.



LEVANTA-TE CONTRA A POBREZA, SEMPRE!

Ontem foi um dia de festa, porque a festa não é só quando há foguetes e têm lugar manifestações lúdicas. Nenhuma festa é maior e mais prenhe de alegria do que aquela que reúne, no mesmo sentimento, todo um conjunto de cidadãos em torno de uma causa comum.
A blogosfera está de parabéns e o blogue NOTAS SOLTAS, IDEIAS TONTAS, que acolheu com tanto empenho esta iniciativa, está de parabéns. E está de parabéns não pela qualidade que pretendem atribuir ao post de minha autoria, mas porque são uma equipa que sabe acolher e interessar-se pelo exercício de cidadania. Antes de eu postar já o NOTAS tinha ao lado a sua aderência a esta causa.

Posto isto, e porque as mensagens extraordinárias que foram sendo produzidas ao longo do dia exortam a que este dia não morra, vamos pois continuar "enquanto houver estrada para andar" como diz Jorge Palma. Assim, vão ter pois lugar todo um conjunto de iniciativas que proponho que sejam concentradas num único blogue para que não se dispersem, e proponho também que seja o NOTAS SOLTAS, IDEIAS TONTAS a fazê-lo não só porque começou mas porque já conta com uma equipa de 3 pessoas. Aos restantes blogues, e esta é uma ideia que fica no ar, ficará reservada uma partipaçãozinha que iremos definir em conjunto e de acordo com sugestões.

Finalmente, resta-me agradecer as palavras de apreço que me foram dirigidas e que, naturalmente, registei com agrado, bem como a capacidade de opiniões francas e desassombradas que, divergindo das outras, deram um inestimável contributo.

Para todos aqueles que divergiram por considerarem que a caridade é um exercício de elites que humilha os desfavorecidos oferecendo o que lhes caberia de direito, vou dedicar um post com um texto do Padre António Vieira que vai nesse sentido e que demonstra o quanto compreendo essa visão.

43 comentários:

Tiago R Cardoso disse...

é preciso manter o comboio em andamento...

JOY disse...

Olá carissimos amigos,

Foi sem duvida nenhuma uma feliz iniciativa,á que fazer os possiveis para não deixar morrer esta acção ,podem contar com All Night Long para esta e para outras iniciativas que entretanto forem surgindo.

um abraço

JOY

quintarantino disse...

Cara amiga, não tem nada a ver, mas penso que desculpará o atrevimento de depositar aqui as palavras que hoje deixo em comentário lá no recanto a todos os que se dão à maçada de ler e comentar o NOTAS:

Eu, brincando com o pseudónimo que resolvi adoptar, estou "atarantinado".

Comecei, indeciso, com este projecto pelo mero gozo da escrita. E porque tenho um ou outro "bichinho" a roer aqui dentro.

Circunstâncias várias levaram a que só neste meio de comunicação pudesse dar azo à veia da escrita.

Adoptei uma linha de rumo e avancei decidido. Procurando ser equidistante nas análises, mas não me inibindo de as dar.

Umas das críticas mais recorrentes que me têm feito (pelos mais variados meios) é a de que valorizo e destaco essencialmente o que de mau se faz. Especialmente na política.

Costumo responder a brincar que para destacar o bom (que também o há) os políticos têm os assessores.
Não precisam da minha ajuda.
Aliás, já por lá passei e por isso sinto-me relativamente à vontade para o dizer.

Em Agosto tive a primeira prova de que a blogosfera também é um espaço de amizade e solidariedade dado que, na minha ausência em férias, contei com a prestimosa ajuda e colaboração do Tiago R. Cardoso para me assegurar o expediente.

Recentemente, consegui convecê-lo a juntar-se a este projecto.
Almejei ainda unir a minha voz à da Silêncio Culpado.
Foi um enorme passo em frente que se deu neste projecto.

