.



O SILÊNCIO CULPADO EM 2008


Cumpridos 7 meses de existência em que procurou evidenciar notícias que, entendeu merecer uma atenção especial, o Silêncio Culpado foi atraindo milhares de visitantes e comentadores que deram contributos inestimáveis e palavras de apreço que nunca esquecerei.

Porém, a evolução dos acontecimentos aconselha novos desafios. Assim, no próximo ano, o Silêncio Culpado, dentro da mesma linha editorial que consiste em romper um silêncio que seria culpado pela conivência, vai procurar aprofundar temas que exigem investigação e reunião de contributos diversificados.

O primeiro dos temas a ser tratado será o da igualdade de oportunidades.

A igualdade de oportunidades é um direito consagrado na Constituição da República Portuguesa mas será que existe de facto? Será que as nossas instituições têm capacidade de resposta para este desiderato? Será a escola reprodutora das desigualdades ou contribuirá para o seu esbatimento? O filho de uma família de fracos recursos e/ou estigmatizado terá as mesmas oportunidades de percurso escolar que, por exemplo, os filhos dos quadros ou de altos dirigentes?


Em situação de desemprego qual o papel das qualificações e competências versus a influência e poder económico das respectivas famílias de enquadramento?


Estas respostas serão dadas ao longo dos vários posts que serão publicados de 2 em 2 dias ou de 3 em 3 e que contarão, para além duma investigação documental, com contributos de especialistas em diferentes áreas: professores, sociólogos, psicólogos, etc. Estas visões serão complementadas com histórias de vida e testemunhos reais de representantes de determinados grupos: mulheres, crianças, velhos, outras etnias, pessoas com deficiência, toxicodependentes, filhos de toxicodependentes, reclusos, filhos de reclusos, sem-abrigo, homossexuais, alcoolatras, etc.

Esgotado este tema, que é multivariado e com várias vertentes de análise, o tema que se lhe seguirá nada tem a ver com este mas é também duma importância central: os transportes.


Os transportes são estruturantes da economia, determinantes nas políticas de território e ambiente. Os transportes influem nas assimetrias regionais, na competitividade das empresas, na mobilidade das populações, nos impactos ambientais, na sinistralidade e no desenvolvimento global do país. São vários os modos de transporte em concorrência: marítimo, fluvial, aéreo, ferroviário e rodoviário. Quais as vantagens e inconvenientes de cada um deles? O que é o TGV? Qual a importância do TGV para Portugal? E o novo aeroporto?


Finalmente importa perceber por que razão escolhi estes dois grandes temas. É que, além da sua importância, tenho formação e experiência em duas áreas distintas: sociologia e transportes. Na primeira desenvolvi trabalhos de investigação académica e voluntariado e na segunda, a formação em marketing e comunicação empresarial levou-me a trabalhar com a grande indústria e transporte de carga. Desenvolvi, também, trabalhos académicos sobre economia do território e do ambiente.


Nada disto me faz uma expert nestas matérias mas pelo menos penso ter alguma sensibilidade para organizar e orientar os contributos. Os convidados serão aqueles que pela formação, experiência profissional ou vivências específicas, sejam uma mais valia para o aprofundar dos temas.


A duração de cada um dos tema será aquela que o próprio tema o aconselhar até que se considere esgotado.


Todos os visitantes que quiserem contribuir para estes debates poderão contactar-me através do seguinte e-mail: lnsoares@aeiou.pt

51 comentários:

avelaneiraflorida disse...

Querida Lídia/Silêncio Culpado

os desafios são importantes e todos esperamos que eles se concretizem!!!!
Continuação de BOM TRABALHO!!!!!
Bjkas!!!!

Silvia Madureira disse...

Tenho que dar os meus parabéns!

Consciencializar as pessoas para os grandes problemas sociais pode não melhorar muito...mas no mínimo pode melhorar a mentalidade de uma pessoa e se conseguirmos isso já é bom...porque mudámos alguma coisa.

Pior...é quando nada se faz e se assiste a uma degradação crescente de tudo o que nos rodeia desde seres humanos a natureza...isso é sinal que morremos por dentro e já nem nos importamos com o que está por fora à nossa volta...

