
Efigênia Coutinho
Escritora

Meg disse...

Lídia,

Já fui visitar o blog do Filipe.
E gostei muito das suas telas.
Incrível!
E Ray fica para mim como mais uma Mãe Coragem... estou sem palavras, não consigo imaginar o que é lidar com esta "diferença" tão absurda.

Toda a força para ela e para ti, a minha homenagem por nos trazeres ao conhecimento estes casos.

Um abraço

Compadre Alentejano disse...

É preciso haver uma grande força para vencer uma contrariedade destas.
Desejo para eles o melhor do mundo.
Um abraço
Compadre Alentejano

O Árabe disse...

Vou conhecer o blog, sim. Embora, confesse, sem presunção de que consiga resolver o enigma. Boa semana, amiga!

martelo-polidor disse...

a pintura é tambem uma das minhas perdições e olho com outras tintas para as obras dele...
mas, não consigo mais do que isso, apenas admirar muito a coragem da mãe.

abraço

Peter disse...

"O autismo embora possa ser visto como uma condição médica , também deve ser encarado como um modo de ser completo , uma forma de identidade profundamente diferente......"

Talvez. Só aceitamos os "normais". O que é ser "normal"?

Visite www.arteautismo.com disse...

Lídia amada,
A visitação no site cresceu graças a este texto lindo e estes teus amigos amigos maravilhosos , que com cada comentário me fazem mais forte e orgulhosa do meu Filipe.
Por isso Lídia venho te dar um beijo um abraço apertado , cheio de carinho em ti , minha querida amiga.
E dar um beijo e um muito obrigada pelos comentário em: Elvira Carvalho, Efigênia Coutinho, Meg,Compadre Alentejano,O Arábe,Martelo Polidor, Peter. Obrigada queridos por toda força!!!!
Lídia para ti, esta música que gosto muito e me faz lembrar voce....

***********************************
Canção Da América
Milton Nascimento
Composição: Fernando Brant e Milton Nascimento

Amigo é coisa para se guardar
Debaixo de sete chaves
Dentro do coração
Assim falava a canção que na América ouvi
Mas quem cantava chorou
Ao ver o seu amigo partir

Mas quem ficou, no pensamento voou
Com seu canto que o outro lembrou
E quem voou, no pensamento ficou
Com a lembrança que o outro cantou

Amigo é coisa para se guardar
No lado esquerdo do peito
Mesmo que o tempo e a distância digam "não"
Mesmo esquecendo a canção
O que importa é ouvir
A voz que vem do coração

Pois seja o que vier, venha o que vier
Qualquer dia, amigo, eu volto
A te encontrar
Qualquer dia, amigo, a gente vai se encontrar.

VANUZA PANTALEÃO disse...

Oi, Lídia!
O universo dos autistas, tão inacessível quanto rico...
Vou ao blog do FILIPE tão logo tenha um tempo, pois sei que sairei de lá mais completa como ser humano.
Parabéns!!!Bjsss

Eugênio C. Brito disse...

Olá!

viteu comentario em outro blog e me interessei em visitar este teu ,só o titulo ja diz muita coisa.

Gostaria de sua visita ao meu blog tbm,recomecei um que tinha desativado.Desde ja sou agradecido!

Gênio

Å®t Øf £övë disse...

Lídia,
Foi através de ti que há uns tempos conheci o Filipe. É realmente uma pessoa surpreendente e cheia de arte. Espero que alguém esteja em condições que dar seguimento a este apelo. Parece-me que poderia ser bem interessante.
Bjo.

Pata Negra disse...

Tornar or nossos diferentes autómonos, valorizar as suas diferenças, abrir-lhes as portas com pelnos direitos, eis o longo caminho que nos falta! Revolta ver os outros espreitar pelas portas entreabertas, revolta a crueldade que a educação dos seus filhos tem para com os diferentes, revolta o seu lavar de mãos, revolta...
Não acredito! Ao menos que atender à diferença desse votos!
Um abraço sem empregos para dar

O Profeta disse...

Mil caminhos
Esta viagem sem velas nem vento
Este barco na bolina das ondas
Esta chuva miúda transborda sentimento

Amarras prendem o gesto
Arrocham um coração que bate incerto
Uma gaivota retoca as penas com espuma
Levanta voo em rumo concreto

Partilha comigo “100 Anos de Ilusão”


Mágico beijo

Princesa disse...

"Muito freqüentemente, nós subestimamos o poder do carinho, de um sorriso, uma palavra amável, um ombro amigo, dar ouvidos, um elogio honesto, ou o menor ato de dedicação, pois todos têm o poder de transformar uma vida."
Beijo grande

Valsa Lenta disse...

Querida Lídia,

Queria dizer tanto e não consigo dizer nada.

Felicidades

Angela Guedes disse...