Vieram, os novos autores, enriquecer as perspectivas, as formas de escrita, de temas e de análise.
Provou-se, mais uma vez, que aqui se está mesmo ante um espaço de liberdade. De opinião, essencialmente.

Ontem atingiu-se, até ao momento presente, o ponto mais alto de participações efectivas neste blogue.

Registo esse facto com apreço. Aghradeço a cada um dos que cá vieram que o tenham feito.
Mas muito particularmente que tenham comentado.

Porque é para isso que escrevemos. Para que as pessoas reajam. Se ergam, se sintam motivadas a escrever, a dizer que sim e que não, porque entendem que deve ser desta forma e não daquela.

Não sei se iremos conseguir manter o nível maciço (pelo menos para este blogue) de comentários, mas gostaria que tal acontecesse.
Porque só assim saberemos que estamos a mexer com as consciências.

E que, apesar de tudo, as pessoas sentem que a sua opinião pode marcar a diferença. E que também a política pela política pode ser uma forma de estar, uma arte nobre, pois devia ser através dela que se edificaria um mundo melhor.

Obrigado a todos e voltem sempre. Mas, àqueles que ainda não se atreveram a comentar, aqui façam-no.
Como puderam ver ontem, aqui são todos bem recebidos.
Mesmo aqueles que venham com cantigas de escárnio e mal-dizer.
É que, para esses, e apenas me recordo de um tal Machado, há sempre resposta à altura.

Crítica e denúncia disse...

Com toda a certeza esta estrada vai florir e como sempre a união faz a força e sabemos que temos a luz de Silêncio Culpado guiando o caminho. E hoje vim convidar-te a ver um novo blog que acabo de criar. Tu sabes que criticar política vez por outra sobrecarrega e assim irei neste novo blog descarregar. Ele é mais de desabafo que de poesia, no entanto é suave, o que o "crítica" não é. Aí dou-te a url http://lua-brasileira.blogspot.com
com beijinho e obrigado. Alda

Miosotis disse...

Muito se fala...pouco se faz!
Os jogos de interesses e a indiferença sobem ao pódium e semeiam desilusão em quem espera por algo que não chega.
Não de vós, mas de outros "valores" que mais alto se levantam.
Infelizmente, a vida é mesmo assim!
Beijos mil.

Belzebu disse...

Hoje é um novo dia mas a realidade é a mesma, pelo que a estrada não termina aqui! É necessário agitar as consciências, denunciar, alertar, para que o culpado não seja o silêncio!

Aquele abraço infernal!

zé (do beco) disse...

Olá, obrigado pela visita ao "Rua do Beco".
Estou totalmente de acordo com campanhas de solidariedade (as verdadeiras…) porque a caridade é o clister das almas dos ricos. É preciso despertar consciências, soltar aquele "grito" de revolta e dizer aos senhores do Mundo que há gente privada das necessidades básicas enquanto eles esbanjam no supérfluo. Benefícios fiscais para quem precisa e não para desportistas milionários.
Não sou muito dado a alinhar em politiquices, porque acho que só servem os interesses de quem as produz. O que acho é que a sociedade está meio adormecida com tanta cantiga de embalar que já quase não reage a estas iniciativas. Mais facilmente se convence um português a colocar uma bandeira à janela, em dia de futebol, ou a ir a Fátima a pé, do que a levantar a voz contra as barbaridades que se cometem por esse Mundo fora. Se calhar só mesmo um milagre pode salvar este Mundo…

antonio disse...

Imagina que no meio disso tudo alguém resolve atirar um Gandi pela janela fora…

Escrevi isto noutro blog em relação a esta iniciativa. Por vezes não basta a vontade para que algo aconteça, mas quanso à vontade juntamos a acção... nunca se sabe.

missixty disse...

Já comentei no post debaixo, mas queria aqui deixar os meus parabéns a todos os paritcipentes nesta nobre iniciATIVA!

Fátima disse...

Aqui estou para dar-te os parabéns por esta iniciativa!
Muito Boa!

:-)

Gui disse...

