.



POR TREZENTAS E TRINTA E TRÊS MOEDAS DE UM EURO




Fátima Coelho, operária da fábrica têxtil FERSONI foi despedida em Janeiro de 2007, após dois processos disciplinares. Em Abril de 2008 foi reintegrada depois do Tribunal de Trabalho de Famalicão ter declarado o despedimento ilícito.

Na passada quinta-feira, Fátima foi chamada ao Departamento de Recursos Humanos da FERSONI Fersoni para receber o ordenado de Junho. Esperava-a um saco de moedas de um euro, mais propriamente 333 euros e cinco cêntimos, que levaram 30 minutos a contar. A explicação foi a de que o salário estava a ser pago em dinheiro porque Fátima, delegada do Sindicato Têxtil do Minho e Trás-os-Montes, não tinha conta no Banco da Empresa.


À Fátima e a todos os que, duma forma ou doutra, são humilhados quando procuram ver reconhecidos os mais elementares direitos ao trabalho e no trabalho que garanta a sua subsistência, deixo este humilde poema que expressa a minha indignação e que pretende arregimentar outras indignações para que a consciência daquilo que somos não sucumba aos interesses vorazes da indiferença para com os mais frágeis e sacrificados.

Por trezentas e trinta e três moedas dum euro
Foi decretada a tua humilhação.
Um patrão que não suporta a tua altivez
De fronte digna capaz de dizer NÃO
Quer dobra-te à sua pequenez
Incapaz de entender o que é ganhar o pão
Neste universo macabro de surdez.

Trezentos e trinta moedas dum euro o que são?
São dores infindas de quem não se sustenta,
De quem vive morrendo e se aguenta
Mas a espinha não dobra, isso não,
Porque a alma não se compra por tal preço
A quem sempre se opôs à servidão.

Trezentas e trinta e três moedas que envergonham
Se vergonha houvesse em tal patrão.



43 comentários:

Fatyly disse...

Junto-me à tua indignação e é mais uma VERGONHA neste país onde a maioria do povo ainda CALA E CONSENTE TUDO. Esta senhora impôs-se e o patrão não gostou porque com toda a certeza ainda tem resquicios salazaristas.

Parabéns!

Beijos

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA LÍDIA, LER-TE É UM BENEFÍCIO PARA MIM... DE FACTO O CASO QUE CONTAS DEVE SER MAIS UM ENTRE TANTOS... UMA TRISTEZA!!!
ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Maria disse...

Se eu estivesse no lugar da Fátima contava as moedas 10. vezes. Eram menos 3 horas a produzir. Talvez o patrão percebesse...

Como é (ainda) possível???

Beijo

Pascoalita disse...

Bem sei que por um lado é importante que estes factos sejam divulgados, mas a melhor forma de lidar com atitudes dessas, é não lhes atribuir a menor importância.

Perante a indiferença de Fátima, o patrão é que sairia a perder.

Boa semana, nina

jinho

Compadre Alentejano disse...

E o que é que o sr.ministro do Trabalho dirá a isto?
O patrão já lhe paga uma miséria, e ainda a quer humilhar mais...
BASTA!
Abraço
Compadre Alentejano

Vivian disse...

...atos da pequenez humana.

um beijo, querida!

Dr. Mento disse...

Pagou-lhe com 333 moedas de um euro? Menos mal nos tempos que correm - pelo menos, pagou-lhe (e as moedas, ao contrário dos cheques, têm sempre cobertura).

Mais do que a atitude de perseguição a um trabalhador (acto que considero profundamente lamentável), há uma coisa que me arrepia: 333,5 euros de retribuição. Não sei quantas horas Fátima Coelho trabalha, mas espero bem que labore apenas em part-time (e mesmo assim...). Caso contrário, esses 333,5 euros são uma remuneração verdadeiramente vergonhosa, abaixo mesmo do Salário Mínimo Nacional para 2009 (450 euros).

Milu disse...

É lamentável toda essa situação! Na minha opinião, a Fátima devia valer-se da força, coragem e determinação que demonstra ter, para tentar conseguir outro trabalho, ou outra qualquer empresa, porque considero desgastante, absolutamente nocivo para o bem estar físico e psicológico, todos os dias ter de se levantar cedo, sabendo que vai para o antro, o covil, de tamanhas bestas insensíveis! Só isso, a mim, matava-me! Ter de ver todos os dias aquelas pessoas, secava-me a alma! Tendo em conta que o salário de Fátima não é nada por aí além, o risco de mudar é nulo. Mau seria se fosse um alto salário, e a Fátima tivesse por isso, adquirido responsabilidades financeiras, que depois ganhando menos, poderia não ter como honrar. Não sendo assim, tudo vale, para se ver livre dessa angústia. Claro que falar é fácil, mas sofrer assim... acaso é fácil?
Um abraço.

