.



VIOLADOR DA NET EM LIBERDADE

Um homem com 27 anos foi detido por, alegadamente, ter violado com violência duas jovens que conheceu na Internet. Os crimes sexuais ocorreram em Braga e em Fafe, nos meses de Julho e Agosto. Depois de ser presente a Tribunal, o juiz determinou que o suspeito ia aguardar o desenrolar do processo em liberdade.
O contacto entre as vítimas, com 24 e 25 anos, e o suspeito foi efectuado através da Internet. «O suspeito chegava às jovens através de endereços que as mesmas deixavam em sites. Depois, marcava encontros na via pública», explicou ao PortugalDiário fonte da Judiciária.
Ao ganhar a confiança das raparigas, o suspeito, sem profissão e residente na Póvoa de Lanhoso, aliciava-as para uma volta de carro, acabando por as transportar para locais ermos daquelas cidades. Uma vez no local, o homem violava as jovens «com violência».
Uma das jovens apresentou queixa directamente na Polícia Judiciária e outra na PSP. A PJ suspeita que existam mais vítimas. «É possível que haja mais jovens violentadas que não denunciaram o crime, já que encontrámos em suporte de papel e digital mais endereços electrónicos de indivíduos do sexo feminino», adiantou a mesma fonte.
As duas jovens foram sujeitas a exames no Instituto de Medicina Legal e o veículo, onde ocorrem os crimes, foi apreendido e sujeito a perícias técnicas. «As vítimas forneceram alguns elementos para identificar o suspeito, no entanto, não foram suficientes. Foi necessário algum trabalho de campo para o localizar. A prova recolhida permitiu a emissão de mandatos de busca e detenção», explicou o responsável.
Após a detenção, o homem foi presente Tribunal e foram-lhe aplicadas as medidas de coacção de proibição de se ausentar da área de residência e de obrigação de apresentações duas vezes por semana num posto policial.
Fonte: Portugal Diário 23-08-2007

5 comentários:

NÓMADA disse...

Bom, trocando isto por miúdos o violador poderá continuar a exercer mas só na área da sua residência.

NINHO DE CUCO disse...

Não consigo entender que não tivésse sido aplicada uma medida de coacção mais gravosa tanto mais que havia indícios de mais crimes. Uns praticados e outros em intenção.

M.M.MENDONÇA disse...

Pois. Se os ladrões têm áreas de actuação os violadores também podem ter. Este só tem autorização para violar nas proximidades.

migvic disse...

È para ser lichando pela população, a malta é que não percebe e não aproveita.

Tiago R Cardoso disse...

Talvez o objectivo do tribunal seja criar um grupo para jogar sueca, este, o homicida em liberdade, só faltam mais dois.