Podes contar comigo. E não concordo quando se confunde caridadezinha com solidariedae. Virei aqui mais vezes. É um espaço que faz falta para despertar consciências. Um beijo amigo

Carreira disse...

urge gritar!!!!!como alguém já disse: até que as gargantas não aguentem mais.
O grito de Eduard Munch é perfeito paa ilustrar o silêncio que temos que quebrar.
Modéstia à parte, parece-me que todos nós, blogueres, o vamos fazendo, cada um à sua maneira e de acordo com as suas capacidades.
Abraço.

Olhos de mel disse...

Sem a menor dúvida, uma bela iniciativa! Qem dera pudéssemos disseminar esse pensamento pelo mundo!... Quem dera que as pessoas de uma forma em geral tivesse esse olhar para o humano, o espiritual!
Se cada um fizer sua parte, ficará menos difícil.
Beijos

O Árabe disse...

Achei genial a idéia de um blog universal, sim. Contem com o nosso oásis!

ruy disse...

Quando, um recente Relatório da UE afirmava "“a parcela de riqueza que é destinada aos salários é actualmente a mais baixa desde, pelo menos, 1960 (o primeiro ano com dados conhecidos). Em contrapartida, a riqueza que se traduz em lucros, que remuneram os detentores do capital, é cada vez mais alta” nóa compreendemos o sentido do novo tratado "reformador"que os líderes europeus tanto ambicionam aprovar sem referendo.E o combate à pobreza uma hipócrisia. Contem comigo para um combate político contra a pobreza.

ruy disse...

Ah, parabéns pelo Blog. Vou ser visita frequente,
ruy

david santos disse...

Tudo o que seja honesto e tenha em mente os mais desfavorecidos, roubados, pela sociedade hipócrita e mentirosa, eu, se mo permitirem, estou lá.
Abraços.

Vladimir disse...

conta comigo para a iniciativa que propuseste. depois contacta-me...

avelaneiraflorida disse...

Silêncio culpado...não!!!

Silêncio SEMPRE ACTIVO!!!!
Bjks

7 Pecados Mortais disse...

Silêncio C., preciso do teu mail para te fazer o convite. Se estiveres on-line envias-me para o artigo o Arguido-Parte II. Depois de te fazer o convite, apago o mesmo para não haver abusos ao teu mail. Tam de ser o da conta do teu blogue. Depois podes apagar esta mensagem. Abraços.

Joshua disse...

Conta comigo, Silêncio!

Ó experiência em pele de como é viver na pobreza,
entre os pobres e os derreados, quando todos os rostos têm a resignação do Fado
mais ancestral: aquele SáurioFado em que o desalento é pai e órfão do desalento!
Ó fomes e ansias de mais, sempre insatisfeitas e sempre desvalidas,
sem nenhuma apoteose de deputados em orgasmos de solidariedade,
abraçante e beijoqueira e ahs e palmas e estremecimentos pele de galinha,
e desfalecimentos companheiros com descontrolo esfincteriano
e o quebrar de ossos de quem oligarquiza o estar na política,
na recepção ao Pobre Pedófilo que regressa a de uma Prisão Preventiva
insuficiente e irreparadora!

Ó contrastes mais contrastes dentro do mundo dos Mercedes que nos mordem as canelas,
que nelas roçam, nas bermas da cidade, numa displicência veloz,
num desafio de «eles são eles, eu sou eu dentro do Mercedes»
sem as canelas expostas nas bermas da cidade voraz.

Ó ainda mais ó, quando dói por demais que o trabalho valha zero,
que valor, saber e mérito andem a servir cafés entre humilhantes grosserias
e exigências de profissionalismo na exigente profissão de ser escravo
de brutamontes e grunhos experimentados,
e se ande a divertir clientes ocasionais que o querem,
ao café que não ao corpo, mais quente,
afinal mais frio,
afinal em chávena cheia,
afinal em chávena quente...

