.



SERÁ LEGÍTIMO?

Um primeiro-sargento da Armada foi punido com cinco dias de detenção por ter participado no «passeio do descontentamento» em Novembro de 2006, disse hoje à Lusa o presidente da Associação Nacional de Sargentos, Lima Coelho.
O militar presta serviço na Escola de Tecnologias Navais da Armada, pólo do Alfeite, e cumprirá, a partir de sexta-feira, os cinco dias de detenção naquelas instalações militares, acrescentou.
Lima Coelho afirmou que desde Agosto de 2005 já foram abertos cerca de 50 processos disciplinares a militares, dos quais resultaram perto de 100 dias de detenção, repreensões e um dia de prisão disciplinar, cumprido pelo próprio presidente da ASN.
Lima Coelho afirmou que a acusação que sustenta a medida disciplinar é a participação no «passeio do descontentamento» que os militares realizaram em Novembro de 2006 em protesto contra os cortes na Defesa e em defesa do «cumprimento das leis».
Fonte: Portugal Diário 06-07-2007

3 comentários:

ALEX disse...

Não sei bem mas penso que toda a gente tem o direito de se manifestar até porque se tratava de uma manifestação ordeira.

NINHO DE CUCO disse...

Em minha opinião os militares têm todo o direito em manifestarem o seu descontentamento. Não são pessoas como quaisquer outras?

Tiago R Cardoso disse...

Eu defendo o direito ao protesto e a indignação, de igual modo para todos os cidadãos, ninguém deve ser penalizado por ter escolhido ser militar.