Temas interessantíssimos...muito teria a dizer sobre as desigualdades como professora...algumas coisas infelizmente nem poderia dizer porque nós vivemos num país teoricamente democrático no qual não se entende muito bem o que é democracia...

Parabéns e obrigada pelas tuas palavras de incentivo...é muito bom ouvir...fica mais forte a minha alma...

um abraço de quem sabe não ser santo nem perfeito mas de quem procura ser melhor através de cada observação que faz no dia dia.

Sophiamar disse...

Estás de parabéns! Não te limitas apenas a levantar as questões, dás o teu contributo para ajudar quem de ti precisa. Um blog de interesse público que não dispensarei enquanto puder.

Beijinhosssss

Marreta disse...

O próximo ano promete!
São dois temas que irão certamente dar muito que falar.
Eu por cá andarei, se os meus 200 anos assim o permitirem, e tentarei dar o meu modesto contributo, principalmente nos que aos transportes diz respeito, pois é também a minha área profissional há muitos anos.
Saudações do Marreta e votos de um 2008 muito produtivo e feliz.

Espectadora Atenta disse...

Os mues parabéns!
É um acto nobre e um exemplo a seguir por todos nós!
Assim começo a acreditar que é possível mudar alguma coisa...
Um grande bem haja para ´ti!
Aproveito esta oportunidade para desejar um excelente ano de 2008 para ti!

Um grande beijinho,

Marreta disse...

Caros concidadãos blogosféricos,


ano novo, vida nova.


Dentro do espírito fraterno que nos une, o Marreta, juntamente com uma comissão de festas independente a eleger, propõe-se organizar um repasto-regabofe-farra gastronómica de confraternização, troca de ideias, ideais, e puro convívio degustativo e copofónico.


A localização do evento será escolhida com o acordo da generalidade dos comensais, no entanto o Marreta poderá desde já adiantar dois menús possíveis que de certo irão ao encontro dos diferentes gostos pessoais:


MENÚ 1:


- HORS D'OEUVRES:Pâté au trouffes
- SOPA: Consumé de perdiz
- PRATOS: Chateaubriand, Tornedó au molho de Bérnaise
- VINHO: Bordeaux tinto 1935
- SOBREMESA: Creme de frutas e cassis
- Café
- Whiskye Cardhu 50 anos


Preço: 100 euros/pax




MENÚ 2:


- ENTRADA: Pézinhos de coentrada, salada de orelha de porco, torresmos, azeitonas e tremoços
- SOPA: Caldo de beldroegas
- PRATOS: Grão com mão de vaca, Feijoada à Transmontana, Jaquinzinhos fritos com arroz de pimentos
- VINHO: Tinto a jarro, branco à pressão (origem e ano desconhecidos)
- SOBREMESA: Fruta da época, Baba de Camelo
- Café
- Bagaço caseiro, aguardente de medronho directamente do produtor


Preço: 9,50 euros/pax




Agradece-se a quem estiver interessado em comparecer que confirme o mais antecipadamente possível (através da caixa de comentários do blog), pois devido à previsivel enorme afluência, a reserva do restaurante terá que ser feita com alguma antecedência.


Aceitam-se sugestões de locais, restaurantes, ementas, datas e tudo o que por bem contribuir para o sucesso da grande farra.


A bem da blogosfera,
o Marreta.

Boris disse...

LLídia/Silêncio
Isso é um projecto e pêras.És a minha heroína. Vou estar atento para ver e, quem sabe, para participar.
Bom Ano de 2008

Sol da meia noite disse...

Aguardo pois tudo o que o Novo Ano de 2008 possa trazer ao Silêncio Culpado...
Agradeço, de coração, as palavras deixadas do Sol... obrigada. Significaram muito.
Desejo que em cada dia do Novo Ano, o silêncio ganhe voz... que ecoe...

Xi-coração

Laurentina disse...

Que máximo as tuas fotos...
Adorei os teus familiares de 4 patas.
Magnifico

beijão grande e tudo de BOM para o proximo ANO

Carminda Pinho disse...