Ó novos ohs de horror e horrendo na moralização reformista
que vara tudo e todos e que vai devorando, expelente,
numa só dentada bulímica os vícios laxistas do Funcionalismo Público,
gerando novos modos engenhosos de se ser escravo
e joguete no Funcionalismo Público.
E assim se dejecta gente
e assim se expelem ónus
que eram a gente precária.

Ó desemprego, meu amor, que te deixas servir a largos sorvos e vais e voltas
e andas sempre a descer dentro das bocas demagógicas de quem Mente e Meneia
a cabeça ministra, nas grandes poses de palanque,
nas grandes cenas do espectáculo promocional da Pescanova,
mas erectas para entrar na nossa carne!
Ó desemprego, como eu te amo e te mordo e conheço e trinco de raiva!

Sermos dois milhões de pobres em Portugal exige haver voz, já!
Sentirmo-nos um só com com os pobres dos demais países exige haver voz, já!
Sermos campeões, nesse mundial, nós, os Portugueses de sempre,
no meio de uma Europa em sentido oposto,
onde não há tal fosso entre ricos e pobres,
onde talvez não se veja a vergonha de um BES, um BCP e um BPI,
a lucrarem obscenamente seis milhões e trezentos mil euros por dia,
enquanto as fortunas dos cem portugueses mais ricos aumenta um terço
enquanto as desigualdades brilham como bosta fumegante
estrume de uma Justiça só Além.

Eu anjo-te, Mundo meu, dou-te a minha mão: aí vai ela deste meu corpo,
infinitos corpos por levantar do chão.

7 Pecados Mortais disse...

Silêncio C., já enviai o convite e apaguei o post que enviaste. Fico comovido e sem palavras por teres aceito este meu convite. Ficas a saber que o meu convite vai no sentido de enriquecer o meu blogue, que acho fraco. Podes ajudar-me a subir os degraus que preciso. Fico contente e podes lançar temas, colocar frases relacionadas com o nome do blogue, etc, tens carta branca. A tua participação fica idêntica à do "Notas Soltas". Mesmo sem saber o que dizer o muito obrigada. Depois coloco um post pela ligação, se quiseres faz o mesmo. Abraços e Beijos.

rosa dourada/ondina azul disse...

Olá silêncio culpado,

Conta comigo, dentro da minha disponibilidade.
Não faço idéia como funciona um blog gerido por vários, mas estou pronta a colaborar.

Beijinho,

David Alves disse...

Pois é...vamos transformar o mundo na medida das nossas possibilidades. Podem contar comigo para o que for necessário.

Sol da meia noite disse...

Pois era bom que tudo se tivesse resolvido ontem, em virtude de ser o dia em que a pobreza é lembrada...

*

ANTONIO DELGADO disse...

Em questões de seriedade e respeito para com todos o desprotegidos e marginados, por esta sociedade, no sentido de poder-mos em conjunto elevar as suas condições, podem contar comigo.

Cordialmente
António Delgado

7 Pecados Mortais disse...

É complicado e hoje não estou muito inspirado, mas cá vai..."Por um Mundo Melhor"; "A Voz de todos nós"; "As causas e as vozes"; "À luz dos nossos olhos"; "Várias causas, várias Vozes"; "Com Alma e Coração"; "Todos Unidos"; "O Império do Bem"; "Vozes Unidas"; "Prendem-nos as Mãos, Soltamos a Voz"; "Corações Unidos"; "A Revolta dos Fracos"; "Sempre Presentes"; "Calados...Não!"; "A Voz Omnipresente"; "Poder de Resposta"; "Lágrimas por Todos"; "Por causas Justas"; "Queremos a Verdade"; "Ninguém nos Silencia"; "Pela Liberdade"; "Pelo que nos Une"; "Vozes sem Fronteiras"; Cara sócia e amiga, diz o que achaste, mas é complicado.

SILÊNCIO CULPADO disse...

"Por um mundo melhor" é o meu favorito deste rol.

O Guardião disse...

