.



ASSOCIAÇÃO GAY DISTINGUE PINTO BALSEMÃO COM O PRÉMIO ARCO-ÍRIS

Francisco Pinto Balsemão, presidente do grupo Impresa (que detém a SIC), foi distinguido com o prémio Arco-Íris da Ilga Portugal, associação de gays e lésbicas. A distinção é atribuída pelos “contributos para uma democracia mais aberta, inclusiva e verdadeira, baseada na valorização da diversidade e na igualdade de direitos.
A nomeação de Pinto Balsemão, de 70 anos, surgiu na sequência de o patrão da SIC ter autorizado um pedido de gozo de férias para uma enlace gay protagonizado por um pivô da casa, Nuno Graça Dias. No passado mês de Março, Balsemão autorizou o gozo dos 11 dias úteis de licença de casamento ao referido jornalista apesar de tal não ser reconhecido na lei portuguesa, por se tratar de uma união entre pessoas do mesmo sexo. O pivô casou em Toronto (Canadá) e gozou 15 dias de férias (11 dias úteis) sem cortes do salário.Por esse motivo, a Ilga reconheceu ao empresário a “honra” de integrar a lista de premiados. Em anos anteriores, a associação distinguiu com o prémio Arco-Íris personalidades de vários sectores da sociedade portuguesa, nomeadamente a apresentadora Ana Marques, as jornalistas Ana Sá Lopes e Fernanda Câncio, o crítico e sociólogo Augusto M. Seabra, o professor Eduardo Prado Coelho (falecido em Agosto de 2007), o sexólogo Júlio Machado Vaz, o argumentista Rui Vilhena e a banda The Gift, entre outros. A cerimónia de entrega dos prémios está marcada para sábado, dia 10 de Novembro, às 18h00, no Centro Comunitário Gay e Lésbico de Lisboa.

30 comentários:

7 Pecados Mortais disse...

É preciso ter coragem para o fazer e o Dr. Pinto Balsemão teve-a. Além da coragem, mostrou uma dose de democracia e respeito de igualdade pelos seres humanos, nomeadamente ao seu pivô. Seria normal em outras circunstâncias despedir este jornalista. Seria normal ser alvo de chacota. Seria normal apontar o dedo. Como dedos há muitos e eles podem estar virados para nós, há que meditar neste tipo de acções. Há que meditar que todos têm direito ao Sol, independentemente da raça, religião ou preferências sexuais. Neste caso particular o Dr. Balsemão conquista a admiração, não só pela associação gay, mas também por mentes que não discriminam as escolhas de cada um. Conquistou a minha admiração e com bofetadas de luva branca vai-se dando o exemplo a uma sociedade que ainda não acordou para certos temas. Sou heterossexual, mas conheço homossexuais e lésbicas. São seres humanos como os outros. Têm as suas vidas, as suas virtudes e os seus defeitos. Tudo depende é da forma como são olhados e aí ainda há muita gente com problemas de visão.

R@Ser disse...

Oi passando pra te desejar uma boa semana e deixarte um beijo.

SILÊNCIO CULPADO disse...

7 Pecados Mortais
Este é um exemplo positivo. Acho que o Dr.Pinto Balsemão teve muita coragem e, ainda mais, sendo de uma família política em que, pelo menos uma parte considerável, não verá com bons olhos o que ele fez pela forte influência da igreja católica. Aliás ele pertenceu sempre à ala mais moderada do PSD e até recebeu, recentemente, um prémio em Espanha pela liberdade (mesmo assim relativa) de expressão que tem praticado nos canais da SIC.
Quando temos exemplos de homossexuais discriminados no crédito à habitação, nos tribunais quando se trata da custódia dos filhos, Pinto Balsemão foi uma pedrada no charco.
E até mesmo receber um prémio dado por uma organização gay, na sede dessa organização, não é pacífico.

Tiago R Cardoso disse...

Diga-se que pelo menos neste caso o sr. esteve bem.

Pena que não seja tomado como exemplo para este país de preconceitos, embora eu acredite que uma grande parte dos cidadãos não se oponham a estas uniões, é claro excepto o Sr. jardim e os seus valores nacionais.

quintarantino disse...

Olha, desta não sabia... e ainda mais surpreso fico pela distinção ter sido atribuída a quem foi... e pela aceitação. Mas estiveram bem.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Tiago
Recentemente o Banco BES recusou empréstimo a habitação a um casal gay. Recentemenet o tribunal retirou, proferindo um despacho insultuoso, a filha a um pai que vivia com outro homem. Também em Espanha foi retirada a uma mãe lésbica a custódia da filha. Não é comum o que fez Balsemão mas é um exemplo a seguir.

herético disse...

então parabéns! gesto louvável. apesar de tudo.

C Valente disse...