Oi Lídia!!!
Visitei o blog do Filipe e fiquei bastante impressionada com seu trabalho.
Suas pinturas são lindas merece ser reconhecidas.
Que Deus o abençoe e que sua mãe consiga realizar este sonho!
Um grande abraço amiga e muitos beijinhos.
Ângela

VANUZA PANTALEÃO disse...

Lídia, bom dia!
Nessa noite que passou assisti a um filme muito especial sobre uma criança autista e rejeitada pelos pais, o menino se isolava dentro de uma caixa de papelão, foi adotado e tratado por um escritor viúvo e também cheio de dúvidas, ao final, o vínculo afetivo se deu, mas o trabalho de amor e muita compreensão ajudou sobremaneira. Não apenas assisti a filmes, tenho uma amiga com dois filhos autistas, sua luta não foi nada fácil.
Digo tudo isso porque fui agora na página do Filipe e sua mãe e, desnecessário dizer que tudo que ali ela relata é forte e tocante.
Não sou crítica de arte, mas sou uma autodidata em artes plásticas, já "cometi" alguns quadros, li bastante, etc. Por tudo isso, pude verificar que Filipe é um moço muito talentoso, suas cores me lembram artistas importantes...
Enfim, ter um filho autista não deveria ser o fim do mundo, mas o começo de uma visão mais ampliada da realidade.Que Deus abençoe Raimunda e Filipe!

Um outro ponto que não gostaria de tocar, amiga, mas em vista do relacionamento bom, amistoso e de convergência de idéias que temos, sinto-me na obrigação moral de fazer-lhe um questionamento que você, obviamente, é livre para responder-me ou não.
É pura impressão minha ou você está sentindo alguma intolerância pela minha pessoa?
Você é uma mulher inteligente e consciente e sabe que uma pessoa só pode ser "condenada" se souber porque o está sendo. Quem sabe, se você me relatar o acontecido poderemos juntas aparar alguma aresta? Além do mais, como uma pessoa que sempre a respeitou, acredito que mereça esse tipo de satisfação. Não retiro essa dúvida do nada, da cartola, pois está havendo aqui, na blogosfera, uma "nuvem malévola de intrigas" que está incompatibilizando muitas pessoas, jogando umas contra as outras. Isso está nos angustiando, pois fazemos "um trabalho" limpo, com esforço de pesquisas e carinho nos comentários aos colegas. Enfim, NÃO É JUSTO!
Se tudo que falei não passar de uma impressão de minha parte, queira desculpar-me. Caso contrário, aguardo sua resposta ou apenas a frieza do seu silêncio, algo que, paradoxalmente, você condena e com razão, pois o silêncio da omissão é um crime até imputável por lei.

Meu apreço, meu carinho!!!

São disse...

Espero que te encontres bem e que este silêncio não seja mais do que reflexão sobre a campanha eleitoral, querida .

Um forte abraço.

VANUZA PANTALEÃO disse...

Lídia, minha amiga, você não fez e, pela educação que você tem, não fará nada de mal contra mim nem contra ninguém, estou certa disso. Mas está havendo uma "fofoquinha tão infernal" nessa blogosfera que até já estou decidida a fazer uma nota no próximo post sobre essa coisa asquerosa e desagradável e, se isso não resolver, as pessoas que estão se sentindo ofendidas vão se reunir e mandar ver. É muito sapo e até vírus nos nossos PCs que estamos engolindo, pode crer!
Por isso, saio quase que diariamente, publicamente, de blog em blog para fazer essa "profilaxia anti-intriga", isso me desgasta muito já que meus pais nos criaram até sem frequentar as casas dos vizinhos, quanto mais fazermos intrigas por debaixo dos panos.
Eu teria outros detalhes para acrescentar, Lídia, mas não vou fazê-lo, pois teria até que citar nomes de pessoas tidas como "boazinhas", mas que se comportam como "demoniozinhos" através de e-mails e duras alfinetadas nas nossas páginas.
Acredite, a coisa está ficando insuportável.
Mas tudo bem, se a "nuvem" não passou por aqui, melhor para mim que posso continuar desfrutando da sua ótima companhia.
Uma boa tarde, amiga!!!

Odele Souza disse...

Lidia,

Mais um enigma do cérebro humano a ser decifrado. O autismo. A arte de Filipe é mesmo muito interessante. Tomara que um dia essa arte seja reconhecida e valorizada.

Beijos Lídia.

Maria João disse...

Lidia

Já há dias que fui visitar o blogue do Filipe. Já há dias que esta história me tocou, como tocam todas as histórias de crianças...as especiais e não só.
Mas hoje quero fazer uma referência especial às mães destas crianças, que vivem exclusivamente para estes filhos, que nunca deixam de os mimar, de cuidar deles,de perder a fé, dia após dia, ano após ano.
Mães que envelhecem sabendo apenas dar amor aos filhos, esquecidas de si. Mães e filhos que se transformam assim numa unica vida e num unico caminho.
Estrada feita de amor, dedicação, resignação e entrega!

