.



FACEBOOK


As redes sociais vêm , cada vez mais, tomando conta da vida dos cidadãos mesmo daqueles que, como eu, começaram por lhe resistir.

Entendia eu que, não havendo tempo para tudo, a blogosfera era um espaço privilegiado para troca de ideais numa liberdade abençoada pelos ventos duma democracia em que a liberdade de expressão e/ou opinião nem sempre é possível ou bem aceite.

Porém, após ter ignorado os convites que me foram dirigidos para entrar em várias redes sociais, acabei por fazer parte desse mundo moderno com todas as vantagens e vicissitudes por demais conhecidas.

Todavia não pretendo desactivar este espaço de opinião, humilde mas aberto, onde conheci pessoas fantásticas, onde escrevi sentires e pensares por vezes ingénuos mas autênticos, e onde tenho recebido testemunhos de amizade que me aquecem os dias e os pensamentos. Não quero perder estes amigos e, por isso, vou continuar.


Tão breve quanto possível, contarei uma história verdadeira, lamento escondido duma injustiça social igual a muitas outras que fingimos não ver. E por um breve momento que seja terei a sensação que muitos dos meus amigos da blogosfera se revoltarão comigo e que, juntos, somos esta família especial que nunca se encontrou frente a frente (salvo algumas excepções), mas que partilhamos dum quotidiano rico pela liberdade que proporciona.

Voltarei breve com a minha história e, entretanto, vou pôr as visitas em dia porque já sinto saudades das vossas mensagens.

24 comentários:

Mar Arável disse...

Fico à espera

aqui na minha escarpa

Bjs

Maria disse...

Já não temos tempo para tantas redes e afins... ando a resistir ao facebook, vamos ver por quanto tempo...

Um abraço

zé lérias (?) disse...

Força!...

Odele Souza disse...

Já estive no Facebook mas desisti e estou preferindo o Twitter. Não ha tempo para tantos espaços virtuais. Mesmo postando a intervalos maiores,aindo prefiro os blogs porque nos permitem interagir mais com nossos leitores.

Voltarei sempre a este teu espaço onde te conheci, o que foi certamente um privilégio para mim.

Forte abraço.

São disse...

Esperando fico e rezando para que jamais abandones quem não se rende a essas novas maneiras!

Uma semana excelente, querida.

瘋狂的 disse...

Govern your thoughts when alone, and your tongue when in company...................................................

Fatyly disse...

Não gosto da usar a palavra "nunca", mas, apesar de muitos convites, não tenciono entrar nessas redes sociais. Conheço várias pessoas que já fazem parte desse mundo e pelo que me falam com tanto entusiasmo provoca em mim o efeito contrário: não tenho curiosidade e interesse alguma.
Força garota linda, se gostas continua e aguardarei a tua história.

Beijos sinceros

Pata Negra disse...

Também tu amiga? Tb tu trocas a hipermercado pela mercearia do bairro?!
Um abraço resistente aos "caralivros"

IsaMar disse...

temos mesmo de nos render a novos espaços. Maso blog, no meu caso, nunca o consegui fechar, apesar de haver dias em que não escrevo.

fique bem

isabel

Bichodeconta disse...

Minha querida já tinha saudades de te visitar e o que encontro eu ao chegar? Uma porta semi cerrda com vontade de se fechar..Claro que tb aderi ao facebook mas acho que vou fechar a conta, ali a comunicação não é de todo a mesma coisa. Gostotanto de poder cirandar por entre os blogs amigos ou até de algum novo que vá aparecendo.. Fico á espera da tua História que deve ser interessante, sobretudo por ser da vida real..Mas seja o que for vou estar aqui á espera, assim como fico á espera do teu abraço..Um beijinho, Ell

O Árabe disse...

Ainda não me rendi a essas redes, Lídia... talvez porque sou apenas um filósofo menor, e o blog me serve para divulgar as idéias. :) Boa semana, amiga!

C Valente disse...

Não caminho muito por ai, mas força
Saudações amigas

Zé Povinho disse...

Sou mais um dos que ainda não foi por esses caminhos. Nada tenho contra as novidades mas o tempo já não dá para mais.
Abraço do Zé

SILÊNCIO CULPADO disse...

Amigos

Não vos vou abandonar. Se o fizesse não seria digna da amizade que temos desenvolvido há tanto tempo. Aliás penso que os bloggers são uma familia que se visita, que troca opiniões, que oferece solidariedade. Algo que se desenvolve num espaço pequeno e logo mais afectivo.
No Facebook arranjam-se centenas, ou até milhares, de amigos em pouco tempo. Mas não é possível manter um diálogo próximo com tanta gente. No entanto permite a divulgação de causas e uma troca de opiniões abrangente que poderão contribuir para uma maior maturidade social e consciência colectiva.
Mas como alguns amigos aqui disseram, nós não damos para tudo. Ou estamos lá ou estamos cá.E há também vida para além da net.

Abraço a todos

O Profeta disse...

Apetece-me pintar a musica
Que me afaga a alma, desperta os sentidos
Apetece-me pintar-te o sorriso
Unir-te aos meus anseios antigos

Uma tela, universo ávido de um deus
Será o pintor o criador da cor do dia?
Um salteador das sombras da noite?
Ou apenas um semeador da nostalgia

Boa semana


Doce beijo

heretico disse...

abraços

Compadre Alentejano disse...

Apoio o Pata Negra, prefiro a mercearia do bairro...
Aparece sempre.
Abraço
Compadre Alentejano

O Guardião disse...

