.



O ESTIGMA

Quem nunca se sentiu alvo dum estigma? Quem nunca sentiu a dor de frases mais ou menos como estas: Já o teu pai era um grande (sacana, preguiçoso, mau-feitio). És burro, indolente, gordo. Nunca vais ser ninguém na vida porque não prestas. E daí por diante?

Exemplos não faltam e, todos eles, representam facadas que deixaram marcas fundas. Algumas mudaram mesmo a nossa forma de sentir minando a nossa confiança e alegria de viver.


Porém há uns estigmas que são mais estigmas que outros.

O blogue SIDADANIA convidou-me a fazer parte do painel de textos que está a publicar.

Neste contexto irei contribuir com um conjunto de posts sobre o estigma que, através duma visão particular, pretendem lançar a discussão sobre um tema de real importância na vida de todos nós.

Porque todos estigmatizamos e somos estigmatizados e porque o estigma mata mais que a própria morte, não deixem de participar com a vossa opinião.

Há que quebrar as correntes que nos prendem a um conceito de vergonha e humilhação que não pode fazer parte duma sociedade evoluída que defenda a dignidade humana.

Para que sejamos gente temos que dizer NÃO AO ESTIGMA. Quem pretender participar com um post, nesta discussão, poderá fazê-lo enviando o texto para: Lídia Soares/Silêncio Culpado lnsoares@aeiou.pt




O PRÉMIO FLORIDO

O meu amigo do SE EU BLOGO LOGO EXISTO, deu-me este maravilhoso prémio que tem um grande significado simbólico: representa a capacidade de circular com liberdade na blogosfera transmitindo mensagens livres e solidárias.

É um conceito interessante que deveria transmitir, segundo a regra, a 5 blogues amigos. Porém como tenho mais que 5 que o merecem optei por conferi-lo apenas apenas ao SIDADANIA, solicitando a todos os visitantes que não deixem de apoiar este espaço de grande valor e interesse pelos seus ensinamentos.





36 comentários:

Paulo disse...

Obrigado Lídia pela bicicleta florida com que nos presenteias. De agora em diante, de blog em blog, cumpriremos a missão a que nos propomos: a missão de desmistificar a infecção pelo VIH, na medida em que ela é, sem mais, nem menos, uma patologia como outra qualquer e os que dela padecem, são seres humanos, como outros quaisquer. Bem haja.

RAUL disse...

Lídia
Em nome do Sidadania, agradeço o prémio recebido,que irá para a nossa barra lateral com muito orgulho.
Queremos continuar a nossa guerra contra o estigma e a discriminação, não só dos infectados pelo HIV, mas de todos os que de alguma forma, por serem diferentes, são vitimas desta aberração da sociedade que determina o que é aceitável e normal. Lutamos também por informar e ensinar, pois acreditamos que o conhecimento conduz a um melhor aceitamento e compreensão de todos os seres humanos que quer por doença como o HIV, mas não só; por serem de uma etnia diferente;por terem diferentes preferências sexuais; por serem velhos, pobres ou qualquer outro motivo que os torne diferentes.
O Sidadania agradece todo o apoio que nos tens dado e continuarás a dar.
Um abraço do tamanho do mundo.

Silvia Madureira disse...

Lídia:

Infelizmente não tem sido possível acompanhar com muita frequência o blog sidadania...e muitos outros...não é de todo descriminação. Aliás, é um tema com o qual me preocupo e com o qual me interesso.
No entanto sempre que posso passo por lá...não tento queria.
O mesmo acontece aqui...
Que isto não seja sentido como descriminação...aliás teria esta razão de ser?
Todos os bloguistas podem confirmar a minha falta de assiduidade na blogosfera.

um beijo

Sophiamar disse...

Venho deixar-te um beijinho e conta sempre com o meu apoio. Tens um blogue que presta serviço público. Muito importante esta tua atitude.

Beijinhoss

Odele Souza disse...

Lídia,

Mais uma semana se inicia.Que nos traga a esperança, ou melhor,a certeza, de que a vida se renova a cada dia.