R. Rudoisxis disse...

Só me apetece é chorar, será a frase que mais se ajusta num mundo em que o poder do vil metal permite que se brinque com o suor derramado por aqueles que granjeiam o pão de cada dia e tudo ao abrigo da lei.
Recorda-me o tempo do fascismo e o meu primeiro salário em emprego forçado e obrigatório (militar)e que foram 4 Escudos. Pedi para me pagarem em moedas de cinco tostões e guardei-as até aos dias de hoje.
A diferença é que as 333 moedas, recebidas pos Fátima mal dão para se alimentar condignamente e aos seus durante um mês, enquanto que as 8 moedas de cinco tostões que eu recebi e que conservo nunca as conseguirei gastar durante toda a minha vida, tal o seu [des]valor.
Chocante a atitude. Chocante a prepotencia. Chocante a lei. Chocante a justiça,que não vê neste pagamento uma atitude de escárnio e humilhação a um ser humano e ao seu trabalho, passivel de indemnização. Sem palavras li.

Maria Emília disse...

Assim vai o Mundo. Há que denunciar para melhorar. O nosso esforço irá triunfar.
Obrigada amiga por dar a mão aos abusados pelo poder.
Um grande abraço,
Maria Emília

O Árabe disse...

Justa indignação, amiga! Mas bem sabemos que as moedas estão ligadas aos Judas de todos os tempos. Boa semana, fica bem!

Barbara disse...

A cobiça e o sentimento de "poder" são como um chão movediço.
Certamente a trabalhadora continuará com sua dignidade, enquanto que o patrão continuará sua caminhada de ilusão.
Nem pensa que 1 mínimo inseto, ou micróbio pode acabar com isso em dias, horas, minutos talvez.
É...assim é.

Mar Arável disse...

Ontem e hoje

há quem não se vergue

manuel marques disse...

Às vezes arrogância traz a humilhação e há quem da humilhação levante a cabeça .

Esta mulher merece todo o nosso carinho e apoio.

Abraço.

amigona avó e a neta princesa disse...

Minha querida Lídia é mais um caso de "sacanice" de um "ser humano" sob outro ser humano. Tratam as pessoas sem qualquer respeito e eu nunca sei entender como conseguem dormir...e, como alguém já disse, que raio de ordenado é este, abaixo do salário mínimo (450?)!!! E não, não concordo com a Pascoalita que acha que a melhor maneira é não ligar! Todos têm direito a ser respeitados e aqui respeito é que não houve! Abraço amiga...

peciscas disse...

Também estou contigo nesse grito de indignação.
Infelizmente, 35 anos após Abril, ainda há patrões boçais que se comportam como negreiros do século XXI-

ferroadas disse...

Um país a sério, tem governantes a sério e sérios, assim como patrões a sério e honestos, nada disto tinha cabimento. Eu passava um mês com fome (ou mais), mas enfiava-lhe as moedas pela boca abaixo, ai isso enfiava.

Pata Negra disse...

A Fátima não está só, nem na humilhação, infelizmente, nem na luta, felizmente!
A Fátima vive num país de pequenos ditadores, a Fátima vive numa rua de operários lutadores.
Um abraço para o bonito soneto, dois beijos, um para autora e um para a Fátima e um manguito para o patrão

Zé do Cão disse...

Patrão tão miserável, como o seu próprio espírito.
E este País também ele miserável, está cheio, cheio de miseráveis que tem tais comportamentos.
Do Minho ao Algarve e em todos os Distritos acontecem destas coisas.
É que para ser patrão, não basta nada, nem dinheiro.
E para ser empregado e onde tem uma vassoura à espera é necessário andar uma data de anos a queimar as pestanas.
Obrigado amiga pela denuncia...

Teresa Durães disse...

o pior de tudo é que se aprende na faculdade o métodos de despedir uma pessoa ou de fazer com que essa se despessa

martelo-polidor disse...

Lídia:
dizem que tudo tem um preço...mas, a alma não tem preço... esse é o maior valor intrínseco do ser humano; alguns "pobres" são eternos desalmados.

abraço

elvira carvalho disse...

Comungo da mesma indignação. Há patrões que pensam que ainda estamos na escravatura.
Para a Fátima, muita força que esta não será concerteza, a última humilhação a que será sujeita.
Um abraço

São disse...

A indignação e a raiva que esta vergonha me provoca, só me dá vontade de insultar quem permite estes desaforos!!

Um abraço fraterno, Amiga.

sideny disse...

É triste e revoltante.

Deviam fazer a ele o que ele fez á
Fátima.

beijo

Zé Povinho disse...

