.



A APROVAÇÃO DO OE E A DECLARAÇÃO DE VOTO DE MANUEL ALEGRE

Manuel Alegre apresentou uma declaração de voto após a votação na generalidade do Orçamento do Estado para2008, em que critica o Governo pela excessiva carga fiscal e por não se preocupar o suficiente com o desemprego.
O equilíbrio orçamental não pode, segundo Alegre, ser um valor absoluto. «De que serve termos um défice de 3 por cento se continuamos a ser o país mais pobre da Europa e o mais desigual a distribuir a sua riqueza», perguntou.
Alegre criticou a proposta do Governo por não combater o desemprego e pela «pressão fiscal muito elevada» que está «a ter resultados negativos na Economia».
Em especial, o agravamento da carga fiscal de pensionistas e deficientes mereceu a sua condenação.

33 comentários:

Gui disse...

Lá tenho que dar razão ao Manuel Alegre. Alguma vez tinha que ser. Um beijo

7 Pecados Mortais disse...

Se a carga fiscal é grande, como se pode ter poder de compra? Os salários em geral não suportam essa mesma carga. Para ajudar o desemprego é o que é!!

osbandalhos disse...

O governo está no caminho certo. Só lhe falta mais coragem para cortar custos.
A única coisa que o governo pode fazer para criar emprego é baixar os impostos. Mas baixar impostos significa menos dinheiro no estado e daí não poder haver aumentos. Mas a borregada que somos todos quer impostos baixos, ordenados altos, férias no Brasil, saúde à borla, gasolina barata, casas baratas, "automóveis caros", pontes aos fins de semana, Algarve, auto-estradas gratuitas e discursos de Manueis Alegres...

JOY disse...

Todos sentem isso na pele , mas infelismente temos um primeiro minstro que continua obsecado com o défice nem que para isso a população Portuguesa tenha que andar toda na rua da amargura .
Tenho simpatia pelas posições do Manuel Alegre porque recusa o papel de carneiro do governo de Sócrates.

JOY

João Rato disse...

Como é possível que os auto-denominados democratas conservem essa regra absurda que é a disciplina do voto?
Não cabe na minha cabeça! Manuel Alegre é um homem coerente e de coragem, falta-lhe consumar num acto essas qualidade: entregue o cartão do partido que está a penhorar a democracia portuguesa!

Marreta disse...

Este deve ser um dos poucos socialistas dignos desse nome que ainda restam no meio daquela pandilha neo-liberal toda.
Saudações do Marreta.

António de Almeida disse...

-Sobre o défice, já escrevi muito, sobre Manuel Alegre, para quem apresenta aquela declaração de voto, tem de se abster, não digo que votasse contra, ao lado da oposição, mas teria forçosamente de romper a disciplina de voto, algo que nem seria inédito em M.Alegre, sendo um dos poucos deputados PS, com peso político para o fazer. Ficou-se por algo, que nem se percebe bem o quê, talvez para aparecer nas notícias.

Henriqueseis disse...

Estou de volta com mais um novo e fresco mito urbano.
Aparece por lá a leitura é agradável .
http://novos-mitos-urbanos.blogspot.com

Henriqueseis disse...

Estou de volta com mais um novo e fresco mito urbano.
Aparece por lá a leitura é agradável .
http://novos-mitos-urbanos.blogspot.com

quintarantino disse...

Há aqui dois comentadores que me tiraram as palavras daponta dos dedos... Manuel Alegre, para começo de conversa, que entregue o cartão para depois dar sequência ao peso eleitoral que volta e meia reivindica; depois, vota a favor mas vem explicar, quase à socapa, que aquilo não se faz, que não é Orçamento? Haja pachorra. Desculpa, Silêncio...

C Valente disse...

A atitude correcta, não é apresentar declaração de voto, mas sim ou se é a favor ou contra , posições destas só demoonstram fraqueza
Saudações amigas

O Árabe disse...

Mais um avez te digo, amiga: Brasil e Portugal parecem ter em comum esses (des)governos...

Tiago R Cardoso disse...

Não seria melhor o Sr Manuel Alegre se decidir de uma vez por todas.

amigona avó e a neta princesa disse...

Sabes também acho que há alguma incoerência mas é preciso falar para as luzes!Beijo...

Keops disse...

Acredito que não é estando fora de qualquer coisa, que se pode mudar. Manuel Alegre foi, é uma referência, uma voz livre, e é dentro do chamado partido socialista que deve estar, se essa é sua convicção.Claro que há as cangas dos partidos. E não são muitos dos que bradam contra atitudes dentro dos partidos, os mesmos que de uma forma também obtusa são tolerantes para um golo irregural marcado pelo seu clube? Há que encontrar o equilíbrio, há que olhar e ver que para além da sombra existe a luz que a projecta.(sou suspeito, assumo. Fui activo participante na campanha de Manuel Alegre para a Presidência,num acto de exercício de cidadania, não vinculado a qualquer partido).