Há muito que conheço o Dr Pinto Balsemâo, sempre como um democrata
para mm não é admiração
Parabens Doutor perla corragerm e levantar o pó das mentalifdades tacanhas
Saudações amigas

Keops disse...

Permitam-me que desconfie destes prémios...discriminatórios!
Ok, só os aceito como necessidade de visibilidade do que deveria ser tolerância normal.
Acho que a prática do dia a dia é o melhor exemplo.
Em resumo, enaltecer estas atitudes, não será uma forma de discriminação?

sofialisboa disse...

e por que razão o casamento deles não ser considerado um casamento? ainda bem que existe pessoas assim...mas o caminho ainda é longo para chegarmos á media europeia, vale a pena acreditar...sofialisboa

Fátima disse...

Um bom exemplo, para o preconceito, desconhecia esta situação.

:-) Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

Keops
Eu percebo o que dizes. Não devia haver prémios discriminatórios porque não devia haver discriminação. Mas quando os homossexuais e lésbicas têm sistematicamente os seus direitos diminuídos pela orientação sexual que assumiram, devemos evidenciar exemplos dos que, por deixarem esses preconceitos, estão a assumir uma postura mais evoluída. Não vale a pena determo-nos nas razões que motivam a postura nem propriamente de quem parte. O que conta é a postura em si. E desejo sinceramente não sentir necessidade de evidenciar estes casos. É sinal que se teria dado um passo em frente.

C.Coelho disse...

Um exemplo a seguir. Um homem de coragem e honradez.

NINHO DE CUCO disse...

Seja quem for que demonstre ser um homem sem preconceitos, é sempre bem vindo.

Rafeiro Perfumado disse...

Pena atitudes como essa serem notícia. No dia em que forem banais, aí sim, será uma vitória.

António de Almeida disse...

-Vou apenas comentar o acto do dr. Balsemão, mostrou respeito por uma opção tomada por um seu funcionário, e nesse capítulo esteve bem. O conteúdo deixo para outra altura, porque a minha opinião é demasiadamente técnica, para a explicar num comentário, deixo apenas que sou contra toda e qualquer espécie de descriminação.

C Valente disse...

Passei para desejar boa noite
saudações amigas

Fernanda e Poemas disse...

Olá amiga, passei para deixar-te um beijo.
Fernandinha

Paulo Sempre disse...

Grande HOMEM, Pinto Balsemão. O Artº 13º da Constituição da Republica Portuguesa é claro.
Abraço
Paulo

DS disse...

É bom saber que se estão a dar alguns passos quanto ao respeito da orientação sexual neste país ainda com muuuuuiiitos preconceitos!
Bjos!

Laurentina disse...

Pasmei ...não sabia !
Mas está muito bem . Qualquer tipo de discriminação é abominável .
beijão grande

tagarelas-miamendes disse...

Bravo!
E discordo com aqueles que dizem que foi preciso ter coragem.
Bravo porque essa e a atitude correcta de um cidadao europeu, que vive em democracia e age de acordo com ela.
Lamentavel! Que ainda nos surpreendam atitudes destas.
Nao precisamos de coragem, precisamos de abandonar as ideias retrogadas e colocarmo-nos no Sec.XXI.
Coragem seria tomar essa decisao na Arabia Saudita.
Mas em Portugal? Nao somos nos, um Pais liberal, democratico e Europeu?
Eu acredito que temos muitos "Pintos Balsemao" mas ainda precisamos de muitos mais.

o_cao_que_morde disse...

O Blog O Cão Que Morde fez uma Petição para a obrigação da esterilização de todos os animais de companhia que não pertencem a criadores autorizados.
Assina e ajuda a divulgar esta iniciativa para resolver o problema dos animais abandonados

Miss Vader disse...

O Balsemão ganhou um prémio e aceitou. Muito bem.

sveronica disse...

Pessoas são simplesmente pessoas, independente de sexo, afinal isso só uma condição. Os animais tem sexo e ninguém questiona suas escolhas. Só na cabeça do ser humano é que se cria essas diferenças.

beijinhos

Menina do Rio

Blondwithaphd disse...

Slowly, we'll get there.

JOY disse...

Às vezes um gesto vale mil palavras ,e Pinto Balsemão teve esse gesto ,é de destacar com prémio ou sem prémio.

Cumprimentos

JOY

João Rato disse...

Reconheço a bondade do gesto mas não lhe reconheço a necessidade de "coragem". Este Pinto está numa posição em que lhe é tão difícil fazer o bem como o mal! Fez bem concientemente mas é preciso não esquecer que é Pinto para ter pensado em dividendos! Esta gente não dá sem pensar em receber, pelos vistos começou a receber...

SILÊNCIO CULPADO disse...

João Rato
tens razão. O homem não teve coragem para ir receber o prémio. Delegou no Ricardo Costa.

ALEX disse...

Tudo bem. Mas é um exemplo a seguir por outros empresários.