Há um tipo de patronato que ainda não consegue viver num estado democrático, mas parece que agora dizer isto não é polticamente correcto.
Abraço do Zé

Peter disse...

Revoltante! Não encontro outra palavra para definir a atitude do "energúmeno".

Å®t Øf £övë disse...

Lídia,
É verdadeiramente incrível, mas deixa-me que te diga que se lhe fizeram isso, e se deram ao trabalho de tal, é sinal de que não a ignoraram, e que ela lhes deu uma verdadeira lição, porque se assim não fosse não teriam tido esta atitude.
Beijinhos.

aDesenhar disse...

Fátima, mulher de armas.
Ainda há quem diga não e resista a todos os atropelos dos "energúmenos" que pululam nesta República das bananas.

bj

heretico disse...

não resisti ao impulso solidário e transcrevi o poema no "relogiodependulo"...

espero que não leves a mal.

grato

beijo

Paula Raposo disse...

Repugnante! Beijos.

Maria João disse...

Lidia

Desde pequena que assisto a cenas de humilhação, de indole diversa e com as mais variadas formas. Algumas são muito subtis, outras mais refinadas, como a que relatas.
Noutro tempo a humilhação, fazia, infelizmente, parte da vida de muita gente que se "habituava" desde criança, à ideia de naturalmente a merecer.
Foi vergonhoso esse tempo!
Hoje temos uma consciência diferente, uma voz que grita e não se resigna.. mas lamentavelmente ainda existe quem, para se afirmar, humilhe o seu semelhante.
Não pode ser digno quem não reconhece dignidade!

Um abraço

Oliver Pickwick disse...

Li no blog do Herético, e, escrevo aqui o o mesmo comentário que deixei lá: de maneira semelhante à espera dos judeus por um Cristo Messiânico, neste caso, o pior de tudo é que não há mais um mínimo de chance da vinda de um socialismo confiável para ancorar as esperanças de dias melhores.
Um abraço!

O Profeta disse...

LAmentável...país...


Doce beijo

Meg disse...

Lídia,

Depois duma ausência forçada - a máquina "pifou"... - aqui estou e, depois de ler o teu post e os respectivos comentários, não posso deixar de realçar que esta é a imagem de uma certa geração de empresários que não vai deixar de existir tão depressa.
Eles são muitos ainda e ainda há muita impunidade para casos como o que é referido.
Triste retrato, minha amiga.

Bom fim de semana

Um abraço

elvira carvalho disse...

Passei. Na ausência de novidades, deixo um abraço e votos de bom fim de semana.

Odele Souza disse...

Que ato vergonhoso o desse empregador. Um patrão que assim age, não tem mesmo o menor respeito pela pessoa que se mostra capaz de ir contar ele, de dizer NÃO.
O teu poema Lídia reflete de forma clara e forte esta situação que nos dá a conhecer.

Mando um abraço - anônimo que seja - para Fátima Coelho que mostrou coragem e dignidade ao se rebelar contra o que ela julga errado. Um abraço pra você Fátima.

Outro abraço pra você querida Lidia.

isabel mendes ferreira disse...

literalmente

sem palavras!



.




p.s.

(obrigada)

MaFa_R disse...

Quando se incomoda os poderes instalados, estes têm de reagir de alguma maneira... e muitas vezes ainda se sujam mais. Mas 333 euros? Dupla sujeira - se foi um mês de trabalho, nem chega ao salário mínimo...

Paulo disse...

a mim não me apetece chorar pois não sou de falsidades nem de falsas piedades.

apetece-me sim é lamentar uma atitude tão humilhante, como a que tiveram com a Fátima.

bom, dinheiro é dinheiro, seja em moedas, seja em notas, e que o mesmo faça muito bom proveito à Fátima, até porque a ela lhe pertence.

boa semana.

Luma disse...

Lídia, por atitude tão vexatória da empresa, Fátima pode, logicamente, recorrer à juízo novamente, tamanha a humilhação. Aqui no Brasil, um caso inverso aconteceu à boca de um caixa de Banco. Uma senhora, juntou moedas para pagar contas e no dia do vencimento o Banco se recusou a aceitá-las, pedindo que trocasse as moedas, pelas ruas do comercio e depois retornasse. Um Banco, vê-se!! Porque ainda produzem moedas e pessoas ordinárias? Boa semana! Beijus

Å®t Øf £övë disse...

Lídia,
Simplesmente deixo-te um beijo.

noticias disse...