Por estes lados há sempre disponibilidade para me bater por causas justas como esta.
Cumps

7 Pecados Mortais disse...

Acho que "Por um Mundo Melhor" poderá ser interessante, no entanto não descartes hipóteses de outros companheiros de Luta. Não há qualquer problema, eu vou publicar no meu a parceria e quando quiseres e poderes, já sabes, publica no meu blogue, sem quaisquer tipo de problemas nos temas em questão. Espero por tal. Abraços e Beijos.

Crítica e denúncia disse...

Nossa ´7 pecados ! Se tu não estás inspirado hoje o que será quando estiveres? Veja que Menina do Rio deu sugestão de "Grito no silêncio" e agora o 7 pecados deu "Por um mundo melhor"
vamos ver os outros que virão e decidir o mais rápido possível para que a idéia não se acomode. Abraço a todos e até amanhã. Alda

ZéRapaz disse...

A ideia é boa, mas se ninguém alapar o cu da cadeira (a ideia) não vai a lado nenhum.
Pelo que aqui li, já se está a ver que a "iniciativa" não vai passar da fase de projecto, tão ao jeito tuga; Quando decidirem passar da vontade para o acto avisem, mas nesta fase e com este andamento não contem com o rapaz até porque escrever de pé não dá jeito nenhum e ainda não tenho kit mãos livres...

Carreira disse...

Sugestão para o título: «Contra a pobreza: marchar...marchar!»

São disse...

Li-a no Poliedro e aqui só o fiz na diagonal. No entanto, se quiser aparecer no meu espaço e trocar impressões, gostarei.
Boa noite!

amigona avó e a neta princesa disse...

Queria deixar-te um abraço de amizade...conta comigo...

Crítica e denúncia disse...

Para responder ao amigo Zérapaz, quarido que bom saber que tu ainda estás de pé pela causa dos miseráveis, grand beijo. Agora vamos entender o processo: dia 17 foi lançado a campanha com o texto de Silêncio Culpado.Dia 18 lançamos a idéia de alongar este assunto e tranformar o texto e a boa vontade de todos em campanha internacional unindo Portugal e Brasil. Dia 19 estamos trabalhando, captando e anotando so nomes dos blogs interessados, silêncio Culpado estùa visitando so blogs e convidando para a campanha eu, estou organizando o material e todos juntos stamos escolahndo o título do blog...você acha que nós sentamos?
Olha, vamos em frente mas dentro das possibilidades de cada um. Eu tenho um bom tempo livre do dia e certas noites vou até a madrugada e você pode acreditar que o trabalho é firme e vai em frente, um dia após o outro. Beijinho e não senta não ! Precisamos de ti de pé. Alda

Crónica disse...

são os nossos castigos, são o nosso pecado...

porque não os tiramos de onde estão, não os tratamos por igual nem sequer sorrimos para eles...

são a nossa lição de vida... nós que temos direito a regalias e eles que morrem por falta de alimentos base...

não me entristeço com a realidade desses filhos de um deus menor, mas sim com a nossa realidade... eles, os filhos de um deus menor, terão sempre o seu lugar a direita do deus maior...

e nós???

AJO disse...

E cada vez ela cresce e cresce... parece que não se consegue controlar... é mesmo preciso levantar...

Agulheta disse...

Olá amigos: Pois se todos derem mãos, seremos fortes para dizer basta! nesta sociedade da treta que só quer saber da marca do carro,onde passaram férias! vamos a luta,contar a caridadezinha,mas sim solidariedade,só essa trás esperança. Lisa

Rafeiro Perfumado disse...

Espero que consigas manter o dinamismo da iniciativa, tens uma tarefa bastante árdua pela frente. Os meus parabéns pela coragem e pela vontade.

C Valente disse...

Bom fim de semana
Saudações amigas

C Valente disse...

nome para o blog, aqui vai 3 sugestões :
- Nobre causa
- Despertar
- Quinhão
Bom fim de semana

Meg disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.