NÓMADA disse...

Manuel Alegre é uma referência nacional e tem todo o direito de ser igual a si próprio.

Peter disse...

"Em especial, o agravamento da carga fiscal de pensionistas e deficientes mereceu a sua condenação."

São sempre os que pagam as favas!

Quem é que os pôs lá? Lembrem-se de aqui a 2 anos e não se deixem enrolar pelo ano das vacas gordas de 2009.

ALEX disse...

O Peter tem toda a razão. A dúvida está em escolher a alternativa.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Defwendo a disciplina partidária e compreendo a disciplina de voto.
Há toda uma crise de valores que se manifesta a vários níveis e com a qual não podemos nem devemos conviver. A lealdade e a solidariedade para com os que partilham os mesmos grupos de interesses, e os mesmos ideais, não pode ser hipotecada seja em nome do que for. Porque, se formos por aí, mergulharemos, cada vez mais, num abismo do qual só ressurgiremos pela violência. Uma sociedade tem que se sustentar na base da ética e dos valores. Manuel Alegre, ou qualquer outro, tem que reivindicar dentro do partido a discussão aberta e frontal das linhas de orientação que estão em jogo.E, caso não o consiga, deverá entregar o cartão e criar outra força política que esteja mais identificada com os seus ideais. Agora enquanto PS deve disciplina partidária e acho que, nesse aspecto, MA até tem pisado demasiado o risco para continuar no partido.
Finalmente, e porque não quero ser injusta para com este leão da luta por um Portugal melhor, dou-lhe o benefício da duvida quanto ao receio de abandonar o PS e deixar de contribuir para que, através da sua voz crítica, o PS seja mais de esquerda.

C.Coelho disse...

O Manuel Alegre é um lutador nato e considero que o que ele faz é correcto. Vota no OE para não criar instabilidade governativa mas não deixa de fazer ouvir a sua voz conforme a sente.

Keops disse...

"Silêncio Culpado" Essa questão em análise acerca do Ma foi muito debatida logo após as eleições presidenciais. Em meu entender o MIC não deu continuidade ´`a fantástica oportunidade que foi aquela manifestação cívica. Mas estamos na sociedade que temos, tudo tem de ser à nossa dimensão. Eu me confesso daqueles que acreditam que "há sempre alguém que resiste, há sempre alguém que diz não".
Mas também tenho consciência do quase anacrónico que isso é...nestes dias!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Keops
Vou-te confessar uma coisa: sinto falta desse movimento. Não fiz parte do MIC nem votei Manuel Alegre. Porém, nos dias de hoje, e fazendo um balanço ao que vejo, sinto falta de um partido nessa área de intervenção.
Muito sinceramente.

ALEX disse...

Manuel Alegre é um homem com fibra, um vozeirão que faz falta para acordar a malta.

Zé Povinho disse...

Criticou mas votou a favor.
O respeito pelos que o elegeram exige mais, muito mais. Podia começar por não aceitar a «disciplina de voto», que o seu partido tanto critica nos outros mas não hesita em impor aos «seus deputados» (?).
Abraço do Zé

Boris disse...

Há sempre alguém que resiste. Há sempre alguém que diz não.

GIL disse...

Cada um tem a sua opinião. Em minha opinião o homem tem coluna vertebral e das melhores.

Sophiamar disse...

Alegre igual a Alegre. Uma voz que não se calará.

Beijinhos

M.M.MENDONÇA disse...

Estou a ver que Alegre incomoda muitos gajos do PS. Aqueles Sócretinos que optaram por apoiar Soares e apanharam a banhada que apanharam. Por pouco Alegre não vencia Cavaco. E é disso que os gajos têm medo. E é disso que o acusam. Cobardes!

NINHO DE CUCO disse...

Cada cabeça sua sentença. E, efectivamente, os espaços de opinião são exactamente isso. Depois de todos estes debates resta-me acrecentar a minha simpatia e solidariedade para com Manuel Alegre e exprimir o quanto respeito a posição que tomou.

C Valente disse...

Bom fim de semana
Saudações amigas

Carreira disse...

Olá!
A sua ideia de colocarmos a notícia do não pagamento dos vencimentos aos professores das AEC parece-me excelente.
Vamos a isso!
Abraço,
José Carreira

Carreira disse...

VENHO DIZER QUE PARA MIM ESTÀ TUDO BEM: O QUE INTERESSA È DIVULGAR!

NuNo_R disse...

Há muito que este PS não é o PS de M.Alegre.
Não sei porque ele ainda se dá ao trabalho de lá andar.
Mas uma coisa é certa, enquanto ele andar a deambuçlar pelos "passos perdidos", muito têm os portugueses a ganhar...

bjs