McCann Unravels. "Los MCcánn nó són víctimas són verdúgos"

"ENCUBRIENDO EL MALTRATO INFANTIL ABUSOS SEXUALES Y ASESINATO en primer grado" "UN SPSICÓPATA"
Gerry MCcann es pederásta y no le ímporta que sea niño o niña lo que les interesan a los pederastas es su infáncia. LA JUSTICIA CUMPLE SE REHABRE EL CASO . SOS: EL RESCATE, DE MADELEINE (MCCANN) LA NIÑA “INGLESA” RAPTADA EN (PORTUGAL)
"AQUI HAY TONGO"
Madeleine MCcann el gobierno portugues y ministro de justicia mas fiscal y el juez toman una alternativa para los "Mccann" no hay cadaver no hay juicio.El juicio de "Marta Del Castillo" no hay cadaver pero se hace justicia......................
Madeleine MCcann En la primera anestesia la niña se despertó cuando se encontró al padre abusando de ella fue golpeada salvajemente por el propio padre al darse cuenta que no era bien recibido y volvió a ser anestesiada de hay la sangre de la niña de los golpes recibidos recordando en todo momento que estaba bajo los efectos del alcohol de hay el ataque cardíaco. Cadena perpetua para Un Pederasta y pedofilo Fueron los padres los asesinos mas torturaban a la niña. Los McCann y sus siete amigos cenaban cada noche durante sus vacaciones en Portugal, incluida aquélla en la que desapareció Madeleine, aseguraron que éstos bebían entre 10 y 12 botellas de vino, a las que precedían cervezas y cócteles durante el aperitivo mas lo que tomaban durante las comidas . kate y Gerri de profesión médicos anestesiaban a Madeleine puesto que lloraba 18 horas al día con mucha regularidad porque tenían en casa a su maltratador era ese el motivo de su llanto y se combirtio en un suplicio o martirio para el matrimonio causa del asesinato premeditado en primer grado aquí no podía haber ningún accidente por exceso de anestesia puesto que los dos son médicos .Estos asesinaron a su hija con premeditación .Los Mccann tenían deudas de tres mensualidades de su hipoteca de tres mil euros mensuales y las cuentas al rojo y se tomaron unas vacaciones veraniegas mas 40 días sin pagar nada por sentirse el director del hotel responsable de la desaparición de Madeleine total unas vacaciones a lo grande y todo a costas del asesinato premeditado en primer grado. No hay ningún retrato robot que valga basta, basta, de tanta comedia la falsa del retrato robot inventado por Remenber de Rokley portavoz del gobierno Británico y periodista que costo un millón y medio de Euros que tubieron que pagarles los Mccann por limpiar el nombre. La verdad de Madeleine MCcann pinchar en parte superior "Noticias"
Número de Pedido: 200912004686
Estado: Aberto
Data: 29 Dez 09 20:48
Assunto: [Abuse] > [Portal SAPO] > [Notícias]
Nome: levante.111
Email: levante.111@gmail.com
Prioridade: Informação
Operador
DIRÉ PARA MI PESAR QUE BÚSCO DE ÉSTE MÚNDO LA HÓNRADEZ Y DIRÉ QUE ÉSTE COMUNICÁDO ESTÁ YÁ EN PUBLICACIÓN DE MÁS DE 817 BLOGG DISTRIBUIDO POR LA CIUDAD DE ALGÁRVE Y PORTUAL ES DE HÓNRADEZ LO QUE ESTOY PUBLICÁNDO CON EL BLÓGG MÁS ANTÍGUOS QUE HOS MANDÉ EN SU TIEMPO MUCHAS GENTES SE QUEDARÓN EN PÁRO EN ALGARVE Y PERDIDAS DE TURÍSMOS POR CÚLPA DE LOS MCCANNES ARROGÁNTES PREPOTENTES GENTÚZAS SÍN ESCRÚPULOS AMBICÍOSOS PEDERÁSTA Y ASESÍNO CASO MADELEINE MCCÁNN...SÍ MADELEINE MCCANN ESTÁ VIVA PERO EN NUESTROS CORAZÓNES.PORTUGÁL TERRA DE TRABALLADORES Y EMIGRÁNTES QUE SÓN LOS QUE LA HÁN LEVÁNTADO.

Los MCcánn sabén esta publicación.

gracias por el buen recibimiento al creador/a de este magnifico blog y a sus visitantes que tengan un gran año llenos de abundáncias...

gaohui disse...

If ordering from an online ed hardy Clothing store, she should either have tried ed hardy sale the garment on in a store somewhere ed hardy or she had better be buying ed hardy UK from a vendor with a great return ed hardy cheap policy. Buying from an ed hardy Clothes online vendor has its risks and ed hardy store they should be understood. The edhardy.com upside is that online stores christian audigier sale tend to have a large selection ed hardy dresses of clothing to choose from. The ed hardy Polos bad news is they can be more ed hardy sandals expensive, or the cost of shipping and handling ed hardy Jackets can offset any cost savings she might have enjoyed.