Já pertinho do final de 2007, venho
desejar-te o melhor para o ano de 2008.

Beijinhos

Oliver Pickwick disse...

Olá, Lídia! Mais um tema fundamental. A sobrevivência das grandes metrópoles (um erro histórico, permitir chegar aonde chegaram) depende fundamentalmente do seu sistema de transportes.
Sem os devidos meios de transportes, democráticos e eficientes, cidades como São Paulo, Pequim, Tóquio, Nova Iorque, Cidade do México, dentre outras, estarão condenadas - no futuro, a uma retumbante decadência, e pior, trazendo todas as mazelas originárias desses fracassos: desemprego crônico, crime, fome, profusão de moradias miseráveis e segregação.
Continue esse bom trabalho.
Beijos, e feliz ano novo!

tagarelas-miamendes disse...

Quero agradecer-lhe as palavras simpaticas que deixou no meu blog e aproveitar para lhe dizer que e' um dos meus blogs preferidos e que fico `a espera do novo desafio.

amigona avó e a neta princesa disse...

É por isso que tens um lugar especial no meu coração!!!Amiga Lídia cá fico à espera...não percebi muito bem se tenho que mandar email?! Beijos amiga...(já foste ver ALGUNS dos meus meninos?)

Silvia Madureira disse...

sildav@sapo.pt

para qualquer eventualidade

excelente ano!

bluegift disse...

Já vi que bons projectos que avizinham. Bom 2008 e um grande Abraço!

Pena disse...

Brilhante e talentosa amiga:
Possui um discrenimento majistral.
Um aconselhamento deslumbrante.
É destemida no que quer e deseja.
Parabéns pela terna e "forte" convicção como se expressa. Adorei! Excelente!
Desejo um 2008 repleto de felicidade.
Beijinhos puros de amizade sincera.
Com estima e elevada consideração
Respeitosamente

pena

Fátima disse...

Olá amiga,

Grandes desafios que propões! Estarei atenta e participativa!

Quero agradecer-te por seres como és e nos ensinares a pensar nesta vida confusa.

Desejo grandes sucessos para 2008!

:-) Beijo com amizade

Rafeiro Perfumado disse...

Temas interessantes, sem dúvida, já vi que 2008 vai ser sempre "a abrir"!

Beijoca e um bom ano para ti!

Teresa Durães disse...

(não sabia que eras uma mulher,não que isso importe)

Sobre igualdade de oportunidades tenho o meu quinhão de experiências. Por ser mulher, por ter filhos, por ser bipilar e ficar de baixa. Por ser funcionária pública e dizerem-me na cara que não faço nada.

Como bipolar fui descriminada várias vezes. Apesar de muitos psiquiatras não entenderem como doença, é considerada uma doença mental.
Como bipolar até esquecem que sou mulher e tenho filhos para descriminar. Acusam-me de falta de lucidez (o que é inteiramente falso), não aceitam a minha opinião (os loucos não as têem) e muito mais poderia acrescentar.

Enfim...

Mesmo no ano que se diz de Igualdade de Oportunidades.

Como disse um psiquiatra onde andei a doença mental é má no sentido que ninguém protesta contra a descriminação. Vêem-se de homossexuais, por causa do cancro e outras. Não se houve que os psiquiatras fazem greve.

Têm de ter sempre disponibilidade e não é fácil.

Bom ano

O Viriato disse...

Palavras para quê é simplesmente um espaço de LIBERDADE e de AUTENTICIDADE. Faço diariamente várias visitas embora nem sempre deixe pegadas...
Bom ano e obrigado pela simpatia

Olá!! disse...

És de facto uma pessoa especial...
Oxalá o mundo em 2008 se transformasse em algo que exibisse os teus valores...
Um beijo grande

Mocho-Real disse...

Sim senhora, bonita e ambiciosa folha de encargos!

Bons êxitos na empreitada!

Saúde, paz e harmonia para os próximos tempos a que a vontade dos homens decidiu chamar "ano"!

Um abraço.
Jorge G. d'O Sino e d'Os Bigodes do Gato

Ruvasa disse...