E se que se renove também tuas forças, NOSSAS forças, para continuarmos a escrever sobre temas como por exemplo este de teu post 'O ESTIGMA" e tantos outros temas que aqui trazes, de forma a seguir na conscientização para problemas que no fundo, dizem respeito a todos nós.

É muito bom contar com o apoio de pessoas como tu.

Um beijo meu pra ti.

Arte Autismo e www.arteautismo.com disse...

oi Lídia ,
Muito bonito da sua parte presentear o Raúl com esta bicicleta Florida. Ele merece!
Deixo-te com essa frase ,de um autor desconhecido.

“Um verdadeiro amigo é alguém que te conhece tal como és, compreende onde tens estado, acompanha-te em teus lucros e teus fracassos, celebra tuas alegrias, compartilha tua dor e jamais te julga por teus erros.”

boa semana para ti minha linda!
Ray

Brancamar disse...

Olá Lídia,
Que sintonia! Parece que me sentiste! Acabei de fazer o meu post e já tinha passado por aqui para copiar o teu link, já te tinha lido e também estava a comentar o teu texto no Sidadania quando foste lá ao meu sítio.Só que me apareceu uma amiga brasileira no msn a quem estava precisamente a falar destes assuntos e só quando desliguei publiquei o comentário. Foi então que vi a tua visita e achei gira a coincidência de me falares num comentário que eu tinha acabado de fazer.
Quero agradecer-te as vezes que vais lá ao meu sítio, mesmo quando eu não venho, os versos que me vais deixando, os últimos lindíssimos de Eugénio de Andrade. Eu tenho estado em falta, tenho tentado vir cá mais vezes, mas não me tem sido possível chegar a todos pela falta de saúde que as madrugadas me trazem. Hoje fiquei mais um pouco porque o fim de semana me permitiu mais descanso.
Beijinhos para ti.

Menina do Rio disse...

Oi Lidia, Minha conexão está voltando; meio lenta mas pelos menos me mantém online mais de 5 minutos. Aos poucos vou fazendo a ronda.

O problema que estes estigmas são criados na maioria das vezes dentro do lar

um beijo pra ti e boa semana

ABEL MARQUES disse...

É um excelente texto que tens no Sidadania e que já comentei. É de leitura obrigatória porque o estigma persegue-nos e destrói-nos em cada momento das nossas vidas.
Bjs

Mário Relvas disse...

O "estigma". Interessante este tema. Mais um.Vale a pena reflectir nele.Poderá deixar marcas para a vida.

Saudações e um sorriso

Marta Ribeiro disse...

Tem uma boa semana e continua assim com este teu bonito blog que diz o que tem a dizer sem medos


beijinho

Um Momento disse...

Muitos Parabéns e ao Sidadania!

Deixo-vos um beijo sincero !

Boa semana desejo!

(*)

Robin Hood disse...

Lídia
Parabéns por este tema excelente. Já deixei o meu comentário no Sidadania.

Abraço

Peter disse...

Parabéns pelo prémio que te foi atribuido porque, na verdade é o que tu fazes:

"capacidade de circular com liberdade na blogosfera transmitindo mensagens livres e solidárias"

Dou-te todo o meu apoio moral na "Sidadania", já que quanto ao físico estou momentaneamente condicionado.

Desejos de uma boa semana.

C.Coelho disse...

Deixei o meu comentário no Sidadania defendendo e acreditando que se o estigma deve ser banido a sua existência tem várias causas que têm que ser identificadas e despenalizadas uma a uma.
Bjs

M.M.MENDONÇA disse...

É um tema muito forte e muito abrangente. O estigma tem mais que se lhe diga mas é importante que se discuta para que se combata o preconceito.
Abraço

Teresa Durães disse...

o estigma serve para tentar rebaixar quem é alvo e conseguir uma superioridade inventada

AJB - martelo disse...

não há dúvida que empenho não te falta, Lídia.
bjo

António de Almeida disse...