Não me apetece dispersar a minha atenção a muita coisa diferente, por isso mantenho a loja aberta por estas bandas.
Cumps

Maria Clarinda disse...

E ficarei esperando..Jhs

Teresa Durães disse...

Gosto dos blogs, parece haver uma intimidade maior mesmo que não seja propriamente sobre a nossa vida pessoal. Quanto ao Facebook, que aderi há pouco tempo, tenho encontrado amigos e comunicado mais com eles. Penso que também é bom

Å®t Øf £övë disse...

Lídia,
Também eu estou no Facebook, mas para mim nada substitui os blogues, por isso os meus continuam a ser a minha prioridade, no entanto é bem verdade que as redes sociais têm desviado muita gente dos blogues, o que é uma pena. Por isso te peço que continues com este teu espaço, e não te deixes vencer pela febre do Facebook.
Bjo.

Maria, Simplesmente disse...

Interessante a vossa conversa sobre o Facebook!
A ela vou acrescentar o meu parecer, que talvez seja errado mas que é o que sinto.
Não... não gosto do Facebook... e talvez muita gente não entenda porquê, mas eu explico:
Estive "lá"... não estou lá agora mas, apesar de ter cancelado a minha conta, fiquei surpreendida quando em ar de brincadeira me deixaram entrar.
Afinal por muito que queiramos a conta nunca é desactivada como pensamos. Tudo bem...
Só que eu gosto dos espaços abertos dos Blogues, e detesto os lugares fechados como o Facebook, e outros que tais.
É um lugar onde me sentia sufocada, eu que gosto de viver em espaços amplos, e não sou de modas. Se eu quisesse estar fechada estava mesmo nos meus Blogues.
Gosto desta liberdade, gosto que me visitem como eu gosto de visitar quem encontro.
Assim... estou lá e não estou... mas foi uma experiência interessante, mais uma para conhecer o mundo virtual.
Diga-se de passagem, dos Blogues é que eu gosto.
Bom fim de semana
Maria

Marília Gonçalves disse...

enquanto subrepticiamente uma corja de bandidos mafiosos a soldo da sua própria imoralidade e corrupção, confortavelmente instalados na ignorante cegueira que tem permitido a mais total perda de identidade como filhos do País que lhes deu e voz e Cultura ancestral,uns tristes desgraçados vendem-se por meia dúzia de irrealizáveis ilusões, facultando aos mandadores a possibilidade de criar um novo tipo de escravatura, onde todos os que trabalham para subsistir,venderão a última parcela de tempo para ir comendo (mal) e para dar aos filhos (com grande esforço) os meios de estudarem para que a nova escravatura prossiga, esta escravatura que deixa como paga do esforço de vidas de trabalho, um prato cada vez mais vazio e empregos donde os filhos tirarão, não o fruto merecido de tanto trabalho e esforço, mas unicamente o pobre espelho do que foi a vida dos pais,
Como diria o Sérgio Godinho: que força é essa amigo, que te põe de bem com outros e de mal contigo!!!?
Quando a situação por vossa inércia
não tiver saída, quando o vosso desespero for tão grande que vos encha os dias e as noites, quando se sentirem tão infelizes e desgraçados sem ver uma nesga de luz ao longe para onde avançar...
lembrem-se de nós! nós, que vossos amigos, como se de irmãos se tratara tantas vezes vos avisámos de PERIGO!
Ou nos escutam hoje e despertam dessa malvada letargia, ou bem cedo verão o preço da preguiça de pensar e as consequências irremediáveis da cobardia!

Amanhã dia 29 de Maio é dia de Luta por vossos direitos, portem-se como gente que são e venham para as ruas gritar o vosso não à corrupção e ao abuso desenvergonhado dos governantes!


Marília Gonçalves

Marília Gonçalves disse...

enquanto subrepticiamente uma corja de bandidos mafiosos a soldo da sua própria imoralidade e corrupção, confortavelmente instalados na ignorante cegueira que tem permitido a mais total perda de identidade como filhos do País que lhes deu e voz e Cultura ancestral,uns tristes desgraçados vendem-se por meia dúzia de irrealizáveis ilusões, facultando aos mandadores a possibilidade de criar um novo tipo de escravatura, onde todos os que trabalham para subsistir,venderão a última parcela de tempo para ir comendo (mal) e para dar aos filhos (com grande esforço) os meios de estudarem para que a nova escravatura prossiga, esta escravatura que deixa como paga do esforço de vidas de trabalho, um prato cada vez mais vazio e empregos donde os filhos tirarão, não o fruto merecido de tanto trabalho e esforço, mas unicamente o pobre espelho do que foi a vida dos pais,
Como diria o Sérgio Godinho: que força é essa amigo, que te põe de bem com outros e de mal contigo!!!?
Quando a situação por vossa inércia
não tiver saída, quando o vosso desespero for tão grande que vos encha os dias e as noites, quando se sentirem tão infelizes e desgraçados sem ver uma nesga de luz ao longe para onde avançar...
lembrem-se de nós! nós, que vossos amigos, como se de irmãos se tratara tantas vezes vos avisámos de PERIGO!
Ou nos escutam hoje e despertam dessa malvada letargia, ou bem cedo verão o preço da preguiça de pensar e as consequências irremediáveis da cobardia!

Amanhã dia 29 de Maio é dia de Luta por vossos direitos, portem-se como gente que são e venham para as ruas gritar o vosso não à corrupção e ao abuso desenvergonhado dos governantes!


Marília Gonçalves