Viva, Silêncio!

Cá fico na expectativa de 2008.
Muito há para explorar, nesse campo.

Grande abraço

Ruben

ALEX disse...

Lídia/Silêncio Culpado
Não tenho dúvidas sobre as tuas grandes capacidades. Para quem te conhece e conhece os trabalhos que tens feito com grande mérito, não tem dúvidas sobre a qualidade do projecto a que te propões. Sabes quem sou e sabes que podes contar comigo nas áreas de intervenção que irás trabalhar.
Um beijo deste sempre amigo

C.Coelho disse...

Silêncio Culpado/Lídia
Tu és uma mulher linda por dentro e por fora. Também és muito determinada, competente, culta e interessada. São elogios a mais mas não estou a dar graxa porque te conheço.
Estou disponível para colaborar nos teus projectos com as informações que forem pertinentes.
Beijinhos

Tiago R Cardoso disse...

Muito bem, fico a aguardar pelos desenvolvimentos deste bom projecto.

Força Lídia, como sempre aqui estou para contribuir para o que for preciso.

René disse...

Silêncio/Lídia
Se conseguires levar a cabo (e acredito que sim) esses projectos a que te propões consegues dar uma pedrada no charco na blogosfera. Há muita especulação e desejos de protagonismo e a seriedade de certos trabalhos perde-se um bocado por causa disso. Precisamos de trabalhos originais obtidos a partir de realidades concretas e com preocupações de rigor.
Opinar por opinar é só opinar.

Joseph disse...

Lídia
A igualdade de oportunidades não existe, como tu deves saber. É um direito humano que não é cumprido e os lugares de topo não são preenchidos pelos melhores nem pelos mais capazes mas por aqueles a quem o nascimento e condições de vida deram oportunidades para lá chegarem. Claro que há excepções que confirmam a regra mas que não passam disso mesmo: excepções. Se este tema for bem agarrado, e para o ser vai dar muito trabalho, vai ser um tema muito, muito interessante. Boa sorte para o projecto.

Alice Matos disse...

Muito interessante o teu projecto... Como professora do 1º ciclo estou especialmente sensibilizada para o primeiro tema... Força... encontramo-nos pelo caminho...

Passei para deixar um beijo muito grande…
…e desejar um 2008 cheio de coisas boas… daquelas que nos ajudam a crescer como gente…

AcidoCloridrix disse...

Aqui venho desejar que em 2008 dês muitas cambalhotas, e boas,,, com muito prazer e amor,,, e desfrutes tudo de bom,,, pois se tal conseguires é sinal que tb terás saúde a rodos,,,,,, HCL

NINHO DE CUCO disse...

Silêncio Culpado
Para vencer é preciso acreditar. E é preciso acreditar com força e sentir que há outras sensibilidades que nos reforçam. Acredito, solidarizo-me e luto para que situações de injustiça social sejam erradicadas. E é com essa força que te digo: o Ano de 2008 vai ser melhor e gratificante para ti nas suas compensações. Bom Ano de 2008!..

Mac Adriano disse...

Então força e bom ano de 2008.

NÓMADA disse...

Feliz Ano 2008!

Carol disse...

Vejo que em 2008 terei que te visitar mais assiduamente.
Parabéns, desde já, pela vontade real que tens de ajudar à mudança deste país.
Quero-te desejar um excelente 2008, cheio de vitórias, conquistas e sorrisos. Tudo de bom!
Beijinhos.

GIL disse...

Lídia /Silêncio Culpado
Gosto de te tratar por Lídia porque tu és tudo menos Silêncio e ainda por cima Culpado. Tu procurar que não haja Silência sober factos que devem ser questionados.
Vais dar início a uma aposta d epeso que julgo ser bastante convidativa ao esclarecimento que deve ser feito sobre uma matéria tão sensível que inscreve toda a vida de qualquer pessoa: a igualdade de oportunidades. Como sabes trabalho na AI e estou disponível para te prestar o apoio que considerares de interesse para o teu projecto.

Sheila disse...

