.



IGUALDADE DE OPORTUNIDADES VERSUS POPULAÇÃO IDOSA

Depois deste curto intervalo, o Silêncio Culpado voltará ao tema igualdade de oportunidades e, desta vez, para falar da população idosa e da qualidade de vida na 3ª.idade.

Para além das contribuições, que irei anunciando, o tema vai sendo acompanhado por José Carreira, co-proprietário do Silêncio Culpado e mestrando em "A qualidade de vida na 3ª. idade".



Mas antes de passar ao 1º. texto quero responder também ao desafio da minha AMIGONA de Instantes de vida - http://amigonasempreblogger.blogspot.com e anunciar as canções/cantores que mais em atraíam na minha juventude.
Pois, amiga:


The Beatles


Charles Aznavour


Tom Jones


Cliff Richard


Luciano Pavarotti

48 comentários:

joshua disse...

Belas escolhas! Subscrevo inteiramente.

Gui disse...

Tudo rapazes do meu tempo.

Louise disse...

Um bom tema e muito oportuno.
Esses cantores que indicaste são sempre actuais.
bjs

amigona avó e a neta princesa disse...

Todasminhas, minha amiga! Todas!!! Beijinhos...

O Árabe disse...

Belas escolhas, sim.. ao menos, na minha opinião! :) Boa semana, amiga.

O Árabe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Teresa Durães disse...

hoje em dia já se fala na quarta idade, a dos "mesmo" idosos. Não os recém reformados. interessante o modo de encarar dividir

Teresa Durães disse...

P.S não acredito na igualdade de oportunidades (como se faz hoje em dia)

Mário Relvas disse...

Parabéns pelas escolhas!

Grandes expoentes da música mundial!

A Igualdade de Oportunidades em Portugal é um mito.Tanto para os seres Diferentes, como para as suas famílias entaladas na dura realidade da indiferença a que são votados.

Convido-vos todos a lerem o post que está no Aromas de Portugal:

"AUTISMO DE QUEM?"

saudações amigas
PS: Parabéns pelo blog solidário.
A Solidariedade não pode ser uma palavra vâ!

musqueteira disse...

... há música em silêncio culpado!
já na população idosa...não há igualdade de oportunidades.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Joshua
conto contigo para animar o debate.
Abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

GUI
É verdade, referências de grande peso.
Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Louise
Este tema é cada vez mais oportuno porque a população mundial está a envelhecer e temos que olhar com outros olhos para esta realidade.

Bjs

SILÊNCIO CULPADO disse...

Amigona
Conto contigo, de formaespecial, para o acompanhamento deste tema,

Bjs

SILÊNCIO CULPADO disse...

Árabe
Meu amigo, tenho estado um pouco ausente, porque apanhei uma valente gripe. Mas vou voltar aos teus maravilhosos textos que recomendo vivamente a todos os visitantes.

Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Teresa Durães

Todos os Países, que subscreveram a Declaração Universal dos Direitos Humanos, têm obrigação de respeitar, proteger e fazer cumprir os princípios nela enunciados. E a igualdade de oportunidades é um desses princípios. E Portugal um dos Países que a subscreveu.
Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

Mário
A Igualdade de Oportunidades não pode ser em mito em Portugal, meu amigo. Veja o que disse José Sócrates no ano 2007 (Ano Europeu Para a Igualdade de Oportunidades):

"A verdade é que a desigualdade de condições e as diferenciações negativas em todas estas matérias representam não apenas um grave erro moral, mas também um grave erro social, económico e cultural que nenhum país democrático se deve e se pode permitir.
É certo que a Humanidade está hoje dotada de importantes Cartas de Princípios Universais e de Direitos Humanos. E isso constitui um enorme avanço civilizacional. Mas também é verdade que, na prática, as discriminações e as violências contra os que se encontram em posições de maior fragilidade continuam a verificar-se em níveis absolutamente incompreensíveis e inadmissíveis.
É por isso que é urgente corrigir estas graves disfunções sociais. Sem dúvida. Mas elas só poderão ser devidamente corrigidas, através de uma firme vontade política e através de concretas políticas públicas activas, uma vez que as sociedades, como sabemos, não dispõem de mecanismos automáticos de correcção destes desvios ao princípio democrático da igualdade de oportunidades. Não! Não é a mão invisível do mercado que poderá corrigir automaticamente, sem nos darmos conta, estas desigualdades de oportunidades.
É por isso que se torna necessário promover iniciativas legislativas específicas, planos nacionais de promoção da igualdade de oportunidades, quadros financeiros de apoio transversal às iniciativas sectoriais de promoção deste princípio, programas de educação e de sensibilização para os nossos valores sociais fundamentais."

Extracto do discurso de José Sócrates no encerramento da Conferência do Ano Europeu-2007 para a igualdade de oportunidades.


Nós temos que pedir responsabilidades aos nossos governantes. Isto de debitarem discurso sem terem intenção de cumprir tem que acabar.

ABEL MARQUES disse...