-Só se deixa estigmatizar quem não tem força de vontade ou personalidade própria bem vincada. Mesmo na adolescência, sempre respondi á letra a todas as provocações de que fui alvo, e pela vida fora habituei-me a responder á letra em todas as circunstâncias.

herético disse...

ABRAÇOS. merecidíssimos prémios!...

amigona avó e a neta princesa disse...

Nem todos têm a personalidade do António de Almeida e muitos, muitos problemas andam por aí a troco de situações como as que retratas...às vezes podemos ser mesmo muito injustos e com um comentário menos feliz dar cabo da vida de alguém!
beijos, amiga...

C Valente disse...

Saudções amigas

amigona avó e a neta princesa disse...

Não te dei os parabéns peloprémio lindo que recebeste! Tu mereces, amiga!
Hoje o sol está enevoado para mim...quando os problemas reais nos caem no colo é muito difícil gerir a realidade...beijos Lídia...

Maria Clarinda disse...

E eu aqui estarei para te ler nesta Missão tão importante!!!
Jinhos muito grandes

meg disse...

Lídia,
omo gostaria de estar mais participativa, mas... o ânimo está em recuperação, e estou a tentar a por vezes, duras penas, manter o blogue e melhor que sei e posso.
Bem me faço forte, mas não é tão fácil. MAS VOLTAREI, a menos que aconteça outro apocalipse.
Um grande abraço para ti.

Mário Relvas disse...

Na vida o grande objectivo é amar. Este blog reflecte isso.Prémio bem atribuído.

E a reflexão do "estigma"? Já agora alguém tem alguma experiência que possa reflectir este tema e comentar aqui?

Saudações e um sorriso amigo

SILÊNCIO CULPADO disse...

Paulo
A bicleta é um símbolo que vos assenta bem. E já agora que nos assenta bem porque também faço parte da equipe.
Há que desmistificar a questão do HIV que ainda está envolta em muita ignorância.
Vamos pedalar todos para isso. E sempre com muitas flores.
Abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Raul
Lutando contra o estigma e a discriminação dos portadores do HIV luta-se contra o estigma e discriminação de todo um conjunto de populações que se encontram em desvantagem devido a preconceitos absurdos.
Tenho muito orgulho em participar, dentro do que me é possível, dessa missão tão nobre a que tu e o Paulo se propuseram.
Abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Silvia
Tudo é caso de vida e não de morte. Nem sempre consigo visitar todos aqueles que quero. Há outros compromissos e as 24 horas não chegam.
O que é importante, Sílvia, é sentirmos que podemos contar com as pessoas.Que elas estão lá e são nossas amigas.
Abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

SOPHIAMAR
Há muitos blogues que prestam serviço público. Cada um à sua maneira. Saber que conto contigo é muito reconfortante.
Abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Odele
Sempre bem vinda e sempre simpática na mensagem.

Um beijo para ti e outro para Flávia

Olhos de mel disse...

Oie minha amiga! Obrigada pelo apoio e carinho. Estou voltando aos poucos.
Parabéns pelo post! Existe realmente, o costume de rotular as pessoas.
Beijos

Isabel-F. disse...

são tantos os estigmas que existem ... e que continuarão a existir ...

podes acrescentar mais um à tua lista :"os retornados" ....


beijinhos

São disse...

Parabéns, porque tu mereces mesmo.
Bem hajas, minha Amiga querida!

Pata Negra disse...

Com uma bicicleta destas até apetece andar a pé! Quanto ao estigma, acredito que para a maioria das pessoas ele se possa transformar em estímulo! De mim, sempre ouvi dizer, este rapaz ainda vai ser alguém na vida - eu, só para contrariar decidi combater essa ideia do "ser alguém na vida"! Combato-a interrogando sempre: o que é isso de ser alguém na vida? Por acaso existe alguém que não seja alguém na vida? Não me encaixa essa do "ser alguém na vida"!
Um abraço algures na vida

Å®t Øf £övë disse...

Lídia,
Obrigado por teres recebido o Prémio Florido. Gosto da forma como expressas a liberdade através das palavras que aqui partilhas connosco.
Bom feriado.
Bjs.