.



Zeca Afonso





José Afonso deixou-nos em 23/2/1987.

Mas a sua mensagem , o seu exemplo e a sua voz são intemporais!

Viva José Afonso  e tudo quanto simboliza!

Viva a Liberdade!

SÃO BANZA

14 comentários:

Pata Negra disse...

Amigo canto e sempre... até
Um abraço maior que o pensamento

São disse...

...e tão actual ainda!

Abraço grande e fraterno.

Cata- Vento disse...

Inesquecível, este amigo da Liberdade. Tive o privilégio de o conhecer em Faro onde leccionou na Escola Comercial e Industrial. A sua mensagem perdurará.

Bem-hajas!

Beijinhos

mfc disse...

Ele está vivo... e continua a ser bem preciso!

São disse...

Inesquecível, sim.

Eu não o poderei esquecer, até porque era sua aluna em Setúbal, quando a intolerância de um padre católico o fez expulsar da carreira docente.

Um abraço, CATA_VENTO:

São disse...

Sim, a sua voz ecoa em quantos corações a Liberdade clama.

E, infelizmente, os seus protestos ainda são actuais.

Bom final de semana, MFC

O Guardião disse...

Uma passagem para desejar boa semana.
Cumps

São disse...

Agradeço e retribuo.

Mgomes - Santa Cruz disse...

São Zeca Afonso nunca será esquecido, adoro as musicas e poesias dele.
beijos
Santa Cruz

C Valente disse...

E muitas saudades de quem tocava nas feridas vividas
Saudações amigas

São disse...

Pois ainda bem que partilhamos essa admiração por aquele que foi meu professor de História Universal em Setúbal.

Saudações, SANTA CRUZ

São disse...

SEm dúvida, uma imensa saudade de uma voz impar.

Saudações, caro VALENTE

Zé do Cão disse...

São
Vai-nos faltando forças para gritar 2VIVA A LIBERDADE"
Falta pouco mais de um mês para ver os palhaços que se apoderaram deste pequeno rectângulo, de cravo na lapela a quererem demonstrar a sua importância. É a triste realidade que temos e que lamentarei sempre.
VIVA A LIBERDADE, de ideias, de dignidade de honestidade, sem elas vamos ao funsdo, aliás já batemos com o casco na lama.

Abraço

Vieira Calado disse...

Conheci-o bem, pessoalmente.

Mas de nada serve adiantar o que quer que
seja, ao que todos nós sabemos.

Saudações poéticas