.



A 5ª. LINHA DA PÁGINA 161

O meu amigo Peter, do blogue Conversas de Xaxa, não quis que Silêncio Culpado ficasse fora do desafio de procurar a 5ª.linha da página 161 do livro que estiver mais à mão.

Aqui está a frase silenciosa:


O dia acabava e era a hora de que não quero falar, a hora sem nome (...)

"O Estrangeiro" de Albert Camus

Agora indico as próximas 7 vítimas que, se assim o entenderem, deverão indicar outras 7:

25 comentários:

C Valente disse...

Já fiz a minha parte, bonito agora a sua
Saudações amigas

Pascoalita disse...

Ora bolas! O que mais à mão era exactamente o "Rafeiro Perfumado, a minha vida dava um Blog" mas para grande pena minha, não chega a ter essa pág (Rafeirinho querido, arranja-se um apenso? eheheh)

Ora aí vai então:

- "Tem uma filha que é uma pérola, senhor estalajadeiro."

Contos de Amor, de Hermann Hesse (Prémio Nobel)

P.S. Nem sei como me deixei convencer ... não costumo aderir a estes desafios eheheheh

Cusquinha disse...

Então ... OLá! lolol

"Vê bem como sou pérfida, ..."

Um Amor Feliz, de David Mourão-Ferreira

Adrianna disse...

"No entanto a onda impeliu a nau até chegarmos à costa."

Homero, Odisseia

MissEsfinge disse...

"... saía para o bairro a assistir às discussões assassinas das vendeiras de peixe,"

As Naus, de António Lobo Antunes

Mexicano Portuga disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mexicano Portuga disse...

is a minha contribuição:

"Uma tuberculose abria-lhe cavernas!"

Poesia Completa
1855-1886
Cesário Verde,
publicações Dom Quixote

Maria Clarinda disse...

Execelente a tua frase...um livro que adorei.
"O dia acabava e era a hora de que não quero falar, a hora sem nome (...)"
Jinhos

Betynha disse...

Ai, ai, mete-me em cada uma ...

"... A minha queridinha já não gosta do meu filhinho?... "

Aparição, de Vergílio Ferreira

david santos disse...

Olá, Silêncio Culpado.
O livro que tenho mais à mão é Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea, Carlos Reis, coordenador. A frase que mais gosto na página 165 é:

"Distinguir o poeta Mário de Sá Carneiro e a sua obra enquanto caso exemplar da consciência moderna"

Foi esta a frase que encontrei que mais me agradou.

Parabéns pela iniciativa.

David Santos

Betynha disse...

Ai, ai, mete-me em cada uma ...

"... A minha queridinha já não gosta do meu filhinho?... "

Aparição, de Vergílio Ferreira

Betynha disse...

Ai, ai, mete-me em cada uma ...

"... A minha queridinha já não gosta do meu filhinho?... "

Aparição, de Vergílio Ferreira

Betynha disse...

Ai, ai, mete-me em cada uma ...

"... A minha queridinha já não gosta do meu filhinho?... "

Aparição, de Vergílio Ferreira

Betynha disse...

Ai, ai, mete-me em cada uma ...

"... A minha queridinha já não gosta do meu filhinho?... "

Aparição, de Vergílio Ferreira

Betynha disse...

Ai, ai, mete-me em cada uma ...

"... A minha queridinha já não gosta do meu filhinho?... "

Aparição, de Vergílio Ferreira

Betynha disse...

Ai, ai, mete-me em cada uma ...

"... A minha queridinha já não gosta do meu filhinho?... "

Aparição, de Vergílio Ferreira

Betynha disse...

Ai, ai, mete-me em cada uma ...

"... A minha queridinha já não gosta do meu filhinho?... "

Aparição, de Vergílio Ferreira

contradicoes disse...

Com esta é que eu não contava, porque neste momento não estou a ler qualquer livro e tão pouco posso precisar qual foi o último que li. E porque o desafio é sério, sem que esta minha atitude deva ser entendida como desinteresse pelo mesmo, agradeço que me desculpes e me isentes da sua participação.
Um abraço
Raul

contradicoes disse...

Com esta é que eu não contava, porque neste momento não estou a ler qualquer livro e tão pouco posso precisar qual foi o último que li. E porque o desafio é sério, sem que esta minha atitude deva ser entendida como desinteresse pelo mesmo, agradeço que me desculpes e me isentes da sua participação.
Um abraço
Raul

Peter disse...

Boa escolha da obra: "a terna indiferença do mundo"

António de Almeida disse...

-Já lhe tinha lançado igual desafio há exactamente uma semana.

turbolenta disse...

Também, em tempos, tive de responder a este desafio.
Aliás, até acho ter sido o mais fácil de todos que me passaram.Ando sempre a ler qualquer coisa
bfs

Dalaila disse...

è um excelente livro.

essa hora sem nome.... que roda nos ponteiros.... e assim deslizamos

João Paulo Pedrosa disse...

Em nome dos "Bandalhos", aqui estou a agradecer a passagem da batata quente (aproveitando ainda o ensejo para agradecer o Olá, do dia de Sta Iria de Azóia), mas como somos uns poucos, e abandalhados, o mais certo é nenhum de nós enviar a frase da pág. pedida, uns porque estão a ler livros mais pequenos e por isso se sentem menorizados, outros porque não lêem livros e por isso se sentem minorizados, outros porque só lêem livros infantis, e por isso se sentem menores. A nossa especialidade é mesmo uma piadinha e uma torradinha!

osbandalhos disse...

Eu, um d'osbandalhos, caio fora do agradecimento.