Torna-se cada vez mais urgente discutir o futuro duma população que viu aumentada a esperança média de vida sem condições alternativas que lhe permita viver essa vida com dignidade.
É um tema que promete.

Um abraço

Joseph disse...

Muito pertinente e oportuno este tema. Gostei também das preferências musicais que também são (eram) as minhas.
Um abraço

São disse...

Parabéns pela iniciativa , amiga. Extensivos também ao mestrando pela escolha de este assunto .
Semana feliz.

Adriana disse...

Bons tempos!!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Abel Marques
A população idosa ocupa, cada vez mais, um lugar central nas populações das sociedades ditas desenvolvidas.
É preciso que nos inteiremos a fundo desta realidade.

bjs

SILÊNCIO CULPADO disse...

São
Minha amiga este é um tema que vai dar pano para mangas.
Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

Joseph
Somos da mesma geração, é isso?
Quanto ao tema é algo que se impõe discutir a fundo.
Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

Adriana
Obrigada pela visita.
Beijinhos

Laurentina disse...

Pronto pronto tá visto que não vos posso deixar á solta!!!
Vou de "bacanças" uns dias e tunga as meninas andam logo aqui a fazer listas de nomes masculinos.
Faxavôr de terem juizooo suas doidivanassss eheheheheh.

Por acaso e é que so por acaso eu também gramava á brava esses calheiros...ainda dá gosto ouvir essas vozes!!!
Rapaziada do melhorrrrr

Fico no aguardo do texto da Rosário...

Beijão grande e obrigadão pelo cuidado, isto incha desincha e passa é o costume...só é chato de aguentar o tratamento, mas lá força não me falta na língua nem nos dedos!!

C.Coelho disse...

Fico expectante em relação a este debate que presumo nada ficará a dever em relação ao outro sobre a escola.

Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

Laurentina
Oh minha querida, como me comovi quando leio o teu comentário mesmo à Laurentina.
Que bom!...
Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

C.Coelho
Bem, eu tudo farei para que seja uma boa partilha de opiniões. Vamos lá ver.
Bjs

G.BRITO disse...

Fico a aguardar, com muito interesse, o novo tema que apresentas.

Quanto aos teus músicos, amiga, são mesmo do melhor.

Abraço

Robin Hood disse...

É um tema que promete.

As músicas já não são do meu tempo.


Um abraço

M.M.MENDONÇA disse...

Esses tema já é comigo, directamente.

Quantas às tuas preferências musicais também me revejo nelas.

Um beijo

SILÊNCIO CULPADO disse...

G.Brito
Nada melhor que aguardar para ver mas conto com bons textos de entendidos no métier.
Bjs

SILÊNCIO CULPADO disse...

Robin

Ainda és um jovem mas, no entanto, a paisagem humana do mundo em que vives também te pertende.

Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

M.M.Mendonça
Não te esqueças que também espero um texto teu.
Um abraço

Zé Povinho disse...

Tudo "meninos" da minha idade e que cantaram e encantaram a minha geração e não só.
Sobre o tema devo dizer que não é nada fácil, começando logo pela definição de 3ª idade.
Abraço do Zé

Sheila disse...

Se eu pudesse passar pelo vendo à procura do tempo. Mas não posso e apenas a solidão me resta.

Isto é a terceira ou quarta idade. É o fim da vida enquanto vida.

Um abraço

Boris disse...

Silêncio, minha Silêncio
venho aqui me apresentar
como um dos tais idosos
de quem pretendes falar.

Mas agora não comento

Beijinhos

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida amiga Lídia, quanto ao tema na minha opinião... Díficil...
Pelo menos para mim!!!
Como diz o Gui; TUDO RAPAZES DO MEU TEMPO.
Espero que ele não fiquei zangado por eu lhe roubar o comentário.
Minha amiga, desejo-te uma boa semana.
Beijinhos de carinho e amizade.
Fernandinha

René disse...

Também são rapazes do meu tempo.


Quanto ao tema da população idosa convém estabelecer fronteiras com que idade, em que circunstâncias.

Beijo

SILÊNCIO CULPADO disse...

Zé Povinho
Um dos aspectos mais importantes para o debate sobre a população idosa é exactamente definir o conceito de idoso.
Todas as visões são válidas e espero que surjam muitas e diversificadas.
Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Sheila
Eu percebo que a solidão possa estar associada à fase final da vida. mas só os idosos é que sentem a solidão?
Um beijinho

SILÊNCIO CULPADO disse...

Boris
Ninguém melhor que quem sente na pele o peso da idade para falar sobre o assunto. Fico à espera.

bjs

SILÊNCIO CULPADO disse...

Fernanda
O tempo marca e torna a poesia mais densa e nostálgica. É isso, não é, amiga?

Beijinhos

quintarantino disse...

Muito bem. Quer na escolha do tema, quer nos nomeados.

herético disse...

beijos. excelentes as tuas escolhas. sempre. as tuas...

SILÊNCIO CULPADO disse...

Quint
Espero bem que surjam bons contributos porque o tema promete.
Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Herético
Obrigada. Faz-se o que se pode.
Um abraço