Lídia
Estou aqui com o Gil a fazer as cartas e contactos do costume e fiquei muito contente que por teres enveredado por um projecto mais consistente.
Vale a pena fazeres um trabalhado sério e aprofundado e tu és capaz de fazê-lo com distinção. Por isso força. Nós estamos aqui para te ajudar.
Beijinhos

Cöllyßry disse...

Neste virar de Ano…
Que se rasgue a venda do olhar
E seja mostrado o caminho
Para a Eternidade...

Desejo que...Neste Ano que entra

As pedras que atrapalham o caminho
Sejam varridas de vez
E possas caminhar sem sobressaltos…

Doce meu beijo

Maria Luar disse...

Vim desejar-te um bom Ano Novo
Saúde em quantidade
Alegria para o ano inteiro
Amor de qualidade
E também algum dinheiro

Abraço

*
xi

*

M.M.MENDONÇA disse...

Lídia
Que a força que te anima nunca se perca e que os teus passos sigam no caminho da luz para onde se encaminham.
É com grande expectativa que estou a aguardar o desenrolar desse teu projecto.

Louise disse...

Lídia
É um projecto e tanto se for bem conduzido. As pessoas falam, falam mas as verdades ficam sempre escondidas. A igualdade de oportunidades está muito longe de ser conseguida e o que é pior é que acredito que nem sequer se caminhe nesse sentido. É um faz de conta.
Beijinhos e bom ano de 2008

Um Momento disse...

Parabéns por este teu espaço
Obrigada pelo companheirismo, a presença e desejo eu tudo de muito BOM
Que o novo ano te sorria e te realize o teu maior sonho
Beijo muito agradecido por tudo e um ...
Feliz 2008!!!

(*)

A Lei da Rolha disse...

Passei por este magnífico espaço para te desejar as melhores entradas neste novo ano que se aproxima!

Metamorfose disse...

Mais uma vez estás de parabéns por este espaço, onde dás voz às injustiças e aos mais desprotegidos, por cá vou continuar a voltar e a contribuir no que me for possível. Para ti que conheci e aprendi a gostar, desejo-te um Feliz Ano de 2008 com tudo de bom e especialmente não te falte saúde, paz e amor. Beijinhos

sol poente disse...

Bom Ano de 2008!

SILÊNCIO CULPADO disse...

TODOS OS VISITANTES que me estão a enviar por mail a sua disponibilidade para contribuirem no tema "igualdade de oportunidades serão contactados.
Nos primeiros posts apresentarei a estrutura do trabalho.

Mais uma vez bom ano a todos.

Carreira disse...

Uma só palavra: BRAVO!!!

quintarantino disse...

Vejo que a amiga já tem tudo devidamente programado. E organizado. Muito bem.

Vim também propositadamente para te desejar um Próspero Ano Novo. Faço-o em meu nome pessoal, em sinal de reconhecimento pela amizade e estima.

René disse...

Feliz Ano de 2008. Um Ano com saúde, paz e amor e pleno de realizações.

Louise disse...

Um Ano de 2008 feliz e que te traga tudo o que procuraste em 2007 e não encontraste.

Sheila disse...

Já te enviei o mail em que me identifico e dou as minhas coordenadas para possíveis contribuições no teu trabalho.

Mário Relvas disse...

Fim do ano de 2007. Estamos em 2008.
Gostei muito do espectáculo - isto é uma espécie de fim-de-ano - na RTP1, protagonizado pelo "Gato Fedorento".
A irreverência e a humildade, de mãos dadas, brilharam.
Que este ano seja maravilhoso para todos vós, sem qualquer excepção.
Sonhem, porque o sonho comanda a vida. Sonhem amor, sonhem fartura de amizade e de beleza, de virtude entrelaçada em coisas insignificantes, mas, em permanente busca do caminho da boa vontade, e, em prol do bem-estar das populações de todo o mundo.
Que as ideias de cada um, não turve a amizade, e que, reciprocamente nos aceitemos, nas diferenças da vida, nas opiniões, nas certezas cheias de nada.
Só juntos poderemos melhorar o mundo.
Caminhemos... sonhando!