Um beijinho a todas as Ray(s) do mundo.
Um beijinho para si Lidia, por nos fazer pensar nelas.

Dr. Mento disse...

A arte expressa-se de todas as formas e feitios e assume todas as formas e feitios.

No caso do Filipe, os quadros dele têm algo de profundamente intrigante quando se sabe que ele é autista. No fundo, é como se me sentisse tentado a descortinar uma linguagem sem palavras, mas com significados profundos.

Se ainda não o fizeram, exprimentem tentar ler certos quadros dele... e depois verão.

Mário Relvas disse...

Um abraço sincero para todos os Diferentes que sentem a indiferença que os rodeia.

Para a Ray e para o Filipe, aquele abraço!

Susana disse...

Olá Lídia!
Estou a passar por aqui para a relembrar que ainda não enviou o texto e imagens para a blogagem colectiva Aldeia da Minha vida( era até hoje).
O e-mail é: aminhaldeia@sapo.pt

E não se esqueça de postar o seu texto no seu blogue amanhã!

Participa blogando no www.aldeiadaminhavida.blogspot.com

Estou a aguardar por si!

Abraço, Susana

aDesenhar disse...

Acontece com frequência em exposições de um ou outro pintor, ouvir comentários do género: o quadro é lindo, as cores ligam bem e ficava bem em minha casa, mas...
não percebo o que representa ou quer dizer, mas...
se é um pintor consagrado
é porque tem valor e é bom.
:-)

O Filipe não é conhecido mas as suas pinturas também têm arte e a mensagem está lá pronta a ser desbravada e descodificada.
:-)

Acabei de receber uma revista de informática, que assino,
e qual não é o meu espanto quando vejo uma referência a um Browser criado pelo avô de uma criança com autismo, que ganhou vários prémios para este propósito.
Este Browser pode ser um passatempo para qualquer criança, pois inclui um aquário, jogos, vídeos, etc...
http://www.zacbrowser.com/
Depois passo no blog do Filipe para deixar o link.
:-)

Como sempre os teus textos são um espelho da tua bondade.

:-)

bjs Lídia

rouxinol de Bernardim disse...

Literatura da mais pura e original1 Parabéns meu anjo!

Visite www.arteautismo.com disse...

Lídia querida, vim te dar um beijinho e agradecer a todos eles... Vanusa Pantaleão,Å®t Øf £övë,Eugênio C. Brito , Pata Negra, O Profeta , Princesa,Valsa Lenta, Angela Guedes, São, Odele Souza, Maria João, Dr. Mário Relvas,
Bento,Susana, aDesenhar ,rouxinol de Bernardim.
Voces todos me ajudaram muito com seus comentários e sugestões. Suas palavras de carinho e encentivo me fortaleceram.
Voces são um povo muito amigo e hospitaleiro. Estou encantada com todos vós , isto me deu força, estava precisando disso, ando muito desanimada com este descaso com Filipe. Mas um dia vão ver que sua pintura pode desvendar muita coisa e ainda ajudar outros autistas. Beijo para todos e um bom fim de semana meus queridos!
Lídia , este texto me deu gás.
Lídia voce é demais.
Obrigada minha linda.
Mil beijos
Ray

Visite www.arteautismo.com disse...

Lídia, faltou um nome que escrevi errado , o Dr. Mento. Aliás seu comentario este abaixo:
*****************************
No caso do Filipe, os quadros dele têm algo de profundamente intrigante quando se sabe que ele é autista. No fundo, é como se me sentisse tentado a descortinar uma linguagem sem palavras, mas com significados profundos.

Se ainda não o fizeram, exprimentem tentar ler certos quadros dele... e depois verão....

me tocou profundamente.
Obrigada Mento.
Ray

xistosa - (josé torres) disse...

Essa mulher é uma mãe coragem.
Acompanhei seu blog desde que nasceu.
Penso que poderá ver reconhecido o intrépido lutar contra moinhos de vento.

(nem sei como vim aqui ter.
Já se passou mais de um ano do post, mas é sempre presente.
A Ray merece a admiração de todos)
Um abração desta margem do grande "rio " que é o Atlântico)

gaohui disse...

If ordering from an online ed hardy Clothing store, she should either have tried ed hardy sale the garment on in a store somewhere ed hardy or she had better be buying ed hardy UK from a vendor with a great return ed hardy cheap policy. Buying from an ed hardy Clothes online vendor has its risks and ed hardy store they should be understood. The edhardy.com upside is that online stores christian audigier sale tend to have a large selection ed hardy dresses of clothing to choose from. The ed hardy Polos bad news is they can be more ed hardy sandals expensive, or the cost of shipping and handling ed hardy Jackets can offset any cost savings she might have enjoyed