.



COM MAIS DE 2,5 MILHÕES DE PORTUGUESES NO LIMIAR DA POBREZA É CASO PARA DIZER: QUEM ME DERA SER CÃO! (MAS CÃO PRIVILEGIADO, ENTENDA-SE).

«Dogspa» é um hotel e campo de férias destinado a cães de qualquer raça ou nacionalidade e permite estadias de um fim-de-semana até férias de dois meses, disse à Lusa a proprietária do empreendimento turístico canino localizado em Pechão, no Algarve.
Os [cães] portugueses fazem preferencialmente estadias de fins-de-semana, enquanto os [cães] estrangeiros costumam ficar mais tempo, um mês ou mais, porque os donos têm segunda residência no Algarve ou Sul de Espanha e quando visitam a terra natal deixam os cães aqui, conta Sandra da Silva, proprietária do espaço.
«Temos muitos ingleses, alemães e suíços residentes no Sul de Espanha que optam por deixar aqui os animais de estimação porque fica a caminho do Aeroporto de Faro e depois seguem viagem para visitar a família», comenta Sandra, afirmando que dois terços dos cães que ali tem são de portugueses e um terço de estrangeiros.
Aos fins-de-semana, o «Dogspa» está sempre cheio e, por isso, é preciso reservar estadia com antecedência, avisa a proprietária, referindo que tem clientes oriundos do Porto e Lisboa que trazem os animais e dão-lhes também férias.
«Tive um cliente que disse: se eu tiro férias porque é que o meu cão também não há-de tirar férias do dono? Isto são as férias deles», recorda.
Com uma diária de 15 euros, o hotel oferece dormitório aquecido com infra-vermelhos no Inverno, desinfecção todos os dias, alimentação com ração topo de gama e passeios no campo, com trela ou em liberdade, conforme a atitude e personalidade do cão.
Há ainda o serviço de «dog-sitting», para o caso do dono ter de se ausentar de casa durante pouco tempo.
Além dos serviços diários, os animais também podem usufruir do centro de treino, banhos e tosquias com uma média de custo de 30 euros, maternidade e assistência a cães em recuperação.
O «Dogspa» tem 26 boxes (canis) onde já pernoitaram cães de água (raça portuguesa), rafeiros, pastores alemães, terriers, labradores, cockers ou rotweilrs.
«Tive aqui uma cadela que estava para ficar dois meses e acabou por ficar quatro porque teve os seus bebés no Dogspa, e outra que chegou a arrastar-se em duas patas com uma hérnia discal no pescoço e depois de muitos exercícios musculares e força de vontade já consegue correr» recorda orgulhosa Sandra da Silva.
O hotel dispõe de três zonas de recreio que permitem que os cães corram, brinquem e convivam.

12 comentários:

NINHO DE CUCO disse...

Os animais merecem o melhor.Mas o melhor para um animal é o afecto e os cuidados sanitários. Esse luxo é uma afronta que põe em evidência o grande (cada vez maior) fosso entre ricos e pobres.

sol poente disse...

É verdadeiramente chocante. Não é que eu não seja pelos animais e ache que eles não mereçam. Agora num País onde metade ou mais dos portugueses não vão de férias.... Convenhamos que é de mais!...

ALEX disse...

Sinto uma tristeza enorme quando deparo com situações como essa. Há pessoas, em Portugal, que mal têm para comer. Velhos que compram salsichas e latas de sardinha embora precisem fazer dieta. Pessoas que desconhecem o que é terem férias.
Coitadinhos dos bichos. Não é isso que está em causa. Mas...francamente!....

NÓMADA disse...

Também para se ser cão é preciso ter-se sorte!..

M.M.MENDONÇA disse...

Há cães e cães. Há os que deambulam pelas ruas famintos. Há os que são atirados como lixo pelos donos quando já não os querem.Há os que são treinados para atacar em assaltos. Há os que são treinados para defender armazéns de droga.Há os que são preparados para combates...etc. E há os ricos. Tal como as pessoas. Só que às vezes dói tanta diferença e tanta indiferença.

GIL disse...

Eu percebo que tenha que haver um sítio com um mínimo de condições para deixar os cães quando se vai de férias. Todavia esse luxo parece-me um exagero. E demonstra bem as clivagens sociais no Portugal que temos.

Boris disse...

Não acho mal haver hoteis para cães com tudo bom. O que acho mal é que haja tantos humanos sem direito a essas coisas.

C.Coelho disse...

Por mim quem me dera ser cão e ter donos que me tratem assim.

NINHO DE CUCO disse...

É triste mas é verdade.Boa postagem!

migvic disse...

Desconfio que a minha gata tem uma vida melhor que eu.

Tiago R Cardoso disse...

Sim senhor, com que então com "hotéis" desta categoria e sempre cheios, ainda me dizem que em Portugal não há dinheiro.

Blue Angel disse...

falar é fácil... quantos destes blogers fazem alguma acção real seja pelas pessoas seja pelos animais?
É melhor saber que todos os anos são abandonados muitos animais nas ruas, animais esses que por fome formam matilhas e entram em espaços onde não lhes é permitido acabando por ferir pessoas? Se não houvesse tanto desprezo pela raça humana ou por qualquer animal, não haveria pessoas a dormir na rua, idosos abandonados em casa ou nos hospitais, ou animais abandonados à sua sorte por um qualquer que não respeita nem o vizinho! Olhem em redor e tenham acções. Tornem-se voluntários de associações de ajuda a carenciados, a idosos ou mesmo a animais... Tornem-se proactivos! Porque no final não sei quem é mais animal, se o humano que leva para casa e abandona, se o animal que não percebe porque foi abandonado.
Por sinal não me parece que nesse hotel para animais os cães durmam em camas como a da foto!
Tenho cães e dou graças à companhia e amizade que me dão...sem cobranças! Ao contrário da de alguns "humanos".